Real Time Analytics
ASUS

ASUS vende 1000 Zenfones em 5 segundos

A ASUS parece que está realmente balançando o mercado nacional com a chegada do Zenfone 5. O smartphone que possui um dos melhores custo beneficio da atualidade, desbancando até mesmo o moto G em vários aspectos, tem como principal atrativo o seu preço. A primeira versão a ser comercializada por aqui foi o Zenfone 5 com processador de 1,6 GHz. Na ocasião ele vendeu mais de 10 mil unidades em menos de 24 hroas em uma promoção de lançamento por 499 Reais e a história se repetiu nesta madrugada (25). A ASUS antecipou a Black Friday e começou a vender o Zenfone 5 na versão de 1,2 GHz e 8GB de armazenamento pelos mesmos 499 Reais, o resultado? 1 mil unidades foram vendidas em apenas 5 segundos!, isso mesmo: 5 segundos!

destaque

“O tempo de vendas recorde prova que o consumidor brasileiro quer um smartphone com bom preço e ótimo desempenho”, comenta Marcel Campos, diretor de Marketing e Produto da ASUS Brasil. “Com isso, repetimos o sucesso lançamento do Zenfone 5 em 15 de outubro, quando vendemos mais de 10 mil aparelhos em menos de 24 horas”, conclui.

Leiam também – Comparativo do Moto G vs Zenfone 5, quem leva a melhor?

Lembrando que o Zenfone 5 possui um processador Intel Atom de 1,2 GHz ou de 1,6 GHz, 8 GB de armazenamento interno, 2 GB de RAM, tela de 5 polegadas com resolução HD, câmera traseira de 8MP,  frontal de 2MP e é dual SIM card.

Com o fim da promoção, o preço volta ao normal, que é de 599 reais que continua sendo um bom preço. Confiram aqui o nosso review completo do Zenfone 5 e analisem se ele é ou não um bom negócio atualmente.

 

Leiam também:  [Setembro] Seu Android vai receber o Android Oreo? Confiram quais smartphones estão confirmados

Seja o primeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASUS, destaque, destaques, Reviews

Review Zenfone 4: Vale a pena pagar o preço?

A ASUS apresentou a quarta versão de seu smartphone: o Zenfone 4 chegou em 3 versões e fazendo barulho. O…

A ASUS apresentou a quarta versão de seu smartphone: o Zenfone 4 chegou em 3 versões e fazendo barulho. O Zenfone 4 melhorou em relação a versão passada, porém o preço aumentou e o principal motivo de comprar o Zenfone 3 não se aplica no 4: Pagar menos por mais. Testamos a versão mais parruda do Zenfone 4, confira abaixo o que achamos dele.

Review em vídeo

Design e construção

Hoje em dia smartphones são bem parecidos, então um sempre vai lembrar outro. No Caso do Zenfone 4 não é diferente. Na parte da frente temos algo bem parecido com um Galaxy ou um iPhone, mas mesmo assim se trata de um aparelho muito bonito. As bordas laterais diminuiram em relação ao Zenfone 3, porém ainda não dá para ser chamado de bordless.

Review Zenfone 4 frente

A tela possui curvatura 2,5 D em todas as suas laterais, o que garante melhor pegada e deixa o aparelho mais bonito de fato. As bordas superiores e inferiores são bem grandes, possuem o mesmo tamanho para uma perfeita simetria, algo encontrado nos iPhones. Mas é na parte traseira que ele se destaca, o famoso efeito de luzes concêntricas, característica da ASUS, está presente em todo o vidro traseiro.

Review Zenfone 4 traseira

Outro destaque é o modo que as câmeras foram montadas. Elas estão abaixo da camada de vidro, ou seja, não tem nenhum calombo, tornando assim todo aparelho totalmente plano. Aqui temos suas duas câmeras, uma normal e uma Wide-angle de 120 graus.

Embora seja muito fino, apenas 7,7 mm, ainda achei o Zenfone 4 um pouco trambolhão e não muito confortável na mão quando comparado com concorrentes. O problema não é nem o tamanho, e sim da traseira ser totalmente plana. Como ele não tem curvas nas laterais, a pegada não é tão boa assim. Com o tempo acostuma-se já que é algo bem pessoal, mas acho que bordas curvas seriam bem vindas num aparelho desse tamanho e preço. Juntando o fato dele ser de vidro e escorregadio, uma capinha é meio que obrigatório para evitar uma queda fatal. Pelo menos ele vem com uma básica de silicone.

Review Zenfone 4

Ele é todo construido sobre um chassi de aluminio, revestido de vidro com corning gorilla Glass 3 na frente e na parte de trás. Aqui um elogio: a tela está muito bem tratada, não estou falando de qualidade de imagem ainda, mas a proteção oleofóbica é uma das melhores que já vi. Raramente fica engordurada ou com marcas de dedo. Além disso ela não arranha facilmente. Usei sem pelicula por 3 semanas e não há nenhum arranhão, nem aqueles minúsculos. Para efeito de comparação, o Galaxy S8 e o Moto Z2 Force, em 2 dias já estavam cheio de arranhões apenas de colocar e tirar do bolso. Não sei se com o tempo piora, mas não vejo necessidade de peliculas nesse aparelho.

Tela

A tela dele é uma tela de 5,5 polegadas com resolução full HD. A tela é de LCD IPS. A qualidade é ok, nada de ruim mas também nada fora do normal de um intermediário premium. Você não terá problemas em enxergar mesmo em um dia ensolarado.

Review Zenfone 4 tela

O brilho é bem alto, o contraste é bom e o branco é bem fiel. Porém, o preto é meio acinzentando ou azulado dependendo do ambiente, mesmo para uma tela IPS achei que o preto poderia ser melhor. Mas nada que atrapalhe muito.

Leiam também:  Zenfone 4 Selfie e Pro chegam ao Brasil para garantir boas Selfies

A reclamação fica porque a ASUS poderia ter colocado a tela AMOLED que equipa o Zenfone 4 Pro, que aliás não veio ao Brasil. Ou, pelo menos, uma resolução 2K como concorrentes top de linha possuem. Afinal estamos falando de um aparelho que rompe a casa dos 2 Mil Reais.

Hardware

Na parte de hardware temos um smartphone bem poderoso. O processador é um Snapdragon 660, possui 6 GB de RAM e 64 GB de armazenamento além de entrada para cartão micro SD.

Categorizar o Snadragon 660 é bem difícil. Ele está acima de qualquer intermediário premium, que normalmente vem com o Snapdragon 625 ou 630. Temos aqui Moto Z2 Play, Moto G5S Plus, Galaxy A9, dentre outros. Porém, ele não chega a ser um top de linha. O processamento chega bem perto, praticamente equivalente ao Snapdragon 820 do ano passado. A grande diferença fica por conta da GPU, ele vem equipado com uma Adreno 512. Essa GPU é cerca de 30% mais fraca que a Adreno 530 do Snapdragon 820. Na prática temos uma perfomance que beira um top de linha, porém mais econômico energicamente.

Review Zenfone 4 antutu

Ele vai dar conta de 99% dos usuários. Até mesmo jogos mais pesados ele roda bem, com perfomance notoriamente melhor que nos intermediários premiums.

Ele fez cerca de 110 mil pontos no Antutu Benchmark. Além disso, rodou bem a maioria dos jogos pesados.

A bateria dele é de 3300 mAh. Como disse, o Snpadragon 660 é econômico em relação aos tops de linha, mas não espere desempenho de bateria de um intermediário como Zenfone 4 com Snap 630 ou Moto Z2 Play. No meu uso ele ficou na média dos tops de linha bons. Aguenta bem um dia de uso.

Aqui vai um detalhe, o gerenciador de bateria da ASUS em parceria com a Qualcoom somada ao modo doze do Android, aprendem do seu uso. Funciona assim: com o passar do tempo o sistema vai identificando quais os seus apps que gastam mais energia, os que não gastam, que ficam em segundo plano e etc. Com essas informações, o sistema vai se adaptando ao seu uso; como por exemplo deixar, ou não, determinado app na memória RAM. Com isso, o desempenho vai melhorando conforme os primeiros dias vão se passando.

No meu caso, para chegar no resultado abaixo, demoraram cerca de 8 dias. No começo a bateria não durava nem metade disso. Por isso fica a dica: só reclame das baterias de smartphones com processadores Snapdragon e com Android 7 para cima depois de alguns dias.

Tirando o aparelho da tomada às 7h da manhã, eu fiquei navegando na internet por cerca de 2:30 pelo 4G, ouvi música no spotify via Bluetooth por 3 horas no Wifi e joguei alguns jogos casualmente somando uns 30 minutos. Tudo isso sempre com o brilho no automático. Chegando em casa as 20:00, ele estava com 20% de bateria. É uma marca boa, pelo menos para meu uso.

Leiam também:  Review Zenfone 4: Vale a pena pagar o preço?

Review Zenfone 4 – Câmeras

O principal apelo de marketing do Zenfone 4 é o conjunto de câmeras. O slogan dele é “We love photos”. Dito isso, realmente a ASUS não fez feio. Começando por sua câmera frontal, ela possui 8 MP e abertura f2.0. No papel nada extraordinário, mas fiquei bem impressionado com o desempenho dela em boa luz.

Ela conta com um modo retrato via software bem eficaz, mas não perfeito. Notem na foto abaixo, ela aplicou um desfoque muito bom, porém nas bordas da minha orelha dá para notar erros. Além disso, as bordas das imagens tem uma perda de tonalidade de cores bem estranhas. Mas, no geral, está acima da média, incluindo até mesmo celulares tops de linha.

Review Zenfone 4 camera frontal Review Zenfone 4 camera frontal<

Na traseira são duas câmeras: uma principal, de 12 megapixels com lente de abertura f/1,8; e uma secundária, de 8 megapixels, que acompanha uma lente grande angular de 120 graus com abertura f/2,2.

Review Zenfone 4 camera dupla

A lente principal tira ótimas fotos em qualquer condição de iluminação. Mesmo durante a noite, a perda de detalhes é pouco e consegue um bom nível de nitidez. O alcance dinâmico, que sempre pesa em celulares, é bem equilibrado não estourando exageradamente os brancos ou omitindo detalhes sobre sombras. As cores são equilibradas, o contraste é bem natural e nitidez boa.

Review Zenfone 4 fotos Review Zenfone 4 fotos

Review Zenfone 4 fotos Review Zenfone 4 fotos Review Zenfone 4 fotos

Review Zenfone 4 fotos Review Zenfone 4 fotos Review Zenfone 4 fotos

Mas como acontece com 99% dos celulares com duas câmeras, a segunda (seja zoom ou seja wide angle) é bem inferior. No caso do Zenfone 4, achei inferior até mesmo do que a frontal. Mesmo tendo uma abertura de f2.2, as fotos a noite poderiam ser melhores, ficam bem ruins e indistinguiveis. Pior, mesmo durante o dia onde as fotos possuem bastante ruidos e falta de nitidez. Abaixo a mesma composição tirada primeiro com a Wide-angle e depois com a lente normal.

Review Zenfone 4 fotos Review Zenfone 4 fotos

Vale lembrar que além de abertura menor, a lente é fabricada por uma empresa diferente. Enquanto a principal é um sensor Sony IMX362 (mesmo do Zenfone 3 Zoom), o secundário é um OmniVision 8856, empresa que costuma fazer sensores para smartphones chineses mais baratos. Por isso a qualidade não é das melhores.

Eu continuo preferindo lentes Wide-angle para composições diferentes de cenas, mas acho que ficaria legal com uma lente com melhor qualidade.

Ele grava vídeos em 4 K e full HD em 60 fps. Possui um estabilizador ótico de 4 eixos que nos testes se mostrou satisfatório, porém inferior a smartphones como o Galaxy S7, que possui o mesmo sistema de estabilização.

Software

O grande problema da ASUS sempre foi o seu software, a ZEN UI é famosa por ser poluida, feia e lenta. No Zenfone 4, na versão 4 da Zen UI, a ASUS tentou melhorar, e de fato conseguiu melhorar bastante. Não está do jeito que gostaria, mas está a caminho para isso. Agora a interface reduziu drasticamente o número de aplicativos pré-instalados inúteis. Além disso, alguns recursos relativamente legais como gravação de chamadas e seu bom app de gerenciamento de arquivos continuam. Além disso perdeu um pouco do carnaval de cores e ficou mais simples.

Mas, como disse, ainda tem o que melhorar. Sinceramente o que fico mais triste é que parece que a ASUS faz uma adaptaçao da Zen UI para o português e não de fato uma versão. Erros feios de traduções estão presentes desde o primeiro Zenfone e ainda não foram corrigidos no Zenfone 4. Notem que na hora de ajustar o brilho, o minimo é escuro e o máximo é “luz”.  Ele tem a opção de mudar a fonte, legal. Então vamos lá em estilo de fonte, dai você encontrar “Fonte Padrão” e mais 3 fontes em mandarim. Ou quando configurar o tempo de compartilhar conexão começa com Após x minutos e do nada muda para Depois de. No novo app assistente de áudio, é possível configurar perfis para diferentes fones de ouvidos. Dai, quando você vai adicionar um aparece um “Adiconar” fones.

Esses são alguns exemplos. Pode parecer besteira, mas isso me passa uma sensação de amadorismo na tradução, o que não pode acontecer em uma empresa do porte da ASUS. Principalmente a falta de respeito com a língua portuguesa. Nem interfaces de marcas que nem vendem no Brasil, como a MIUI da Xiaomi ou a EMUI da Huawei eu vi erros tão absurdos na tradução.

Leiam também:  ZenFone 2: Confiram todas melhorias e novidades

A parte “boa” é que em duas atualizações que ele teve alguns erros mais aparentes foram corrigidos, restando até então esses acima.

Resumindo a ASUS deu uma bela melhorada na interface, mas ainda é uma que eu menos gosto.

Conclusão

Podemos dizer que o Zenfone 4 é uma grande evolução se comparado com o Zenfone 3, que particularmente achei uma aparelho mediano. Porém, o preço também aumentou. Mesmo a versão com Snadragon 630 tá mais cara que o Zenfone 3 quando lançou. Mas tá na média.

O grande problema, que a ASUS deve estar ciente, é esse modelo que testei com o Snap 660. O aparelho é excelente e o Snadragone 660 é excelente. Mas não é um top de linha. Eu sei que não é só o processador que vai ditar se ele é um top de linha, no contexto ele compete sim com outros tops de linha. Mas se eu quero comprar um top de linha, instintivamente eu quero um processador top de linha. Além disso, o maior problema que eu acho é a concorrência, principalmente os tops de linha do ano passado que ainda são melhores que o Zenfone 4 em vários aspectos.

No preço que ele tá agora, você comprar um Samsung Galaxy S7 Edge, que é melhor em praticamente tudo, o mesmo acontece com o LG G6 que também tá na faixa de preço. E com poucas centenas de Reais, que não vai fazer tanta diferença quando a cifra passa de 2 Mil, dá para levar um Galaxy S8 que é melhor em tudo. Mas, se ele baixar o preço, que não é comum na ASUS, ai sim ele pode vir a ser a melhor opção de mercado em desempenho. Mas acho dificil, pois dai teriam que baixar muito também o Zenfone 3 com Snap 630. No fim das contas, quem vai puxar as vendas serão o Zenfone 3 e o Zenfone 3 Selfie.

Mesmo o Zenfone 4 com snapdragon 630 não acho vantagem, já que o próprio Zenfone 3 Zoom tá mais barato, com hardware pouca coisa inferior, com câmera idêntica e ainda com uma bateria enorme.

materia completa
ASUS

Zenfone 4 Selfie e Pro chegam ao Brasil para garantir boas Selfies

Além de lançar o Zenfone 4 e sua versão Max no Brasil, a empresa também trouxe ao Brasil o novos…

Além de lançar o Zenfone 4 e sua versão Max no Brasil, a empresa também trouxe ao Brasil o novos modelos dedicados a Selfie, sucesso no ano passado. O Zenfone 4 Selfie chega em duas versões ambas como câmera frontal dupla.

Enquanto o Zenfone 4 Max tem o seu diferencial a generosa bateria de 5.000 mAh, o Selfie aposta em câmera dupla frontal para conquistar os viciados em selfies. A câmera frontal dele é acima da média, mesmo se falando de tops de linha. Ela trás um sensor IMX362 da Sony de 20 megapixels, que aliado a um sensor secundário de 8 megapixels é capaz de criar efeitos diferenciados para suas fotos, como o famoso desfoque. Já para o Pro temos duas câmeras de 12 megapixels que combinadas tiram fotos de 24 MP. Além de fazer tudo que o mais fraco faz, é o primeiro smartphone a gravar vídeos em 4K com a câmera frontal.

zenfone 4 selfie

A ASUS também dá um leque de opções em termos de software, tudo para garantir boas selfies. O aparelho traz modo de embelezamento facial avançado, que permite remover manchas da pele, clarear sua face e também dar mais detalhes para seus olhos. O software SelfieMaster também oferece alguns ajustes para melhorar a tonalidade da pele e remover o excesso de brilho. O aplicativo permite fazer live streaming e colagens espeicais. Para quem curte criar animações, também há o recurso slideshow para ver todas as suas fotos de uma vez.

A câmera traseira possui 16 megapixel em ambos os modelos. Além do que as frontais fazem, a câmera traseira trás um modo manual idêntico ao Zenfone 4 com ajustes de branco, exposição e ISO. Até a velocidade do obturador pode ser alterada.

zenfone 4 selfie traseira

O que diferencia basicamente os dois, além das câmeras, é o processador. No Zenfone 4 Selfie há um Snpadragon 430, de entrada. Já o Zenfone 4 Selfie Pro trás o famoso Snapdragon 625 que equipava o Zenfone 3 do ano passado. Além disso há diferente versões com 3 ou 4 GB de RAM.

Leiam também:  Zenfone 4 chega ao Brasil não tão barato como no passado

O Zenfone 4 Selfie está sendo vendido nas opções preta, verde, dourada e rosa por R$ 1.199 com 3 GB de RAM e R$ 1.249 com 4 GB. Já o Zenfone 4 Selfie Pro vem nas cores dourada, preta e vermelha (única onde a frontal é preta). O preço parte de R$ 1.499 com 3 GB de RAM e R$ 1.699 com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento. Sinceramente esse é o melhor custo beneficio lançado pela ASUS esse ano.

materia completa
ASUS

Zenfone 4 chega ao Brasil não tão barato como no passado

A quarta geração de smartphones da ASUS, a Zenfone, chegou oficialmente hoje ao mercado brasileiro. O anúncio oficial aconteceu aqui em…

A quarta geração de smartphones da ASUS, a Zenfone, chegou oficialmente hoje ao mercado brasileiro. O anúncio oficial aconteceu aqui em São Paulo em um evento pomposo oferecido pela empresa. O Zenfone 4, carro chefe da linha, evolui bastante, mas há um custo. Diferente dos modelos anteriores, o Zenfone 4 chega com preços partindo de R$ 1.899 até R$ 2.499. Entenda o porque abaixo.

Zenfone 4 – Câmera marcante

O Zenfone 4 trás uma câmera de responsabilidade. Não é atoa que o slogan da campanha foi “We Love Photo”. Assim como grandes smartphones tops de linha, ele trás um sensor da Sony de última geração com abertura f/1.8. Além de uma outra lente, dessa vez uma grande angular, não de zoom. A câmera dupla é auxiliada pelo processador de imagem Qualcomm Spectra 160, que garante fazer registros de forma mais rápida, além de entregar um foco e zoom mais suave. Este processador de imagens também garante melhor equilíbrio de cores e ajuda a reduzir a quantidade de ruídos em ambientes com pouca luz.

zenfone 4 camera

O Zenfone 4 oferece uma unidade de câmera de pixel duplo com 24 milhões de sensores de detecção de foco – dois para cada um de seus pixels – fornece detecção de fase ultra-rápida de 0,03 segundos e foco automático de rastreamento de assunto para garantir fotos nítidas e claras. Juntamente com a estabilização de imagem óptica e eletrônica para fotos e vídeos sem borrão, um sensor de correção de cores para cores verdadeiras e uma verdadeira gravação de vídeo UHD de 4K.

A câmera do Zenfone 4 possui uma estabilização de imagem de quatro eixos que permite que a lente se mova em oito direções para compensar o movimento da mão e do movimento, mantendo a lente constante para garantir fotos nítidas e sem borrão.

Leiam também:  ASUS vazou o Zenfone 4

Para gravação de vídeo, o Zenfone 4 emprega estabilização eletrônica de imagem (EIS) que usa algoritmos de software inteligentes para detectar batidas e movimentos bruscos ao longo de três eixos e automaticamente aplicar compensações para garantir vídeos suaves e estáveis.

Tudo isso descrito acima é o que tá no papel, sabemos que impressiona, mas daremos muito detalhes dele no nosso review que está no forno.

Zenfone 4 – Boa construção

zenfone 4 - 2

O Zenfone 4 trás basicamente o mesmo estilo de construção do Zenfone 3, composto de metal e vidro. Fabricado com uma única peça de alumínio sólido usando tecnologia avançada de moldagem nanométrica (NMT), O Zenfone 4 é um smartphone bem fino e leve. A ASUS diz que ele é “incrivelmente forte”. Tomara, já que o Zenfone 3 é conhecido por sua fragilidade.

Zenfone 4 – Tela

Ele traz uma tela de 5,5 polegadas cercada por uma moldura não muito estreira, mas também nada exagerado. Podemos dizer que ficou mais estreito que o Zenfone 3. A diferença é que diferente do Zenfone 3, o sensor de impressões digitais agora é na frente, atendendo uma pesquisa de mercado realizada pela ASUS.

Um ponto interessante na sua traseira de vidro é o modoque as câmeras são integradas ao chassi e fica abaixo do vidro. Isso significa que não há nenhum calombo na parte traseira. Tanto a frente quanto a traseira do Zenfone 4 são revestidas em vidro Corning Gorilla curvo 2.5D.

Zenfone 4 – Hardware

Quando lançado mundialmente, ele foi lançado em 4 versões. Infelizmente, a versão mais parruda do mercado equipado com processador Snapdragon 835 não veio ao Brasil. A ASUS disse que ficaria muito caro. Concordo em partes. Obviamente ele ficaria caro, o problema seria competir com concorrentes de marcas mais tradicionais no Brasil que possuem aparelhos com hardware equivalente e o mesmo preço.

Leiam também:  Zenfone 4 chega ao Brasil não tão barato como no passado

zenfone 4 snapdragon 660

No Brasil desembarcaram 3 versões. Sendo a mais básica com Snapdragon 630 e 4 GB de RAM e a mais completa com Snapdragon 660 e 6 GB de memória. Ambas oferecem 64 GB de espaço interno com armazenamento expansível via microSD. A intermediário vem com Snapdragon 630 e 6 GB de RAM. Mas dai vem a questão do preço.

O Zenfone 4 chega ao mercado ainda hoje (3) nas opções preta, branca e verde por R$ 1.899 para o modelo com Snapdragon 630 e 4 GB de RAM, R$ 2.299 para a versão com 6 GB e R$ 2.499 para a versão com Snapdragon 660 e 6 GB de memória.

Esse último, o mais interessante achei bem caro. O Snapdragon 660 é equivalente em grande parte ao Snapdragon 820, top do ano passado. Porém mais economico. Por outro lado a GPU é inferior. A questão é que com esse preço dá para comprar aparelhos do ano passado mais potentes, com câmeras ligeiramente melhores e mais bonitos. Um exemplo? O Galaxy S7 Edge já é encontrado na faixa dos R$ 2 Mil. Para falar a verdade, já se acha até o S8 na faixa de preço do Zenfone 4. Há também o LG G6, que tem um hardware e design mais interessante nessa faixa. Emfim, vai valer a pena quando baixar de preço.

materia completa
ASUS

Zenfone 4, ele chegou. Confiram nosso unboxing

O Zenfone 4 será lançado oficialmente no Brasil dia 3 de Outubro. O mesmo já havia sido anunciado oficialmente em…

O Zenfone 4 será lançado oficialmente no Brasil dia 3 de Outubro. O mesmo já havia sido anunciado oficialmente em alguns outros países. Em prévia do lançamento, nós do Tekimobile já estamos com uma unidade em mãos, e a que roda com o processador Snapdragon 660. Acima vocês conferem nosso unboxing.

Existe uma versão com Snapdragon 630, 4GB de RAM e 64GB de armazenamento e uma mais parruda com Snapdragon 660 e 6GB de RAM e 64GB de armazenamento. Esse último é um excelente intermediário premium que vem para quem precisa de um smartphone poderoso mas não quer pagar por um high-end, já que ele custará U$ 399. Abaixo as especificações completas:

  • Tela IPS LCD de 5,5 polegadas
  • Full HD (1920 x 1080 pixels)
  • 4 GB ou 6 GB de RAM
  • 64 GB de memória para o armazenamento interno
  • Entrada para cartão microSD de até 2 TB
  • Chipset Qualcomm Snapdragon 660 ou Snapdragon 630
  • Processador de oito núcleos Kryo 260 rodando em até 2,2 GHz
  • Qualcomm Adreno 512 ou Adreno 508 como placa gráfica
  • Câmera principal dupla de 12 MP (abertura de f/1.8) + 8 MP (lentes de 12 mm e 120° grandes-angulares)
  • Câmera frontal de 8 MP (abertura de f/2.0)
  • Leitor de impressões digitais embutido no botão home
  • Dimensões de 155,4 x 75,2 x 7,5 mm e peso de 165 gramas
  • Bateria de 3.300 mAh com suporte a carregamento rápido
  • Android 7 Nougat sob a interface da ASUS, ZenUI, como sistema operacional

Leiam também:  Zenfone 4 Selfie e Pro chegam ao Brasil para garantir boas Selfies
materia completa