Brasileiros só querem saber de Xiaomi e Huawei, mas porque?

Por
18 de abril de 2019 às 1h47 - Atualização: 18/04/2019

No primeiro trimestre deste ano, o interesse dos consumidores pelos smartphones da Xiaomi e Huawei cresceu surpreendentemente. De acordo com o Zoom, um dos maiores sites para comparar preços de produtos na internet, ambas as empresas apresentaram um crescimento de 253% em relação ao mesmo período do ano passado. Isso mostra que os consumidores estão cada vez mais interessados em produtos mais baratos, se “esquivando” dos preços altos cobrados pelas marcas mais conhecidas.

Segundo Thiago Soares, especialista em smartphones do Zoom, a Xiaomi vem oferecendo diversas opções com boas especificações e preços mais acessíveis: “Quando falamos de celulares intermediários, a Xiaomi oferece modelos com boas configurações e, muitas vezes, em faixas de preços mais baixas do que outras marcas”.

Leiam também | Melhores smartphones da Xiaomi em 2019

O crescente interesse dos consumidores pelos smartphones da Xiaomi não se resume apenas ao Brasil, pois a empresa está expandindo sua participação em outros mercados, como na Europa, Ásia e Estados Unidos. Em solo brasileiro, o Mi 8 Lite foi o modelo que mais se destacou no primeiro trimestre deste ano, sendo incluído até mesmo na lista dos dez smartphones mais buscados no Zoom.

Para quem não conhece, ele apresenta boas especificações e entrega um corpo totalmente de vidro em cores bastante chamativas. Sua tela é de 6,26″ com resolução Full HD+. O processador escolhido foi o Snapdragon 660. Existem versões com até 6GB de RAM e 128GB de armazenamento interno.

Na traseira, há duas câmeras de 12MP e 5MP, com abertura de f/1.9 e f/2.4, respectivamente. A frontal entrega 24MP com abertura f/2.0. Tudo isso aliado ao preço mais acessível, fazem do Mi 8 Lite um dos melhores (se não o melhor) custo-benefício do Brasil.

Por outro lado, a Huawei também apresentou um crescimento considerável no primeiro trimestre deste ano, somando 195%. O aumento se deve muito em parte ao lançamento do P30, P30 Pro e P30 Lite no mercado internacional, além do anúncio da volta da empresa ao Brasil. Por aqui, a chinesa deve oferecer o P30 Pro e P30 Lite, podendo iniciar suas vendas no final deste mês.

O primeiro modelo é o mais novo top de linha da marca, entregando um processador Kirin 980 de 7nm, que garante mais economia de energia, e quatro câmeras na traseira com zoom de até 50x. Quanto ao P30 Lite, temos um chipset mais modesto, o Kirin 710, aliado a até 6GB de RAM e câmeras traseiras triplas.

Lembrando que ambas as empresas não atuam de forma oficial no Brasil. No momento, a DL é a distribuidora dos modelos da Xiaomi, executando a pós-venda, suporte técnico, garantia e nota fiscal. Aqueles que preferirem esperar os lançamentos da Huawei, a empresa vai garantir suporte técnico e garantia própria.

Em resumo, os brasileiros estão cada vez mais interessados nas marcas chinesas, afinal, elas normalmente oferecem smartphones mais interessantes que os concorrentes vendidos oficialmente no Brasil, seja em especificações ou design.

No entanto, é no preço que a Xiaomi vem conquistando o público, principalmente se levarmos em consideração que muitos modelos já podem ser encontrados em varejistas do Brasil, como a Amazon. Isso facilita na compra, pois os consumidores não precisam pagar taxas de importação. Se você quiser saber quais são os melhores smartphones chineses para levar para casa, confira nossa lista.

Matérias relacionadas

Deixe uma resposta