Xiaomi Black Shark focado em jogos e com sistema de resfriamento

Xiaomi enfim fez o anúncio oficial de seu muito vazado Black Shark, o primeiro “smartphone gamer” da empresa. O aparelho, como seria de se esperar e como já vazou antes, traz especificações topo de linha e é todo pensado para o pessoal que gosta de usar o aparelho para jogar.

O Black Shark tem sua traseira com um design pensado em segurar o aparelho na horizontal pra jogar. Ela tem um formato meio que em “X” para ajudar na pegada. Além disso, o smartphone traz um sistema em resfriamento líquido para otimizar a performance e garantir horas mais longas de jogatina.

Xiaomi Black Shark resfriamento
Xiaomi Black Shark tem sistema de resfriamento exclusivo

Xiaomi Black Shark não tem controles físicos, mas tem Gamepad

Muitos apostavam em um smartphone com controle físico para ser realmente gamer, mas não aconteceu. Na realidade, economicamente seria quase impossível algo assim, pois o público que compraria seria pequeno e não justificaria a produção. Isso vale para qualquer marca.

Xiaomi Black Shark gamepad 2

Junto com o Black Shark, a Xiaomi anunciou seu gamepad, o Black Shark Gamepad. O acessório é opcional e será vendido separadamente, mas os primeiros 50.000 compradores que pegarem o smartphone na pré-venda levam um gamepad gratuitamente.

Xiaomi Black Shark não é tão caro

O Black Shark foi anunciado em duas versões, com os seguintes preços sugeridos:

  • 6GB de RAM com 64GB de armazenamento: US$ 477 (cerca de R$ 1624)
  • 8GB de RAM com 128GB de armazenamento: US$ 557 (cerca de R$ 1896)
  • Black Shark Gamepad: US$ 28 (cerca de R$ 95)

Xiaomi Black Shark não tem um design tão chamativo

O design do Black Shark é, definitivamente, muito menos discreto que o Razer Phone. Enquanto o seu principal concorrente oferece um design mais quadrado sem as características linhas, níveis, curvas e estilo de notebooks e periféricos gamers tradicionais, o Black Shark segue essa linha herdada dos dispositivos maiores.

Xiaomi Black Shark design

Temos uma frontal muito comum e que já estamos muito acostumados, mas a tampa traseira é onde está a maior diferença: o dispositivo conta com as câmeras na parte de cima, e então todo o corpo é muito mais diferente do que estamos acostumados ver em smartphones.

A Black Shark decidiu optar pelo verde para dar a característica gamer ao smartphone. Além disso o smartphone conta com duas variantes de cor: uma preta com detalhes verdes e outra prata com apenas o logo da Black Shark em destaque na parte traseira.

Xiaomi Black Shark possui boas câmeras

A Xiaomi adotou três câmeras em todo o smartphone: duas traseiras e uma frontal. O sensor para selfies possui resolução de 20 MP e abertura f/2.2 com pixel de 1.0 µm (micrômetro) de tamanho e conjunto de 5 lentes.

Xiaomi Black Shark cameras

Em relação às câmeras traseiras, temos dois sensores: um de 20 MP com abertura f/1.75 e pixels de 1.0 µm e outro de 12 MP também com abertura f/1.75 com pixels de 1.25 µm. Ambos os conjuntos ópticos contam com 6 lentes e foco por detecção de fase (PDAF). Todas as câmeras conseguem gravar em resolução 4K UHD a 30 fps.

Especificações técnicas do Xiaomi Black Shark

  • Tela de 5,99 polegadas com resolução FHD+ (2160 x 1080p)
  • Cobre 97% da escala de cor RGB e 550 nits de brilho máximo
  • Processador Qualcomm Snapdragon 845
  • 6/8 GB de memória RAM e 64/128 GB de armazenamento UFS 2.1
  • Bateria de 4.000 mAh com carga rápida
  • Câmera dupla traseira de 20 MP + 12 MP com f/1,75 em ambas as lentes
  • Câmera frontal de 20 MP, abertura f/2.2
  • Android 8.1 Oreo sob a interface MUIU
  • Modo de performance especial com botão “SHARK”
  • Disponibilidade nas cores Poler Night e Sky Gray

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *