Início » Reviews » Review Samsung Galaxy J8, caro pelo que oferece

Review Samsung Galaxy J8, caro pelo que oferece

Confiram o review do Samsung Galaxy J8, um smartphone intermediário bom, porém que a Samsung vem cobrando mais do que deveria.
Por
1 de junho de 2019 às 4h09

O Galaxy J8 ainda é um dos smartphones mais vendidos do Brasil, para falar a verdade, a linha J da Samsung compôe 35% de todos os smartphones vendidos no Brasil. Com uma tela grande e câmera dupla custando na faixa dos R$ 1.300, a pergunta é: Vale a pena comprar o Galaxy J8?

Design e construçao

O Galaxy J8 traz um acabamento em plástico. Isso não é ruim, a pintura fosca engana em um primeiro momento, parecendo de metal. Mas, no geral, é um aparelho muito bem construído.

A traseira é lisa e suscetível a arranhões. Carregar ele com chaves no bolso, por exemplo, em pouco tempo terá um resultado ruim.

Review Galaxy J8
Galaxy J8 traseira

O desenho dele é bem sóbrio. As bordas são pequenas e ajuda o fato dele não ter botão nenhum na frente. O leitor biométrico foi para trás e o famoso botão fisíco home da Sasmung sumiu.

O aparelho é arredondado, dando assim uma boa pegada a ele.

Tela

O display Super AMOLED de 6 polegadas se mostra promissor em teoria, mas na prática fica a sensação de que alguma coisa faltou. Mas o tamanho dela não combina com a resolução.

Review Galaxy J8

A tela tem resolução apenas HD+ com 720 x 1480 pixels, muito pouco para o tamanho e para o preço do aparelho. A baixa densidade de 274 ppi faz com que os pixels apareçam olhando de perto. Principalmente em jogos, dá para notar isso.

Review Galaxy J8

Outro ponto negativo é que ele não tem sensor de luminosidade, algo inaceitável nessa faixa de preço. O brilho é bem forte, garantindo que você enxergue o conteúdo da tela mesmo em ambientes muito claros. Porém, você precisa ajustar o brilho na mão e, se você já estiver em um lugar com bastante luz solar, por exemplo, vai ter trabalho para fazer isso.

Hardware e desempenho

Outro ponto negativo é a escolha do processador Snapdragon 450. A linha 450 é a mais fraca da Qualcomm, de smartphones de entrada. Mesmo com 4 GB de RAM, mais uma vez não justifica o preço cobrado.

O correto para essa linha, que a Samsung considera intermediária, seria no minimo a linha 500, mas o ideal mesmo seria algum da linha 600.

Galaxy J8 – Ficha técnica

  • Sistema operacional: Android 8.0
  • Tela: Super AMOLED de 6 polegadas
  • Resolução de tela: 720 x 1480 pixels
  • Densidade de pixels: 274 ppi
  • Processador: octa-core Qualcomm Snapdragon 450 de 1,8 GHz
  • GPU: Adreno 506
  • RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB (expansível com cartão micro SD)
  • Câmera traseira: duas, uma de 16 megapixels e abertura f/1.7 e outra de 5 megapixels e abertura f/1.9
  • Câmera frontal: 16 megapixels com abertura f/1.9
  • Bateria: 3.500 mAh
  • Dimensões: 16 cm (altura) x 7,58 cm (largura)
  • Espessura: 0,79 cm
  • Preço sugerido: R$ 1.899

No geral, para uso comum, o desempenho é aceitável. Mas na hora de rodar títulos mais pesados como Asphalt 9 ou mesmos Unkilled, a taxa de frames fica nitidamente prejudicada.

Também, em determinados momentos, notei uma certa lentidão na hora de abrir aplicativos e também quando abri algumas vezes o menu de configurações.

Outro ponto negativo, é o fato dele vir com um conector Micro USB ao invés de um Tipo C.

Com 3.500 mAh, a bateria é surpreentemente boa. No começo achei que ela não daria conta, mas deu. Talvez o fato de ter uma resolução baixa junto de um processador relativamente fraco, ajude no seu desempenho.

O fato é que mesmo jogando jogos pesados com o brilho no máximo, consegui cerca de 3 horas e meia de bateria. Assistinho vídeos no Netflix, com todas as conexões ativas e brilho no máximo, ele fez 5 horas de bateria.

Review Galaxy J8

O som é alto e claro, porém não fica estridente quando está no máximo.

Câmeras

A Samsung tenta justificar o preço do produto focando em suas câmeras. De fato, as câmeras possuem boas configurações e recursos.

Embora não seja algo incomum, as duas câmeras traseiras são boas no papel. A principal, com 16 megapixels e abertura f/1.7, se mostrou acima da média de aparelhos na faixa de preço que ele se econtra.

Fotos tiradas pelo Galaxy J8

Fotos tiradas pelo Galaxy J8

Fotos tiradas pelo Galaxy J8

Fotos tiradas pelo Galaxy J8

Além disso, ela conta com o foco dinâmico, onde é possível ajustar o desfoque de fundo após tirar a foto.

Fotos tiradas pelo Galaxy J8

No entanto, a câmera secundária, com apenas 5 megapixels e abertura f/1.9, serve mais para aplicar o efeito desfoque que, no geral, é bem competente.

Já a câmera fronta é de 16 MP com abertura de  f/1.7. A qualidade é muito boa para uma câmera frontal. Com direito a efeito desfoque.

Fotos tiradas pelo Galaxy J8

Galaxy J8 – Vale a pena?

Como repeti durante o texto, o preço de R$ 1.300 ainda é caro. Isso sem levar em consideração que começou a ser vendido por R$ 1.899.

Aparelhos de marcas concorrentes como ASUS, Motorola e Sony, por exemplo, entregam mais custando menos e até mesmo a própria Samsung tem opções mais interessantes do começo do ano passado.

Samsung Galaxy J8

R$ 1.300
7.5

Preço

6.0/10

Hardware e desempenho

6.0/10

Tela

7.0/10

Funcionalidades

8.0/10

Bateria

9.0/10

Câmeras

9.0/10

Pros

  • Bateria dura bastante
  • Câmeras acima da média

Cons

  • Preço muito alto
  • Ausência de sensor de luminosidade
  • Tela com baixa resolução
Matérias relacionadas

Deixe uma resposta