RED Hydrogen One: Empresa de câmeras desenvolve um super smartphone focado em entretenimento

A RED, líder no mercado de câmeras profissionais para o cinema, lança seu primeiro smartphone, é o primeiro do mundo com tela holográfica.
Por
2 de novembro de 2018 às 11h59 - Atualização: 12/03/2019
Fonte da imagem: Pixabay.com
Fonte da imagem: Pixabay.com

A empresa americana que desenvolve câmeras de vídeo profissionais, RED, anunciou em 2017 a inclusão de um smartphone dentro de sua linha de produtos disponíveis. O que torna este dispositivo diferente de todos os outros é o uso de tecnologias focadas na criação de conteúdo para streaming com tecnologia 3D.

O smartphone desenvolvido pela empresa RED busca se destacar em relação aos seus concorrentes, focando-se na captação de conteúdo de alta qualidade, além de oferecer o primeiro smartphone holográfico do mundo.

Para conseguir isso, a RED tira proveito de sua experiência no mercado cinematográfico oferecendo gravação de vídeo e captura de fotografias 3D, que são exibidas em uma tela holográfica criada especificamente para explorar todo o potencial do 3D.

A tela atinge seu objetivo por ter um display LCD de 5,7 polegadas com resolução WQHD de 2560×1440 pixels. Para captar imagens 3D, o RED Hydrogen One tem 2 câmeras traseiras de 12.4 MP cada uma, que são apoiadas por um processador Snapdragon 835 e 6GB de RAM.

Além disso, este smartphone possui 128 GB de armazenamento interno e uma bateria de 4500mAh, conforme mostram as especificações do infográfico do site Sapo.

Algo que se destaca das especificações deste telefone, é que seu processador Snapdragon 835, é um modelo de 2017, já que este celular exclusivo estava programado para entrar no mercado no ano passado.

Atualmente, telefones como o Asus ROG Phone, que é um smartphone focado para gamers, usam a nova versão deste processador, o Snapdragon 845, que também aparece nos principais telefones insígnia de OnePlus, Samsung, HTC, LG e Sony.

O foco é a qualidade da captura de conteúdo

Apesar de ser um celular que possui um modelo de processador do ano passado, o RED Hydrogen One tem seu foco na qualidade de captura de conteúdo, utilizando os desenvolvimentos tecnológicos da RED, para dominar o mercado de streaming, que já percorre um longo caminho além do Netflix.

Atualmente, várias empresas e aplicativos concentram seus esforços na melhoria de sua oferta de streaming, já que tanto a qualidade das imagens quanto a interação ao vivo, se tornaram a tendência de vários setores.

Exemplos disso incluem a opção de cassino ao vivo da Betway Casino, onde os jogadores interagem com os crupiês através de sofisticados controles de realidade aumentada, enquanto aproveitam o vídeo unidirecional que essa plataforma oferece.

No caso de vídeo ao vivo de 2 ou mais vias, há exemplos como a chamada de vídeo do Instagram, que agora suporta até 6 pessoas na mesma conversa. Apesar de fazer parte do Facebook, que oferece esse tipo de serviço também no WhatsApp, a opção atual do Instagram é mostrada como uma nova alternativa.

No lado de vídeo e entretenimento, o site da CanalTech mostra uma lista dos serviços de streaming disponíveis no Brasil, que incluem opções como Crackle, HBO Go ou EI Plus, que oferecem alternativas que vão de séries e filmes até os esportes.

Outras opções no mercado de streaming incluem plataformas como a iTunes Store e o Google Play, que além de servir como fonte de aplicativos para dispositivos Android e Apple, também oferecem a compra e o aluguel de música e filmes de streaming de alta qualidade.

Finalmente, no mercado de streaming de música, as plataformas mais populares são o Spotify e o recém-chegado ao Brasil das mãos da Vivo, Tidal que é focado em streaming de áudio de alta qualidade.

red hydrogen one
Fonte da imagem: Pixabay.com

Quando e onde o RED Hydrogen One chega

Embora os benefícios da Red Hydrogen One não sejam os mais atualizados para 2018 e início de 2019, o primeiro telefone desenvolvido pela empresa dedicada a câmeras de filme, busca competir com outros aparelhos emblemáticos como o iPhone XS, Galaxy Note 9, ou o Google Pixel 3, com a diferença de ser o único a incluir uma tela holográfica.

Conforme indicado pelo site TechMundo, as vendas deste smartphone começam em 2 de novembro por um valor próximo a R$4700 (US$1295), e apesar do custo ser alto para um smartphone, as câmeras cinematográficas pelas quais a empresa RED se tornou famosa, começam com um preço de venda de US$12 mil.

Dessa forma o custo parece ser apenas uma fração da tecnologia oferecida pela empresa RED, além de que não se compara com os R$12000 que custa o iPhone XS Max.

Inicialmente, o primeiro smartphone holográfico do mundo estará disponível para as redes da AT&T, Telcel e Verizon e, além de estar disponível nos Estados Unidos, terá a opção de envio internacional para Austrália, Áustria, Bélgica, Bulgária, Canadá, Chipre, República Checa, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Martinica, México, Holanda, Nova Zelândia, Noruega, Polônia, Portugal, Romênia, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça e o Reino Unido.

Infelizmente, o Brasil ainda terá que esperar por notícias oficiais sobre a venda e suporte do RED Hydrogen One.

red hydrogen one 2
Fonte da imagem: Pexels.com

A qualidade das imagens holográficas 3D do RED Hydrogen One, é uma inovação no campo dos smartphones, uma vez que até agora nenhuma outra empresa de telefonia se aventurou nesse campo. As vendas deste dispositivo definirão se a primeira incursão do RED no mundo da telefonia converterá o uso desta tecnologia em algo comum na vida cotidiana.

 

 

Mais sobre: Red,
Matérias relacionadas
Nenhum post encontrado.

Deixe uma resposta