Por que os smartphones não possuem mais a função de rádio FM?

Entenda porque empresas atualmente tem deixado de lado cada vez mais a função de rádio FM em seus dispositivos.
Por
14 de fevereiro de 2019 às 6h30 - Atualização: 14/02/2019

Estamos atualmente na era digital, onde dominam os serviços de streaming de áudio e vídeo como Netflix, Spotify, Youtube, Deezer dentre outros. Por causa desses serviços, o bom e velho Rádio FM está sendo cada vez mais abandonados nos dispositivos atuais. Mas será que é tão dificil para o fabricante colocar rádio em seus aparelhos?

Leiam também | Melhores aplicativos de música para Android

Na década passada, os rádios estavam na moda e serviam como uma das principais fontes de entretenimento gratuíto para as pessoas. Mesmo hoje, muitos preferem ele como principal  meio de ouvir suas músicas preferidas.

Além disso, já foram também a fonte primária de informações nos esportes e noticias, mas aos poucos foi sendo abandonado. Mesmo que atualmente, noticiários pelo rádio ainda tenham muita audiência, principalmente quando usuários estão em seus carros.

Apesar dos rádios terem sido abandonados nos smartphones, isso não quer dizer que eles não sejam mais de importância, pelo contrário, os rádios ainda são de extrema importância para as transmissões e comunicações e de emergência.

Quando os outros meios de comunicação são interrompidos, as rádios permanecem em funcionamento e por isso ainda podem ser a última esperança em casos de desastres ou coisas similares. Mas então, qual o motivo dele ter sido removido dos smartphones?

Antes de tudo é preciso entender que ele não foi completamente removido. Alguns smartphones recentes ainda tem essa função, como o Pocophone F1 e o LG V40 ThinQ. Há ainda casos em que o smartphone até tem lá a antena na placa de circuito, porém ela vem desativada pela fabricante.

Seu smartphone até tem rádio FM, só não está ativado
Seu smartphone até tem rádio FM, só não está ativado

Para ter acesso a uma rádio, é necessário um hardware que, como dito anteriormente, alguns smartphones ainda possuem. O problema é que os fabricantes desativarem a função, mas não é atoa.

Porque os fabricantes desativam o receptor de rádio dos smartphones?

Os motivos podem ser um pouco decepcionantes. Smartphones são produtos fabricados em massa em um país, porém as suas vendas são mundiais, ou seja, os receptores de rádio FM tem que ser ajustados para cada região onde o dispositivo será comercializado.

Este é um problema grande para os fabricantes e isso causa mais custos na produção do aparelho, então, tecnicamente, para contornar esse problema eles apenas decidem não permitir o uso da antena de rádio FM.

O outro motivo para isso é muito mais simples: as empresas acabam saindo no “lucro” com isso, pois “forçam” os consumidores a utilizar serviços de streaming de música como o Spotify. Essas empresas, obviamente, faz lobby com os fabricantes para incentivar o uso de seus serviços de streaming.

O que acontece atualmente é que praticamente a maioria dos smartphones Android atuais tem o Hardware embutido no modem para o rádio FM, feito pela Qualcomm, mas estão desativados. Já a Apple, não inclui o hardware desde o Iphone 6s, na esperança das pessoas assinarem o serviço de stream Apple Music.

Essa é a explicação. Isso até pode deixar algumas pessoas tristes por terem que carregar um rádio FM junto do seu smartphone ou utilizar um aparelho mais antigo com a função.

Além disso, é mais um fato que vivemos em mundo capitalistas e que as empresas estão sempre de alguma forma tentando ganhar dinheiro em cima dos consumidores, e farão o necessário para manter isso sob controle. E não que seja errado, afinal: todos precisámos de dinheiro.

Fonte: MashableIndia

Matérias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *