Real Time Analytics
Aplicativos iOS, Apple

Popcorn Time chega para iOS, obviamente não na Aple Store

Conhecem o Popcorn Time? É um serviço de streaming de vídeo que faz streaming de vídeo usando torrent, sim é um tanto que ilegal. Porém ele vem fazendo extremo sucesso principalmente pela grande variedade de filmes, principalmente recém lançado no cinema. Comemorando seu primeiro ano de vida, o Popcorn Time lança hoje um instalador feito para quem usa dispositivos iOS que não têm jailbreak.

Dessa forma, o Popcorn Time amplia ainda mais a gama de dispositivos que pode acessar seu sistema, conhecido como o “Netflix pirata”.

Obviamente ele nunca seria aceito na Apple Store por conta de suas políticas. Porém, assim como acontece no Android, você pode baixar ele no computador e instalado em iPhones, iPods e iPads através de uma conexão USB.

“Tudo o que o usuário terá que fazer é baixar o instalador para iOS no seu computador desktop, conectar seu dispositivo via USB e seguir algumas instruções simples para transferir o app para o aparelho”, explica o time do Popcorn Time.

popcorn_ios_installer

Além de ter acesso ao catálogo pirata do Popcorn Time, o aplicativo para iOS oferece também suporte para Chromecast e Apple TV – ou seja, dá para transferir o conteúdo da telinha para uma TV sem grandes dificuldades.

Até o momento, o TorrentFreak destaca que a instalação do Popcorn Time em um dispositivo com iOS só pode ser feita a partir de um computador com Windows, mas que a equipe do Popcorn Time promete uma versão para Mac em breve.

Leiam também:  iOS 8 já pode ser baixado, confiram os links

Seja o primeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos Android, Aplicativos iOS

Nunca confie em um app para não engravidar!

Aplicativos para acompanhar o ciclo mestrual são comuns, mas confiar somente nele como método contraceptivo não é uma boa ideia,…

Aplicativos para acompanhar o ciclo mestrual são comuns, mas confiar somente nele como método contraceptivo não é uma boa ideia, mas há mulheres que fazem isso. O app Natural Cycles, faz isso, mostra os dias férteis para que a mulher consiga evitar a gravidez. Mas, depois que 37 usuárias do Natural Cycles ficaram grávidas na Suécia, as autoridades locais decidiram investigar a ferramenta.

Segundo os desenvolvedores do Natural Cycles, ele funciona tão bem quanto uma pílula anticocepcional. Desde que a mulher o use de maneira correta, eles garantem 99% de eficácia. É o único app que em alguns países da Europa possui certificado como contraceptivo. O funcionamento dele é simples: ele analisa a temperatura corporal da mulher para dizer em qual altura do período fértil ela está e marca como verdes os dias em que é possível ter relações sexuais e não engravidar. Para isso, a mulher precisa fazer medições com um termômetro basal todos os dias pela manhã.

natural-cycles-verde

Mas as coisas não estão tão boas para os desenvolvedores. Um hospital em Estocolmo, na Suécia, avisou ao governo sueco que, entre setembro e dezembro de 2017, 37 de 668 mulheres que buscaram orientação médica para aborto no hospital declararam que usavam o Natural Cycles como método contraceptivo para prevenir a gravidez.

Agora o governo sueco quer descobrir se, de fato, o aplicativo pode ser considerado como um contraceptivo de verdade. Notem que são 37 casos declarados por apenas um hospital em um país. O app é usado em vários países. Agora as autoridades irão fazer uma investigação em outros hospitais atrás de mais casos.

Um representante da desenvolvedora Natural Cycles diz que nenhum método contraceptivo é 100% seguro, alegando assim que realmente pode haver casos que o app “nao funcionou” com determiadas pacientes. Além disso eles também alegam que o número de casos obviamente irá aumentar, já que será proporcional a quantidade de mulheres que usam o app. Atualmente a base de usuários passa de 600 mil. O serviço custa US$ 49,99 anuais ou US$ 6,90 mensais.

Leiam também:  Swing Copters , novo jogo do criador do Flappy Bird é lançado para Android e iOS

Vale notar que esse app é diferente da maioria dos outros encontrados para Android e iOS, que não passam de uma versão digital da famosa tabelinha, o Natural Cycles usa a temperatura corporal para dar resultados.

Via Engadget, com informações do Tecnoblog

materia completa
Apple, Noticias

Há 40% de chances da Apple comprar o Netflix e 30% a Disney

Existe uma probabilidade de 40% de que a Apple adquira a Netflix graças a reforma fiscal promovida pelo presidente Donald…

Existe uma probabilidade de 40% de que a Apple adquira a Netflix graças a reforma fiscal promovida pelo presidente Donald Trump foi aprovada. Quem afirmar são os analistas do Citi Jim Suva e Asiya Merchant.

O corte nos impostos, juntamente com o novo subsídio oferecido para que as empresas repatriem seu dinheiro aplicado fora dos EUA sem ter que pagar tributos altissímos, dará à Apple um montante de dinheiro nunca visto antes dentro dos EUA. Segundo a Bloomberg, a companhia tem cerca de 252 bilhões de dólares aplicados, mas boa parte dessa quantia está em territórios fora dos EUA e, até o momento, era impossível trazer esse dinheiro de volta para o país devido aos impostos aplicados. O montante, segundo os analistas, cresce 50 bilhões de dólares ao ano.

Para entender essa quantidade de dinheiro, basta saber que a Apple precisaria apenas de um terço desse dinheiro para comprar o Netflix.

“Historicamente, a Apple evitou repatriar dinheiro para os EUA para evitar a elevada tributação desses valores. Por isso, a reforma tributária pode permitir que a empresa coloque o dinheiro em uso”, dizem os analistas, no relatório.

Segundo Citi, a Apple mantém mais de 90% de seu dinheiro fora dos EUA, então a empresa poderia se beneficiar se fizesse uma repatriação única. “Com uma taxa de 10% sobre o dinheiro, a empresa teria 220 mil milhões de dólares para aplicar em aquisições”. Ai que entra o Netflix ou mesmo a Disney.

A Apple tinha de 20 à 30% de chance de adquirir a Disney, porém isso foi antes da aquisição pela Disney dos ativos de estúdio e TV da Fox. Ou seja, isso provavelmente não ocorrerá.

A Apple tem lutado há anos para oferecer uma oferta atraente para a TV. O iTunes tem sido um grande sucesso para a empresa, mas os telespectadores migraram cada vez mais para serviços como Netflix, Amazon ou Hulu para assistir seus programas e filmes favoritos. Comprar o Netflix seria algo importante para consolidar a empresa nesse ramo.

Leiam também:  Dicas de Aplicativos para encontrar lugares para Android, iOS e Windows Phone

Via Business Insider

materia completa
Aplicativos Android, Aplicativos iOS, Planos, Vivo

App da Vivo rastreia a chegada do técnico na sua casa

A Vivo comunicou a imprensa hoje sobre uma atualização no app Meu Vivo Fixo: Clientes dos serviços fixos residenciais da…

A Vivo comunicou a imprensa hoje sobre uma atualização no app Meu Vivo Fixo: Clientes dos serviços fixos residenciais da Vivo como TV, banda larga e telefone já podem solucionar as questões técnicas através do aplicativo com autonomia e de forma remota.

Leiam também:

Caso o cliente precise enviar um técnico a residência, o assinante escolhe o dia e horário da visita pelo app e acompanha em tempo real o deslocamento do profissional, incluindo localização, horário de chegada e o nome.

Lançada anteriormente como projeto-piloto em alguns estados, 88% dos assinantes se demonstraram satisfeitos com as funcionalidades. Além destes, outros 80% conseguiram solucionar seu problema remotamente, o que significa que usaram apenas o aplicativo e não precisaram ligar para o Call Center e nem a necessidade de agendar uma visita técnica.O Meu Vivo Fixo dá agilidade, conforto e praticidade ao usuário.

O Meu Vivo é parte importante da estratégia de transformação digital da Vivo, pois traz facilidade para o dia a dia dos nossos clientes, melhora a prestação do serviço, além de aumentar a eficiência operacional da companhia. É uma ferramenta que está em constante evolução e em breve terá mais novidades

Ricardo Sanfelice, Vice-presidente de Estratégia Digital e Inovação da Vivo.

Leiam também:  iPhone SE: saiba porque ele fará muito, muito sucesso
materia completa
Apple, Featured

Confirmado: Apple deixa iPhone antigos mais lentos de propósito

Se você tinha a impressão de que seu iPhone antigo começa a ficar mais devagar com o tempo, saiba que essa impressão…

Se você tinha a impressão de que seu iPhone antigo começa a ficar mais devagar com o tempo, saiba que essa impressão acabou de ser confirmada pela própria Apple.

Nesta quarta-feira, a Apple admitiu que uma atualização de software lançada no ano passou deixou o smartphone propositalmente mais lento para evitar problemas de bateria – com o desligamento repentino do iPhone.

O patch fe parte da atualização do iOS 10.2.1 e afetou os modelos iPhone 6, iPhone 6 PlusiPhone 6S Plus e iPhone SE. O iOS 11.2trouxe o mesmo recurso para o iPhone 7 e iPhone 7 Plus – que também será aplicado aos atuais iPhone no futuro.

Segundo a empresa, aparelhos antigos com baterias de íon de lítio tendem a ter problemas a longo prazo, quando as bateria já não seguram tanta carga quanto aparelhos novos.

Nosso objetivo é oferecer a melhor experiência para clientes, que inclui o desempenho geral e o prolongamento da vida de seus dispositivos. As baterias de íon de lítio tornam-se menos capazes de fornecer demandas de corrente quando em condições frias, com baixa carga da bateria ou à medida que envelhecem ao longo do tempo, o que pode resultar no desligamento inesperado do dispositivo para proteger seus componentes eletrônicos“, indicou a Apple em um comunicado (via CNet).

O comentário da Apple vem em resposta a um artigo de John Poole, fundador da organização por trás do software de benchmark Geekbench, que afirmou que processadores do iPhone perdem performance com o tempo.

Há ainda uma terceira hipótese que eu acredito que também tem sua parcela de culpa: a obsolescência programada. Sim, é muito mais lucrativo para uma empresa forçar o usuário a pensar que seu aparelho está mais lento porque é antigo e, consequentemente, comprar um modelo mais novo. Um exemplo de que isso acontece são os smartphones com Android.

Leiam também:  Primeiro semestre só deu iPad, venda de outros tablets despencam

Embora as fabricantes garantam no máximo duas atualizações, com a alegação que versões mais novas do sistema deixariam os aparelhos mais lentos, desenvolvedores fazem ROMs alternativas sempre da versão mais nova do sistema para esses mesmos aparelhos. Isso prova que na realidade as empresas não atualizam por diversos motivos, mas com certeza não é porque o aparelho já esteja antigo.

materia completa