Início » Noticias » Sistema ArkOS da Huawei está sendo testado por Xiaomi e Oppo

Sistema ArkOS da Huawei está sendo testado por Xiaomi e Oppo

As 4 maiores fabricantes da China: Huawei, Oppo, Vivo e Xiaomi estariam todas testando o novo sistema para derrubar o Android.
Por
11 de junho de 2019 às 5h15
Huawei-xiaomi-oppo-vivo-apple

Mais um sinal que a briga entre EUA e China está longe de acabar. A Huawei, bode espiatório na briga das duas nações, está sendo a mais afetada devido a sanções sofridas pelos EUA. Uma delas é não usar o Android comercial, com isso, a empresa estaria desenvolvendo seu próprio sistema. Agora Xiaomi e Oppo supostamente também estariam testando o novo sistema.

Leiam também | Entendam a briga entre EUA e Huawei

O HongMeng OS – chamado ArkOS fora da China – suposto nome do sistema operacional desenvolvido pela Huawei, vem ganhando bastante destaque depois que o Google anunciou que não irá mais licenciar o Android comercial para a Huawei. Com isso, ele seria a alternativa da empresa chinesa para substituir o sistema da empresa americana. Mas algo positivo para a Huawei surgiu: Oppo e Xiaomi estariam testando o sistema da empresa.

Oppo, Huawei, Xiaomi e Vivo (não citada por enquanto) são as empresas que dominam o mercado chinês. Além disso, todas estão ganhando mercado fora da China, sendo a Huawei a segunda maior no mundo e Xiaomi  ocupa a quarta posição. Samsung é líder enquanto Apple é terceira colocada. Essa união chinesa pode ser um grande passo para o ArkOS nascer gigante.

A própria Huawei já avisou anteriormente que está testando na China seu sistema, e agora essas duas empresas também estão. Vale lembrar que, provavelmente, mais chinesas devem estar nessa empreitada. A Oppo pertence ao grupo BBK, que é dono das marcas Vivo (segunda maior na China) e também da OnePlus. Estariam todas as marcas da China querendo boicotar o Android? Estariam sendo apoiadas pelo governo chinês? São perguntas ainda sem respostas.

Apenas para exemplificar o que isso pode significar, atualmente o Google e seu Android somando ao iOS da Apple, estão em 99,9% de todos smartphones do nundo, os outros sistemas somam 0,1%. Mas se essas empresas citadas, que juntas somariam mais que a metade dos smartphones vendidos no mundo, abandonarem o Android, imaginem o prejuízo que isso poderia dar ao Google.

Não é atoa que o Google se preocupa com a situação com a Huawei. O mesmo está tentando convencer o governo americano que se a Huawei usar um outro sistema que não seja Android, seria ainda mais fácil eles espionarem o EUA. Isso seria o motivo para o EUA liberar novamente a Huawei da lista negra.

Matérias relacionadas

Deixe uma resposta