Início » Noticias » Huawei está bloqueada ou não pelos EUA? Nada mudou

Huawei está bloqueada ou não pelos EUA? Nada mudou

Departamento de comércio dos EUA negam que o bloqueio aliviou, o contrário do que Donald Trump disse para a imprensa.
Por
3 de julho de 2019 às 12h08
Huawei e eua

No último sábado, o presidente Trump fez uma declaração no G20 afirmando iria aliviar as restrições impostas a Huawei. Mas a maioria da mídia confundiu e acabou anunciando o fim do bloqueio dos EUA. Dissemos claramente no artigo que não era bem isso. Entendam abaixo como anda a situação.

Em nenhum momento Trump disse que os EUA iriam tirar a Huawei da lista negra. Quando perguntaram a ele sobre a Huawei, ele disse que a Huawei é um caso complicado, ainda a resolver. Em um primeiro momento, as empresas teriam liberação para vender produtos para a Huawei, ele não disse nada sobre empresas americanas comprarem produtos da chinesa. Mas parece que até para vender ainda não está liberado.

Ontem, a Reuters, escreveu mais detalhes sobre a situação. Como já sabíamos, a Huawei continua na lista negra dos EUA, e não sairá tão cedo. Eles tiveram acesso a um documento do Departamento de comércio dos EUA, dando detalhes sobre a situação a qual Trump se referiu.

Departamento de comércio diz algo diferente de Trump

Atualmente, para vender equipamentos da Huawei, uma empresa americana precisa pedir autorização e, se o governo autorizar, somente produtos que não representassem risco a segurança dos EUA seriam aceitos. Se considerarmos que tudo que a Huawei faz envolve telecomunicações, as chances de aprovação são nulas.

Mas Trump disse que iria aliviar esse processo, não acabar. Pelo  menos foi isso que deu a entender. Ele disse que os EUA permitiriam a venda de produtos americanos para a Huawei desde que isso não seja um “grande problema de emergência nacional”. Mas isso ainda não está acontecendo.

O documento que a Reuters teve acesso, foi um memorando do então Diretor Adjunto do Escritório de Execução de Exportação, John Sonderman. A mensagem foi justamente para esclarecer sobre a declaração de Trump no G20.

Segundo eles, o documento diz que qualquer pedido de análise já seja feito  com “presunção de negação”. Diferente de outras empresas, produtos da Huawei automaticamente terão mais rigidez na análise. Resumindo: dificilmente o Departamento de Comércio aceitará algum pedido, tudo continua como antes.

Como a declaração é recente, muitos esperam que o Departamento de comércio dará novas orientações, mas o fato é que absolutamente nada que Trump disse foi confirmado.

Mas Huawei parece não estar ligando muito

Após o anúncio de Trump, o CEO da Huawei, Ren Zhengfei , não deu muita importância a declaração do presidente americano. Segundo o Techcrunch, ele disse que a proibição ajudou a empresa a “se tornar mais unida do que nunca”. Ele acrescentou: “se não formos autorizados a usar componentes dos EUA, estamos muito confiantes em nossa capacidade de usar componentes fabricados na China e em outros países”.

A briga continua…

Mais sobre: EUA, Huawei,
Matérias relacionadas

Deixe uma resposta