Notícias Dicas Marcas Reviews Contato
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
dicas
videos
tecnologias
noticia
servicos
empresa
analises

Início » Qual usar: HDMI, DisplayPort, ou USB-C para monitores 4K?

Qual usar: HDMI, DisplayPort, ou USB-C para monitores 4K?

HDMI vs Displayport, vs Thunderbolt vs UBC-C, descubra qual o padrão para monitores 4K que melhor será para seu uso.
Por | 5 de maio de 2020 às 14:47
hdmi vs display-port vs thuderbolt vs usb-c

Se você comprou um novo monitor 4K  recentemente, você pode ter ficado intrigado com a matriz de portas na parte de trás: HDMI, DisplayPort, USB-C e Thunderbolt são todos comuns agora, mas qual é o melhor, e por quê?

HDMI 2.1: O padrão

Interface multimídia de alta definição, ou HDMI, é o padrão mais comum atualmente. É usado em televisores para conectar consoles de jogos, player blu-ray e outros equipamentos. Ele fornece um sinal digital estável que pode ser trocado a quente (desconectado e conectado sem desligar os dispositivos) à vontade.

HDMI 2.1 é o mais recente padrão adotado pelos fabricantes de dispositivos, suportando um throughput de 48 Gbps. Isso é o suficiente para dirigir uma tela de 10K a 60 quadros por segundo em cores completas de 10 bits. Como estamos falando de displays 4K, o HDMI 2.1 é mais que adequado.

Com o HDMI, é possível fazer o chamado “daisy-chaining” — conectar um computador a um monitor e, em seguida, conectando esse monitor a outro monitor — porém só é possível com o HDMI 2.1. Monitores que suportam isso são bastante raros, e você só pode exibir duas telas ao mesmo tempo, não dá para montar um esquema “infinito”.

O HDMI 2.1 tem alguns truques extras na manga, incluindo entrega de energia limitada (incomum) e a capacidade de agir como um adaptador Ethernet (com o cabo direito). Ele também pode usar o FreeSync  (ou VESA AdaptiveSync) para eliminar o “screen-tearing”, efeito que faz que imagem fique com uma espécie de divisão fora de sincronia.

Os cabos HDMI são baratos, mas tenha em mente que você precisará atualizá-los para ser compatível com o padrão 2.1 se você quiser fazer uso total do conjunto de recursos.

Embora o HDMI 2.1 seja muito capaz, cuidado — é possível que o monitor 4K só suporte o padrão HDMI 2.0 mais antigo. Isso significa que ele está limitado a sair um sinal 4K a 60 quadros por segundo em cores de 8 bits. Você também estará limitado a 44,1 kHz e áudio de passagem de 16 bits com apenas dois canais de áudio não compactados (5,1 canais de áudio são compactados).

Para jogadores, o HDMI 2.0 não suporta o padrão FreeSync. O conteúdo HDR é limitado a metadados estáticos (o padrão HDR 10) em comparação com 2.1, que suporta metadados dinâmicos (incluindo HDR10+ e Dolby Vision). Estes monitores HDMI 2.0 4K mais antigos economizarão algum dinheiro, mas você também perderá alguns recursos.

Se você está usando um monitor 4K com HDMI 2.1, é improvável que você atinja quaisquer gargalos sérios nesta fase. Se o monitor só suportar o HDMI 2.0, o DisplayPort poderá fornecer uma melhor experiência em termos de recursos gerais — especialmente se você quiser fazer uma cadeia de ligações com mais de dois monitores.

DisplayPort: Melhor, Mais Rápido, Mais Forte

DisplayPort tem sido a escolha do entusiasta do PC há muito tempo, e, no papel, não é difícil ver o porquê. Enquanto o HDMI 2.1 sai a 48 Gbps, o próximo displayport 2.0 padrão  pode lidar com um throughput de 80 Gbps. Vale a pena notar, porém, que os dispositivos DisplayPort 2.0 não devem chegar ao mercado até o final de 2020.

Isso significa que a maioria das pessoas ainda estarão usando o padrão DisplayPort 1.4, que ainda se acumula favoravelmente quando comparado com hdMI 2.0.

DisplayPort 1.4 pode lidar com resolução 8K em 60 quadros em cores verdadeiras de 10 bits, mas apenas com compactação do fluxo de exibição. O desempenho descompactado é o mesmo do HDMI 2.0, em 4K/60/8 bits. Você pode conectar até dois displays através de daisy-chaining em resolução 4K, desde que seus monitores o suportem.

Não há limites no áudio de passagem como há com HDMI 2.0. DisplayPort 1.4 é capaz de até 192 kHz, e som de 24 bits com 7,1 canais de áudio não comprimido. Você também receberá suporte ao FreeSync, pois o DisplayPort era anteriormente um requisito para isso antes da chegada do HDMI 2.1.

O DisplayPort 1.4a também suporta metadados dinâmicos para conteúdo HDR, o que significa suporte ao Dolby Vision  e  HDR10+  para maior brilho e gama de cores. As capacidades do monitor serão o fator limitante aqui, porém, não o DisplayPort.

Ao contrário do HDMI, o DisplayPort não tem nenhum tipo de suporte ao Ethernet. Isso é principalmente porque o DisplayPort é usado principalmente para conexões computador-a-monitor. A HDMI, por outro lado, possui aplicações mais amplas, incluindo a conexão de receptores AV, TVs e outros dispositivos eletrônicos de consumo.

O DisplayPort oferece algumas boas vantagens em relação ao HDMI 2.0, mas eles só se aplicam se você quiser exibir vários monitores. No futuro, com a chegada do DisplayPort 2.1, 4K a taxas de quadros superiores a 60 quadros em cores verdadeiras de 10 bits será possível, mas apenas em um monitor que o suporta.

USB-C: Ideal para proprietários de laptops

usb-c

O USB-C tem uma ampla gama de usos. A capacidade de transportar um sinal de exibição através do USB-C conta com uma tecnologia chamada USB-C Alt Mode. Em essência, isso é apenas DisplayPort através de um plugUE USB-C. O throughput bruto e as resoluções suportadas dependem do padrão DisplayPort que está sendo usado (nesta fase, é provável que seja 1.4).

Isso significa que todos os aspectos técnicos do USB-C DisplayPort sobre alt Mode espelham os do DisplayPort 1.4 normal. Com a compactação do fluxo de exibição, é teoricamente possível obter um sinal 4K a 60 quadros com resolução de 8 bits, embora resoluções de 8K em 10 bits.

Uma das principais razões para escolher o USB-C é a facilidade de uso — as portas USB-C estão em todos os laptops modernos. No entanto, você precisará ter certeza de que seu laptop suporta saída de exibição no modo USB-C Alt. Isso provavelmente será incluído nas especificações técnicas ou no site do fabricante.

A saída de tela usb-C Alt Mode também deve fornecer suporte para entrega de energia USB (USB-PD). Se o seu laptop suportar USB-PD (e muitos o fazem), você pode carregar seu laptop e saída para um monitor com um único cabo.

Você precisará fazer sua pesquisa primeiro para garantir que seu monitor forneça a saída de energia certa para o seu laptop. Por exemplo, o Dell UltraSharp U3219Q  oferece conectividade USB-C, com 90 W de USB-PD. Isso é mais do que suficiente para carregar um MacBook Air ou um laptop Dell XPS 13. No entanto, ele fica ligeiramente aquém dos 96 W “exigidos” por um MacBook Pro de 16 polegadas (embora a máquina raramente suga tanta energia).

O USB-C é uma ótima escolha se o seu laptop for compatível com ele — especialmente se você se movimenta muito pela casa ou local de trabalho. USB-PD significa que você não terá que trazer um carregador com você para ligar a um monitor. Você também terá todos os benefícios do DisplayPort 1.4, que ainda é um padrão altamente capaz.

Thunderbolt: Ótimo para Daisy-Chaining e Macs

Thunderbolt também usa a porta USB-C, mas é aí que as semelhanças terminam. Thunderbolt 3 é uma tecnologia ativa, oferecendo até 40 Gbps throughput com o uso de um cabo Thunderbolt 3.  O USB 3.2 Gen 2  é uma tecnologia passiva que oferece até 20 Gbps.

Embora essas duas tecnologias usem a mesma porta USB-C, elas não são intercambiáveis. Thunderbolt 3 oferece algumas vantagens sérias em relação ao mais recente padrão USB, graças a toda essa largura de banda extra. É possível executar duas telas 4K (a 60 quadros), uma única tela 4K (a 120 quadros) ou uma única tela 5K (a 60 quadros) com apenas um cabo Thunderbolt 3.

Em um MacBook Pro de 16 polegadas de 2019, dois cabos Thunderbolt podem dirigir quatro displays 4K encadeados, ou dois 5Ks. A Apple tem sido uma forte defensora da tecnologia desde sua primeira iteração, razão pela qual o Thunderbolt pode ser a escolha ideal para os proprietários de Mac.

O Thunderbolt 3 não só permite que você redeifique outros displays, mas também outros dispositivos, como conjuntos de armazenamento externos, docas ou até mesmo gabinetes externos de GPU.

Você terá que comprar um monitor com capacidade para Thunderbolt 3 se quiser usar o Thunderbolt 3 para conectar seu display. Estes geralmente custam mais do que os monitores HDMI ou DisplayPort 4K médios. Os cabos Thunderbolt 3 necessários para conduzi-los também não são baratos.

Tenha o Thunderbolt em mente quando atualizar se não for uma opção para você agora. O armazenamento Thunderbolt de alta velocidade vale o investimento, além disso, ele corta os cabos.

Se você já tem a capacidade, o Thunderbolt definitivamente vale a pena — especialmente se você quiser fazer vários monitores 4K em cadeia.

Provavelmente não vale a pena desembolsar o dinheiro por um cabo Thunderbolt 3 caro se você usar apenas um único monitor, pois não lhe ofereceria nenhum grande benefício.

Então, qual é o certo para você?

Qual opção você deve escolher depende do que você espera alcançar, e quais tecnologias estão disponíveis para você. No momento da redação, o HDMI 2.1 já está no mercado. Ele fornece o maior throughput em termos de resolução máxima, taxa de quadros e profundidade de cor, e é uma escolha sólida.

DisplayPort 1.4 ainda é preferível ao HDMI 2.0 devido à sua capacidade de throughput superior e daisy-chaining. No entanto, se você não estiver executando vários monitores, os dois são bastante iguais.

O USB-C depende, em última análise, se o seu laptop suporta o usb-C Alt Mode com displayport, e se o monitor fornece energia suficiente para carregar seu laptop. Se o seu laptop tiver ambos os recursos, o USB-C é uma escolha conveniente.

Thunderbolt 3 é a conexão mais rápida com a maior throughput de dados. Para encadernar dois monitores 4K ou conectar uma tela de 5K, é praticamente imbatível. Você pode conectar outros dispositivos, também, o que é puro. No entanto, você precisará de suporte tanto no monitor quanto no lado do computador, e um cabo ou dois caros.

 

ARTIGOS RELACIONADOS
LEIAM TAMBÉM
O que é o Dia da toalha e do orgulho Nerd comemorado hoje?

O que é o Dia da toalha e do orgulho Nerd comemorado hoje?

por Especial
O Dia do orgulho Nerd, ou Dia do orgulho Geek, é um dia comemorado todo dia 25 de maio no mundo ...
Leia Mais
Quem é Marvin, o Androide Paranóide?

Quem é Marvin, o Androide Paranóide?

por Especial
Hoje, dia 25 de maio, é comemorado o dia do orgulho Nerd, e uma das maiores referências para a data, ...
Leia Mais
10 filmes novos para assistir agora no Amazon Prime Video

10 filmes novos para assistir agora no Amazon Prime Video

por Especial, Listas
Principal concorrente do Netflix, o Amazon Prime Video vem ganhando espaço no Brasil, principalmente pelo preço abaixo do concorrente. O ...
Leia Mais
WhatsApp: como fazer chamada de vídeo com 50 pessoas! (qualquer um)

WhatsApp: como fazer chamada de vídeo com 50 pessoas! (qualquer um)

por Dicas de tecnologia
Ontem o Facebook anunciou o Messenger Room, que é capaz de fazer uma chamada de vídeo com até 50 pessoas ...
Leia Mais
Messenger Room com 50 pessoas

Facebook Messenger Rooms: 10 recursos que você deve conhecer do rival do Zoom

por Especial, Listas
Embora o Zoom tenha tomado medidas eficazes  para resolver problemas de segurança e privacidade, muitos usuários estão procurando alternativas para ...
Leia Mais