Mais um incêndio: Indaiatuba tem Central de distribuição dos Correios incendiado

Por
26 de março de 2018 às 3h42 - Atualização: 04/04/2018

Incêndios em centros de distribuição dos Correios estão virando algo comum nos últimos meses. Depois de Fortaleza e Rio de Janeiro, agora a cidade do interior paulista, Indaiatuba, também teve seu Centro de distribuição incendiado.

O prédio em questão é novo, foi inaugurado em 2014 e possui 700 funcionários.  Essa central éresponsável pela distribuição de cerca de 6 milhões de objetos por dia, tem 30 mil metros quadrados, e concentra todo o fluxo postal recebido nas unidades dos Correios de Campinas com destino a SP e a todo brasil.

Prejuízos

Como ocorreu no fim de semana, nenhum funcionário ficou ferido. Além disso, apenas uma pequena parte do local de armazenamento foi atingido. Mas não se sabe ao certo a quantidade ou valor das mercadorias destruídas.

Os Correios informaram que ainda vão levantar quais e quantas encomendas foram afetadas pelo incêndio para avaliar como serão feitas as indenizações. O órgão já informou que materiais que chegaram à unidade no domingo vindas de São José dos Campos (SP) estão entre os itens perdidos.

O que fazer?

A orientação dos Correios é que as pessoas e empresas que acompanham o envio e aguardam o recebimento de correspondências verifiquem se, no sistema de rastreamento de encomendas, o destino é o CTCE Indaiatuba.

Se o prazo de entrega estiver vencido, o remetente deve registrar uma manifestação nos canais de atendimento da empresa, preferencialmente pela internet.

Os destinatários devem contactar o remetente ou loja/vendedor onde a compra foi realizada.

De acordo com a página oficial dos Correios na internet, “o limite de prazo para reclamação de objetos registrados nacionais é de 30 dias, a contar da data prevista de entrega”.

O órgão também prevê indenização em caso de atraso na entrega por falha dos Correios. Ele prevê devolução progressiva sobre os valores pagos na postagem da remessa.

Via G1

Mais sobre:
Matérias relacionadas
Nenhum post encontrado.

Deixe uma resposta