Famoso jogo iBomber do iOS, chega ao Android

Jogos de estratégia costumam ter uma boa recepção por parte do público que joga em smartphones, afinal, quem não adora um desafio de bolso? O famoso iBomber, jogo que é um sucesso do gênero na plataforma iOS acaba de chegar para os usuários Android. Portanto, embarque nesses antigos aviões e venha conosco destruir exércitos inimigos! Tudo bem, voltemos a realidade. O fato é que se você tem um dispositivo iOS ou até mesmo um Android, não há motivos para não passar o tempo sobrevoando algumas ilhas.

Simples, porém viciante: 

(Foto: Divulgação/Google Play Store)

Com gráficos simples, jogabilidade relativamente fácil, e um enredo pouco desenvolvido, o jogo de estratégia iBomber pode até parecer desinteressante. Porém, ao jogá-lo você vê que nem tudo é simples assim, e que o game consegue te viciar facilmente. Chegando ao Android por agora, o jogo que há alguns anos (exato, anos) faz sucesso no iOS irá te prender completamente! O game inteiro é baseado numa visão do piloto acima de seus alvos, o objetivo é bombardear ilhas e acampamentos inimigos com o menor número de disparos possível, além de é claro, não ser atingido.

(Foto: Reprodução/Android Central)

Ao Jogar o iBomber, já na primeira vez você irá notar que os controles são simples: há um botão auto-explicativo chamado “Bombs Away” além de um radar, um contador de bombas restantes e uma espécie de medidor que revela a integridade do avião e do piloto. Todos os controles de movimento são feitos a partir do acelerômetro, estes funcionam exatamente como nos jogos de corrida, exceto pelo fato de que em iBomber, o sensor também é usado para mirar no time adversário, se você bobar muito, pode perder o tiro e até ser atingido. Facilidades à parte, o jogo aumenta a dificuldade a cada um dos 26 níveis, apresentando inimigos mais poderosos e também bombas mais potentes. Então, o que você está fazendo aí? Baixe já o game em seu dispositivo iOS (pela App Store) ou Android!

Fonte: Android Central

Com preço atrativo, HP Slate 7 começa a ser vendido nos EUA

O Google Nexus 7 foi uma real revolução no mundo dos tablet’s Android, pela primeira vez um dispositivo do tipo equipado com Android chegou a impactar as vendas da Apple, um fato que deixou muitos boquiabertos. Tal acontecimento, nos prova que bons produtos e bons preços dão sim certo, e podem gerar muito lucro para a fabricante, apostando na mesma ficha a HP finalmente lançou o tablet Slate 7, um concorrente honrável ao dispositivo da Google, e ainda mais barato. Leia:

Demorou, mas chegou:

(Foto: Reprodução/TechRadar)

Em fevereiro, mais precisamente durante a MWC de 2013, a HP anunciou um de seus maiores projetos para esse ano, se tratava do tablet Slate 7, gadget equipado com Android que deveria reforçar as contas da marca. Por causa de uma confusão nas datas de lançamento o novo tablet da HP acabou chegando atrasado, mas mantendo o seu preço, no início do ano a fabricante havia o prometido para o início de Abril, sendo que ele só chega agora, bem no final do mês. O preço sugerido ainda é atrativo, só são necessários US$ 169,99 (R$ 340,00 –  sem impostos) para levar o HP Slate 7 pra casa.

Mesmo sendo um produto ambicioso, o Slate 7 não consegue desbancar o Nexus 7. A principal diferença nos dois modelos está no fator que barateou cada um, no caso do modelo Nexus, a Google se desfez de quase todo o seu lucro em hardware para torná-lo acessível, já no caso do HP, foi necessário escolher peças e um hardware econômico. O resultado dessa equação tornou o Slate um pouco mais fraco do que o aparelho da ASUS, ele conta com um chip dual-core de 1.6GHz, 1GB de memória RAM, Android 4.2.1 – Jelly Bean e uma tela de 7 polegadas de 1024×600 pixels.

(Foto: Reprodução/CNET)

A HP ressalta que o tablet também tem suas particularidades em relação aos concorrentes, além das capas coloridas, o tablet da HP conta com o sistema de áudio BeatsAudio, consagrados nos smartphones HTC. Também de acordo com a fabricante, o gadget aceita cartões Micro SD de até 32GB, contando com 8GB’s internos, uma câmera frontal e uma traseira também estão incluídas no pacote (VGA e 3.0 megapixels, respectivamente). Infelizmente a marca não comentou sobre a chegada do modelo em outros países, mas pelo preço, é de se esperar (e torcer) para que o Slate 7 chegue ao Brasil.

Fonte(s): Tecmundo, HP

App Vine deve chegar para Android em breve

As redes sociais exclusivas para smartphones são um sucesso, o Instagram é o melhor representante disso, porém, há outro aplicativo mobile nos holofotes, este é o Vine. O chamado “criador de gif’s” se tornou um sucesso no Apple Devices, para os quais é exclusivo, contudo: de acordo com desenvolvedores, a versão para Android não deve demorar. Mas e você? Gostaria de ter o Vine no seu Android? Leia mais:

(Foto: Divulgação/Vine)

Adquirido pelo Twitter há pouco tempo, o criador de GIF’s “Vine” se tornou um sucesso instantâneo. O app permite ao usuário criar micro-videos em formato GIF, com poucos toques na tela. Agora, com o objetivo de expandir a febre do Vine nos smartphones, os desenvolvedores do app anunciam: a versão para Android não vai demorar.

Dom Hofmann (co-criador do Vine) diz que inovações para a versão do app para iOS também devem surgir, na próxima versão (que está passando pelo processo de aprovação da Apple) os usuários poderão usar tag’s para marcar amigos e situações mais comuns, o Vine também passaria a suportar mini-clipes de até 6,5 segundos, uma mudança que não é significativa para os usuários, mas que ajuda na qualidade do GIF apresentado. Por fim, Hofmann declarou que ainda não há uma data oficial para o lançamento do aplicativo para Android, mas que como compensação, ele contará com algumas “particularidades”.

Você usa o Vine? Se sim, nos diga qual é a sua experiência com o aplicativo, e se é claro, ele merece toda essa atenção. Nos diga nos comentários!

Via: The Verge

LG irá lançar smartphones com telas flexíveis ainda esse ano

Não, é só a Samsung! Ao contrário do que muitos pensam, a LG também se interessa (e muito) por display’s e telas OLED. Agora, a empresa promete lançar smartphones com as famosas “telas flexíveis” até o fim deste ano, a palavra partiu de ninguém menos que o vice-presidente da divisão móvel da LG, o coreano Yoon Bu-Hyun. De acordo com o mesmo, até o quarto trimestre de 2013 a empresa já contará com um ou mais dispositivos com a tecnologia. Leia mais:

Até o fim deste ano:

Protótipos feitos pela empresa até então não contavam com a tecnologia OLED – (Foto: Reprodução/LG Display)

Os display’s de smartphones evoluíram e muito, isto é inegável, há menos de 10 anos atrás os Palm’s (modelo de smartphone para a época) sequer conseguiam reproduzir algo além de tons pastéis, porém, hoje temos telefones com telas mais finas, mais coloridas e com definições superiores à de nossas Tv’s. Pensando assim, será que é possível inovar mais? Bom, a Samsung e principalmente a LG acredita que sim.

A empresa anunciou há pouquíssimo tempo o projeto interligado ao grupo LG, de acordo com vários executivos da coreana, as divisões móveis e a LG Display estariam trabalhando juntas para entregar dispositivos móveis com telas OLED flexíveis até o fim deste ano. Durante uma conferência para investidores, o vice-presidente da LG Mobile – Yoon Bu-Hyun – disse que não é só a divisão móvel da LG que está trabalhando na tecnologia de telas flexíveis, e que até o quarto trimestre deste ano, a empresa planeja entregar um telefone utilizando a tal tecnologia. De acordo com Hyun, a empresa quer criar uma verdadeira “toalha eletrônica”, algo que convenhamos, estamos bem longe de ver.

Por fim, devemos dizer que é muito bom ver uma outra empresa entrando na ideia, por mais que a Samsung tenha sido pioneira na ideia de um aparelho flexível, todos nós sabemos que competitividade só tem a agradar o usuário final. Olhando o que a empresa do Galaxy S4 mostrou na CES 2013, não acreditamos que estamos muito longe de tal realidade, porém, devemos ponderar que este será bem mais simples do que imaginamos.

Mas e você, o que achou da declaração da LG? Nos diga nos comentários!

Via: Android And Me

Google X (Motorola X Phone) roda Android 5.0 e aparece no Antutu Benchmark

Não é incomum vermos as fabricantes lançarem à mão de software de benchmark para testar seus futuros aparelhos, pois bem, parece que a Google não é diferente. Um dispositivo misterioso chamado Google X (o qual acreditamos ser o Motorola X Phone) acaba de ser registrado no Antutu Benchmark, marcando uma pontuação abaixo do esperado o modelo surpreende por contar com uma versão sequer anunciada do Android, o Key Lime Pie. Leia mais:

Será que é verdade?

 

(Foto: Reprodução/Android Authority)

 

A imagem em questão pode não ser real, devemos deixar isso claro. Porém, se tentamos analisar o rumor como algo verídico veremos que o X Phone ou apenas “Google X” não seria um aparelho muito potente. Marcando apenas 15479 pontos, o aparelho é equivalente ao Samsung Galaxy S III, um modelo que está saindo dos holofotes. Diríamos que o X Phone pode vir a ser um smartphone não espetacular em termos de hardware, mas sim em construção e software. Rumores anteriores confirmam um aparelho resistente, de ótimo design e que fugiria dos padrões atuais empregados em smartphones.

“Não queremos mais polegadas, mais Hertz ou apenas mais velocidade em nossos smartphones, queremos algo com alma” – Jim Wicks, chefe do setor de design da Motorola Mobility.

 

(Foto: Divulgação/Android Authority)

 

Também deveríamos levar em conta que a versão do Android em questão deve estar em uma fase ainda primitiva de seu desenvolvimento, nada que mudaria drasticamente os números, mas que pode sim ter borrado alguns dados e comprometido o desempenho do aparelho nos testes. Estranhamente, o Motorola X Phone não parece ter a mesma proposta dos seus concorrentes Galaxy S4 ou HTC One, ele “não quer ser o mais rápido”, mas sim, “ser o mais honesto”.

É claro que há chances (inclusive chances muito altas) de tudo isso ser uma farsa, já aconteceu antes e vai aconte,cer outra vez, mas e você, acredita que este pode ser o Motorola X Phone? Nos diga nos comentários!

Fonte(s): Android Authority, Phone Arena

[Atualizado] ASUS Nexus 7 é relançado hoje no Brasil por 999 Reais

O tablet que virou polêmica no Brasil finalmente voltou a ser vendido no Brasil, desta vez por 999 Reais.. O ASUS, ou Google nexus 7
apareceu hoje logo cedo no site de vendas do Wallmart, única empresa que deverá vender o tablet nessa segunda fase. Muitos chegaram a achar que o modelo não seria mais vendido por aqui, e até mesmo Hugo Barra, um brasileiro e o representante do Android dentro da Google disse que havia sido um erro trazer o gadget para terras tupiniquins. Mas se você pretende comprar um, corra, pois aparentemente o que está sendo vendido é o resto de estoque da primeira vez que ele chegou.

Uma novela mexicana, ou melhor, brasileira:

(Foto: Divulgação/Google)

A parceria entre as duas empresas , Wallmart e ASUS, teria como o objetivo queimar o estoque de produtos que estão guardados desde o início do ano, as fontes da revista INFO (que inclusive pediram o anonimato) afirmam que vários lotes do produto estavam armazenados num centro de distribuição das redes Walmart, em São Paulo.

Se interessou? compre agora o Nexus 7 por 999 Reais.

O preço decidido em um acordo de ambas as empresas é de R$ 999, isto porque muitos dos modelos estariam há muito tempo guardados, tempo este que prejudicaria o prazo da garantia. Não se sabe se o preço irá se manter para os próximos lotes mais recentes, além da fonte sequer confirmar se haverá mesmo novos lotes à chegar no Brasil. As empresas, obviamente, não confirmaram nada, porém você poderá conferir a veracidade deste rumor ainda hoje, já que as vendas voltariam nesta quinta-feira.

Mas e você, voltou a considerar um Nexus 7 brasileiro? Nos diga nos comentários!

Fonte: INFO

Protótipos de smartphones com Firefox OS já estão esgotados

Muita gente duvidou dele: a interface lenta, engasgando, o visual alá “MeeGo” e smartphones relativamente fracos sempre foram motivos para caçoar do Firefox OS, porém, não é que o OS da Mozilla Foundation vai muito bem nas vendas? O SO se renovou e conseguiu esgotar o estoque de protótipos destinados à desenvolvedores em poucas horas, agora, a Mozilla quer saber: o que precisa ser mudado?

“Diga olá, para o futuro”

Geek'sPhone Keon
(Fonte: Divulgação/Geek’sPhone)

Para quem não sabia, o Firefox OS já está num estágio de pré-lançamento, os testes ao público foram muito bem criticados e agora é a vez dos futuros desenvolvedores darem suas opiniões. A Mozilla Foundation, junto com a Geek’s Phone (fabricante dos aparelhos) acaba de anunciar que todos as primeiras unidades já foram vendidas, e que até então, a recepção do público ao SO tem sido mais que positiva.

A primeiro cargo, devemos deixar claro que é quase um erro comparar algo tão novo quanto o Firefox OS com os veteranos da era mobile (Android, iOS e Blackberry) o sistema não é destinado a ter o maior ou melhor catálogo de aplicativos, mas sim a popularizar o acesso à telefones celulares inteligentes, com acesso a internet e redes sociais. Portanto, é errôneo e precipitado jogar o SO da raposa contra seus “concorrentes” se é que podemos defini-los assim.

Por fim, a Geeksphone revela que o estoque será reposto em poucos dias, e que as vendas oficiais de aparelhos já com o sistema também está próxima. O Brasil está na lista dos primeiros países a receber os modelos Keon e Peak, ambos, até então são os únicos modelos que rodam o SO oficialmente.

Fonte: Geek’sPhone

Novo Android pode não ser apresentado nesta Google I/O

O Google I/O é um dos maiores eventos do ramo da tecnologia, nesse evento a Google costuma apresentar suas principais novidades para o resto do ano e para um futuro próximo, porém, a nova versão do Android pode não aparecer até a realização do evento deste ano. De acordo com informações não-oficiais o problema seria alguns desenvolvedores do próprio sistema que por um motivo até então desconhecido, teriam embargado o desenvolvimento do novo OS. Leia mais:

(Fonte: Divulgação/Google)

Vários rumores giram em torno do Google I/O deste ano, a conferência geralmente destinada à desenvolvedores e aficionados por tecnologia acontece no mês que vem (maio) e tem como principais novidades um novo tablet Nexus, um novo smartphone Motorola e até mesmo um novo Android. A Google em si não confirmou nenhuma das atrações citadas, porém, enquanto não há um pronunciamento oficial da empresa os boatos é que criam expectativas.

O rumor da vez envolve o Android 5.0 – Key Lime Pie, que deveria ser a principal atração da conferência, porém, acredita-se que o desenvolvimento da nova versão esteja atrasado em até quatro meses. A informação vem de dentro da própria Google, e a causa do problema também, de acordo informações divulgadas por sites e blog’s especializados no assunto, a causa seria uma leva de funcionários e engenheiros de software que por algum motivo desconhecido teriam “atrasado” todo o desenvolvimento. Obviamente, a Google não se pronunciou – e provavelmente não o fará! – Portanto, resta-nos esperar até a realização do evento, em maio.

Mas e você, está ansioso pelo novo Android? Não se esqueça de nos dar sua opinião nos comentários!

Fonte(s): GeekyGadgets, Gadgetronica

Sony traz AOSP para o Xperia Z

A japonesa que já foi mundialmente reconhecida pelo apoio dado aos desenvolvedores independentes do Android acaba de incluir seu flagship (o Xperia Z) à lista de modelos Android AOSP. No fim do ano passado a marca decepcionou vários consumidores e desenvolvedores  comunicando oficialmente a retirada do Sony Xperia S do projeto, porém, ao que parece esta era apenas uma troca de cadeiras. Leia mais:


“Quase” Open Source:

(Foto: Reprodução/Engadget)

A Sony (também Sony Ericsson) sempre foi bem vista pelos desenvolvedores de ramificações do Android, é comum ver a marca presentear desenvolvedores tanto com smartphones quanto com cartas de agradecimento. Agora, a marca dá mais um passo na boa convivência com os desenvolvedores, isto porque o Sony Xperia Z acaba de entrar para o grupo Open Source do Android, uma divisão de desenvolvimento sem fins financeiros, que basicamente, torna o aparelho livre de qualquer customização feita pela fabricante.

Porém, nem tudo são flores. A fabricante diz que é impossível liberar todo o código presente no telefone, de acordo com a marca foram liberados os principais códigos-base, entre estes os da própria Sony além dos da Qualcomm. Isso acontece porque a Sony não faz o Xperia Z por completo, existem peças (assim como em todos os smartphones) que são produzidas por outras empresas, e estas só liberam o código de funcionamento se bem entenderem. Porém, a empresa promete que isso é imperceptível ao usuário final, a característica só afeta características mínimas do smartphone, algo que não é um problema.

No site oficial dos desenvolvedores Sony, você pode conferir todo o material disponível para o Sony Xperia Z AOSP, e inclusive, baixá-lo. Lá também há meios de comunicação para que você possa sanar dúvidas com outros desenvolvedores. E ai, curtiu a atitude da japonesa?

Fonte: Sony Developers

ASUS traz o híbrido FonePad para o Brasil

Hoje (23), a ASUS do Brasil apresentou em São Paulo a chegada do tablet híbrido FonePad. O dispositivo, que por sinal não é um foblet ou phablet, é ainda sim uma mistura dos dois aparelhos (smartphone e tablet), isto porque ele conta com uma tela IPS-HD de 7 polegadas, e mesmo assim vem com antenas para comunicação por voz, como um telefone celular. A ASUS acredita que no mercado brasileiro, o modelo irá se encaixar ao lado do smartphone, podendo o substituir em momentos emergenciais. Leia mais:

Um substituto para o Nexus 7?

(Foto: Reprodução/ASUS)

De acordo com Marcel Campos, o diretor executivo e representante das ações da ASUS no Brasil: “o FonePad é a combinação perfeita entre um tablet e um smartphone de respeito”. Também de acordo com o executivo, o gadget possui potência de sobra para lidar com ações cotidianas, jogos em HD e vídeos de altíssima resolução.

Especificações:

  • Processador Intel Atom Z2420 de 1,2 GHz;
  • 1GB de memória RAM – 16GB ROM (suporte à cartões MicroSD de até 32GB);
  • Tela de 7″ com resolução HD (1280 x 800) e display IPS;
  • Câmera principal de 3 megapixels, e frontal de 1,2;
  • Android 4.2.1 – Jelly Bean;

Mesmo que muitos torçam o nariz para a ideia de um smartphone com uma tela tão grande, a ASUS deixa claro que o objetivo do FonePad não é substituir o celular inteligente em todos os momentos, mas sim ser o companheiro dele. Segundo a empresa, o FonePad se encaixa não só como a junção de dois, mas sim três produtos, estes seriam: o smartphone, o tablet e um computador.

Também de acordo com a fabricante, o tablet seria o primeiro no país a contar com um processador Intel Atom, que neste caso usa a arquitetura x86 (como o Motorola RAZR i), tal característica ajudou no custo de fabricação do modelo, além de o garantir 9 horas de uso contínuo ou 32 horas em modo stand-by. A ASUS revelou na conferência que o gadget já conta com suporte às conexões 3G+, porém, para um modelo de seu custo é impossível a inclusão de um chip LTE/4G. O FonePad tem o preço sugerido de R$ 1.099 e já está disponível nos maiores varejistas do país.

Mas e você, o que achou do ASUS FonePad?

Via: Tecmundo