Início » Noticias » Modo Desktop do Google mira Samsung DeX e pode fazer melhor

Modo Desktop do Google mira Samsung DeX e pode fazer melhor

Google deus detalhes sobre como irá funcionar o modo dektop do Android Q e como quer competir com o Samsung DeX e ser mais completo.
Por
13 de maio de 2019 às 8h25
modo desktop android q

Com o Android Q, o Google continua seu trabalho de expandir o Android para além dos smartphones, tablets, smartwatchs e TVs. O modo continuidade apresentado para os dobráveis como Galaxy Fold e Huawei Mate X, também focam nos desktops. Por isso, o Google está “pedindo” aos desenvolvedores que reformulem seus aplicativos para dar suporte ao novo modo desktop.

Leiam também | Android 10 Q anunciado; vejam as novidades

Atualmente, a Samsung vem na vanguarda de um modo desktop mais completo com o DeX, em que até uma versão completa do Linux pode ser utilizada em seus smartphones conectados a monitores.

Como de costume, o Google aproveita as ideias dos fabricantes que usam o Android e introduzir no seus sistema nativamente. Com o Android Q, isso aconteceu novamente, e dentre as novidades, o Android Q também traz um modo desktop nativo.

A empresa mostrou que o Android Q trará um modo desktop parecido com o DeX ou o Easy Projection da Huawei.  Mas o Google não deu nenhum detalhe a respeito disso durante a apresentação do Google I/O, em vez disso, mostrou rapidamente uma sessão sobre a criação de aplicativos para smartphones dobráveis ​​e de exibição múltipla (outro nome para área de trabalho). Com isso, o Google silenciosamente pedi para que os desenvolvedores reformulem seus aplicativos para dar suporte a desktops e monitores.

Na palestra intitulada “Criar aplicativos para dispositivos dobráveis, com várias telas e de tela grande”, Andrii Kulian, engenheiro de software da equipe do Windows Framework, compartilhou detalhes sobre como os desenvolvedores podem preparar seus aplicativos para diferentes ambientes de exibição.

“Os telefones dobráveis ​​podem ter várias telas, mas você também pode encontrar vários monitores nos carros, em telefones conectados a telas maiores no modo de área de trabalho, no SO Chrome e assim por diante.” – disse Andrii Kulian.

Como o modo desktop do Android Q irá funcionar

Com esse modo de área de trabalho, um aplicativo pode ser usado simultaneamente em um smartphone e um monitor, mas o aplicativo deve suportar várias instâncias. No monitor secundário (o monitor externo), o modo de desktop Android Q pode criar uma segunda janela do aplicativo. A tela secundária suporta o recurso “recuperação multitarefa” do Android Q, que permite que dois aplicativos sejam executados simultaneamente sem serem suspensos.

modo desktop android q

Além disso, o teclado na tela também pode ser exibido em uma tela secundária e, em um ambiente de várias telas, o teclado pode ser alternado entre vários monitores à vontade. Papéis de parede e papéis de parede ao vivo em seu telefone também podem ser expandidos no monitor.

Além disso, o usuário pode definir o app da área de trabalho que suporta a exibição de tela grande em uma área de trabalho dedicada no modo de área de trabalho. O Android ativa automaticamente o aplicativo da área de trabalho selecionado pelo usuário na tela grande.

De acordo com os desenvolvedores do XDA, considerando as potencialidades do Android Q desktop, o Pixel 4, o carro-chefe da próxima geração do Google, provavelmente suportará a saída de vídeo HDMI, assim como a linha Galaxy S e Note oferece. Lembrando que o USB Tipo C já oferece saída de vídeo, os fabricantes é que não implementam o hardware para isso.

Se você é desenvolvedor, abaixo deixamos a seção que fala especialmente sobre isso do Google I/O.

Matérias relacionadas

Deixe uma resposta