Anatel apreende 126 mil produtos piratas (não homologados por ela)

A Anatel em operação em 4 estados apreendeu 126 mil produtos piratas de telecomunicações que não são homolagos pela agência.
Por
10 de dezembro de 2018 às 4h40 - Atualização: 10/12/2018
anatel fiscalização

E quem pensa que a Anatel só está lutando contra smartphones não homologadas, está enganado. A agência está intensificando a fiscalização em toda área de telecomunicações. 126 mil produtos piratas foram apreendidos em grande operação.

A própria agência anunciou em seu portal a operação de apreensão. Na última quarta-feira, 05/12, a operação de fiscalização aconteceu em São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O foco deles eram distribuidores de produtos de telecomunicações.

As ações foram coordenadas pela Gerência Regional de  Goiás da Anatel e contaram com a participação de 20 fiscais da Agência em diferentes estados.

Os produtos fora cabos, produtos de redes e câmeras WiFi. Estavam inclusos: 450 Patch Cord, 580 Caixas de Terminação Óptica (CTO), 741 rolos de cabos CFTV, 78 bobinas de cabo de rede de dados (UTP), 73 câmeras wi-fi, 9 Epon Onu e 6 caixas de cabo de rede UTP.

CABO DE REDE UTP ANATEL

Segundo a Anatel, esses produtos são comercializados para até 70% em pequenas empresas de telecomunicações e segurança eletrônica.

As denúncias foram “encaminhadas por entidades representativas do setor produtivo e o trabalho de inteligência desenvolvido pela própria agência”.

Entidades representativas, nesse caso, provavelmente são os grandes produtores de equipamentos do mesmo tipo.

E os smartphones, seguirão o mesmo caminho?

A pergunta que todos estão fazendo é que se no futuro também haverá esse tipo de operações em busca de smartphones e outros equipamentos não homologados diretamente pela Anatel.

As grandes empresas do setor (Entidades representativas do setor produtivo) como Samsung, Motorola, ASUS e outras poderão com essas operações se sentir no direito de pedir o mesmo para a Anatel. Afinal smartphones chineses pela metade do preço, não é interessante para eles.

Mas vamos aguardar mais informações. Sobre isso, assistam o vídeo onde comento sobre o assunto.

Mais sobre: anatel,
Matérias relacionadas

Deixe uma resposta