Início » Publieditorial » A Xiaomi é boa mesmo? Conheçam sua história e os smartphones à venda no Brasil

A Xiaomi é boa mesmo? Conheçam sua história e os smartphones à venda no Brasil

Com a proximidade da Black Friday, comprar um smartphone Xiaomi poderá ser um grande negócio.
Por | 18 de outubro de 2019 às 14:30
xiaomi destaque

Se você acompanha notícias de tecnologia, já deve ter ouvido falar da Xiaomi, talvez até um amigo já deu “a dica” para comprar um celular da marca. Mas será que vale a pena? De olho nas próximas grandes promoções de fim de ano, preparamos esse artigo para te apresentar a gigante chinesa que vem conquistando o coração dos brasileiros e, claro, todos seus smartphones.

O que a chinesa tem de diferente? A proposta é lançar smartphones com recursos avançados presentes em outros mais caros do ocidente, porém com preços reduzidos. A estratégia deu certo, sendo que ela é a quarta marca de celulares que mais vende no mundo.

A origem

Embora seja uma das maiores empresas de tecnologia, a empresa é relativamente nova, com apenas 19 anos, sendo fundada em 2010 por oito amigos. O principal deles, e atual CEO, é Lei Jun, que trabalhava como engenheiro na Kingston. Os outros trabalhavam em gigantes como Google e Motorola.

A palavra Xiaomi significa “pequeno arroz”. É estranho, mas na cultura chinesa, o arroz significa força e, além disso, é o principal alimento do país. Há um ditado budista que diz: “Uma pessoa com um arroz é mais poderosa que uma montanha.” Com isso, a gigante chinesa deseja ter a importância para usuários chineses, assim como o arroz é importante na alimentação.

E de fato conseguiu. É adorada por seus usuários – que possuem o nome especial “Mi fãs” – que trocam constantemente de smartphones e gostam de “converter” amigos para a marca.

Com a proximidade da Black Friday brasileira em novembro, a procura pela marca já começa a crescer. Mas será que seus smartphones são bons mesmo?

Xiaomi entra no mundo dos smartphones

Eles vendem de tudo, desde guarda-chuvas até carros; passando por robôs aspiradores de pós e patinetes elétricos. Mas o destaque são os celulares.

Ela entrou no mercado mobile quando criou a interface MIUI em 2010. Não parece, mas a MIUI é um Android modificado, bem modificado. No começo, era basicamente um clone do sistema iOS que a Apple usa em seus iPhones. Inclusive, a Xiaomi imitava a Apple em tudo. Lei Jun, CEO da empresa, chegava a apresentar seus produtos vestido exatamente igual a Steve Jobs; com camisa preta, calça jeans e tênis New Balance.

Em 2011, ela lança seu primeiro smartphone, chamado Mi 1. Os chineses gostaram tanto, que foram vendidas 300 mil unidades em apenas 34 horas. Em 2014, foi lançada a linha Redmi, com smartphones ainda mais baratos e mirando mercados emergentes.

Saindo da China

Em 2015, a empresa abriu representações na Índia e no Brasil, dois dos principais mercados no mundo. Na Índia foi sucesso absoluto. Em 2019, eles passaram a Samsung e se tornaram a marca mais vendida do país. Mas no Brasil…

Impulsionada pelo então vice-presidente da empresa, o brasileiro Hugo Barras, eles chegaram no Brasil com direito a evento especial para os Mi Fãs em um grande shopping de São Paulo. Mas os resultados foram aquém do esperado.

Imitando o modelo de negócio na China, onde a empresa só vendia on-line, no Brasil não deu certo. Para piorar, a empresa não tinha assistência técnica e só vendia um modelo de celular, o Redmi 2. Com prejuízos, no ano seguinte abandonaram o barco.

O retorno da Xiaomi ao Brasil em 2019

Diferente de 2015, a Xiaomi veio com mais investimento. A marca, que opera em parceria com uma empresa brasileira, retornou ao Brasil contando também com uma loja própria na cidade de São Paulo, vendendo inúmeros produtos, assim como na China.

O sucesso é tanto, que ela já é apontada como a quinta que mais vende celulares por aqui.

Esses são os smartphones da Xiaomi vendidos no Brasil

Agora que vocês já conhecem um pouco da história da Xiaomi, que tal conhecer os smartphones que estão sendo vendidos no Brasil? Será uma excelente oportunidade para saber qual Xiaomi você irá comprar na Black Friday no mês que vem.

Atualmente, a Xiaomi se divide em 3 linhas de smartphones: Redmi, Mi e Pocophone. Abaixo, iremos comentar sobre todos os modelos.

Redmi Go – R$ 549,90

É o modelo mais simples. Tem tela de 5 polegadas com resolução de 1280 x 720 pixels. O processador é o Snapdragon 425 e tem apenas 1 GB de RAM e 16 GB de armazenamento.


A câmera traseira possui 8 MP enquanto a frontal é de 5 MP. Além disso, ele vem com um slot híbrido, para o usuário escolher entre um segundo chip ou o cartão micro SD. O motivo das especificações simples, é o fato que o Redmi Go roda o Android Go, uma versão simples do Android feita para rodar em hardware inferiores.

Redmi 7 – R$ 1.039

O Redmi 7 vem com o chipset Snapdragon 632 e tela de 6,26 polegadas com resolução HD. O destaque fica em sua bateria: 4.000 mAh. Ele tem câmera dupla de 12 MP + 2 MP. Abaixo sua ficha técnica:

  • Tela: 6,26 polegadas, resolução HD+ de LCD;
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 632;
  • RAM e armazenamento: 3 GB + 32 GB, 4 GB + 64 GB ou 6 GB + 64 GB, expansível por micros;
  • Câmera traseira dupla: sensor principal de 12 megapixels f/2,2 e secundário de 2 MP;
  • Câmera frontal: 8 megapixels;
  • Sistema operacional: Android 9 Pie com MIUI 10;
  • Bateria: 4.000 mAh;

Redmi Note 6 Pro – R$ 1.479

O Redmi Note 6 Pro possui tela IPS de 6,26″ e resolução de 2280 x 1080 pixels. O processador é o Snapdragon 636 com GPU Adreno 509. Ele possui duas câmeras traseiras, de 12MP e 5MP, com abertura f/1.9 e f/2.2, respectivamente. A frontal também é dupla: 20MP e 2MP, ambos com abertura f/2.0. Abaixo, suas especificações completas:

  • Tela: 6,26 polegadas, Full-HD+ (2280 × 1080) de LCD;
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 636;
  • RAM e armazenamento: 3 GB + 32 GB, 4 GB + 64 GB ou 6 GB + 64 GB, expansível por micros;
  • Câmera traseira dupla: sensor principal de 12 megapixels f/1,9 e secundário de 5 MP;
  • Câmera frontal dupla: 20 megapixels f/2.0 e 2 MP f2/2.0;
  • Sistema operacional: Android 9 Pie com MIUI 10;
  • Bateria: 4.000 mAh com suporte a Quick Charge 4.0.

 Redmi Note 7 – R$ 1.599

Com um potente hardware e, principalmente, câmera muito elogiada para sua categoria. Ele é o mais premium da linha Redmi, sendo vendido no Brasil. Sua câmera traseira é de 48 MP e tem como chipset o poderoso Snapdragon 660. Abaixo, sua ficha técnica completa:

  • Tela: 6,3 polegadas, Full-HD+ (2340 × 1080), proporção 19,5:9, painel LCD, brilho de até 450 nits, contraste de até 1.500:1, vidro Corning Gorilla Glass 5 2.5D;
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 660;
  • RAM e armazenamento: 3 GB + 32 GB, 4 GB + 64 GB ou 6 GB + 64 GB, expansível por micro SD;
  • Câmera traseira dupla: sensor principal de 48 megapixels f/1,8 (Samsung ISOCELL GM1 Ultra Clear) + sensor de profundidade de 5 megapixels;
  • Câmera frontal: 13 megapixel;
  • Sistema operacional: Android 9 Pie com MIUI 10;
  • Bateria: 4.000 mAh com suporte a Quick Charge 4.0 .

Mi 8 Lite – R$ 2.099

O Xiaomi Mi 8 Lite é um intermediário mais premium. Possui tela IPS LCD de 6,26″ com resolução de 2280 x 1080 pixels e aspecto 19:9. Conta também com câmera traseira dupla e uma frontal potente, de 24 MP. Vejam suas especificações completas logo abaixo:

  • Tela: 6,26 polegadas, Full-HD+ (2280 × 1080), proporção 19:9, painel LCD e vidro Corning Gorilla Glass 5 2.5D;
  •  Processador: Qualcomm Snapdragon 660;
  •  RAM e armazenamento:  6 GB + 128 GB;
  •  Câmera traseira dupla: sensor principal de 24 megapixels f/1,9  + sensor de profundidade de 5 megapixels
  • Câmera frontal: 24 megapixels;
  • Sistema operacional: Android 9 Pie com MIUI 10;
  • Bateria: 3.350 mAh com suporte a Quick Charge 3.0.

Pocophone F1 – R$ 2.499

O Pocophone F1 ficou famoso no mundo inteiro. O que mais chamou a atenção foi o custo x benefício. Ele conta com um hardware potente, marcado pelo procesador Snapdragon 845, 8 GB de RAM, 256 GB de armazenamento e bateria de 4.000 mAh. Vale notar que possui ainda um sistema de resfriamento, ótimo para gamers. Vejam suas especificações abaixo:

  • Tela: 6,18 polegadas, Full-HD+ (2246 × 1080), proporção 19:9, painel LCD e vidro Corning Gorilla Glass 5 2.5D;
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 845;
  • RAM e armazenamento:  6 GB + 128 GB;
  • Câmera traseira dupla: sensor principal de 12 megapixels f/1,9, Sony IMX363, pixels de 1,4 µm; sensor de profundidade 5 MP f/2,0;
  • Câmera frontal: 20 megapixels;
  • Sistema operacional: Android 9 Pie com MIUI 10;
  • Bateria: 4.000 mAh com suporte a Quick Charge 3.0.

Mi 9SE – R$ 2.499

O Mi 9SE vem equipado com processador Qualcomm Snapdragon 712, 6GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno. A tela é de AMOLED e possui 5,97 polegadas com resolução de 1080 x 2340 pixels. Um ponto interessante é que ele possui leitor de impressões digitais embutido na tela. Destaque também para as  3 câmeras traseiras. Abaixo, a ficha técnica:

  • Tela: 5,97 polegadas, Full-HD+ (2340 × 1080), proporção 19:9, tela AMOLED e vidro Corning Gorilla Glass 5 2.5D;
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 712;
  • RAM e armazenamento:  6 GB + 128 GB;
  • Câmera traseira tripla: sensor principal de 48 megapixels f/1,9, secundária telefoto de 8 MP e terciária ultra-wide de 13;
  • Câmera frontal: 20 megapixels;
  • Sistema operacional: Android 9 Pie com MIUI 10;
  • Bateria: 3.070 mAh com suporte a Quick Charge 4.0.

Mi 9T – R$ 2.599

O Xiaomi Mi 9T é um dos intermediários mais elogiados. Ele possui um bom chipset Snapdragon 730 e 6 GB de RAM. A tela de AMOLED conta com  leitor de digitais embutido. Oferece também 3 potentes câmeras traseiras: uma de 48 MP, uma secundária telefoto com zoom de 2X e uma terciária ultrawide com 125º.

Mas a cereja do bolo fica por conta de sua câmera frontal pop-up com um sensor de 20 MP.

  • Tela: 6,36 polegadas, Full-HD+ (2340 × 1080), proporção 19:9, tela AMOLED e vidro Corning Gorilla Glass 5 2.5D;
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 730;
  • RAM e armazenamento:  6 GB + 128 GB;
  • Câmera traseira tripla: principal Sony IMX582 de 48 megapixels f/1,75, secundário ultrawide de 13 megapixels f/2,4 e terciário de 8 megapixels com lente telefoto f/2,4 para zoom óptico 2x;
  • Câmera frontal: 20 megapixels;
  • Sistema operacional: Android 9 Pie com MIUI 10;
  • Bateria: 4.000 mAh com suporte a Quick Charge 4.0.

Mi 9 – R$ 3.859

Chegamos então ao topo de linha, o mais avançado e potente smartphone da Xiaomi no Brasil. Ele possui uma tela de  6,39 polegadas e resolução Full-HD+ com tecnologia Super AMOLED da Samsung com 600 nits de brilho.

Na parte de processador, seguindo a cartilha, ele vem com o mais novo processador da Qualcomm: o Snapdragon 855. Abaixo suas especificações técnicas:

  • Tela: 6,39 polegadas, Full-HD+ (2340 × 1080), proporção 19:9, tela AMOLED e vidro Corning Gorilla Glass 5 2.5D;
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 855;
  • RAM e armazenamento:  6 GB + 128 GB;
  • Câmera traseira tripla: principal Sony IMX586 de 48 megapixels f/1,75, secundário ultrawide de 16 megapixels f/2,2 e terciário de 12 megapixels com lente telefoto f/2,4 para zoom óptico 2x
  • Câmera frontal: 20 megapixels;
  • Sistema operacional: Android 9 Pie com MIUI 10;
  • Bateria: 3.300 mAh com suporte a Quick Charge 4.0.

Essa então é a nossa lista com todos os smartphones Xiaomi à venda no Brasil. Tenho certeza que agora vocês entendem porque os Mi fãs insistem tanto que a empresa é a melhor.

Exageros à parte, ela realmente possui bons smartphones com preços justos, quando comparados com o preço médio de outras marcas. 

Vale lembrar que, de nada adianta, se você comprar seu smartphone em uma loja que não fornece garantia ou que não há certeza se o produto é original ou realmente novo. As sugestões de preços nesse artigo foram consultadas no KaBuM!, uma das maiores lojas de eletrônicos e informática do Brasil. O e-commerce participará da Black Friday com diversas promoções, inclusive.

Já decidiu? Nos conte com qual o Xiaomi que você irá se presentear nessa Black Friday!

ARTIGOS RELACIONADOS
LEIAM TAMBÉM
Xiaomi Mi10 tem câmera de 108 MP e chega no mesmo dia que o S20

Xiaomi Mi10 tem câmera de 108 MP e chega no mesmo dia que o S20

por Noticias
Novas fotos do futuro Xiaomi Mi 10 foram divulgadas na rede social chinesa Weibo. O futuro topo de linha da ...
Leia Mais
ROku TV

Roku chega ao Brasil com Smart TV a partir de R$ 1,2 mil e nada de set-top-boxes

por Noticias
A Roku, uma das pioneiras no ramo de stick para streaming  (TV Box), estreou hoje no Brasil, mas não do ...
Leia Mais
galaxy-s20

Galaxy S20 tem preço vazado e Z Flip é metade do Fold

por Noticias
Os preços do Galaxy S20, S20 + e S20 Ultra acabaram de vazar. E como você pode esperar, devem ser ...
Leia Mais
10 Melhores filmes da Netflix em 2019; confiram lista

10 Melhores filmes da Netflix em 2019; confiram lista

por Cinema, Especial
Todos os anos, o catálogo de filmes originais da Netflix fica um pouco maior e, felizmente, muito melhor. Pensando nisso, ...
Leia Mais
Galaxy Fold chega por incríveis R$ 13 Mil

Galaxy Fold chega por incríveis R$ 13 Mil

por Noticias
A Samsung anunciou hoje no Brasil o Galaxy Fold, seu primeiro smartphone dobrável, por R$ 13 Mil. Você não leu ...
Leia Mais
Carregando...;