Real Time Analytics
Microsoft, Windows Phone

Liberou geral: Microsoft irá atualizar Windows Pirata para Windows 10

A Microsoft quer a qualquer custo disseminar o Windows 10 em todo o mundo ao maior número de pessoas possíveis, seja por meio de um PC ou por um smartphone. Para atingir esse objetivo, Terry Myerson, executivo da empresa, disse em entrevista a Reuters que todos os PCs genuinos ou não, estarão aptos a serem atualizados para o Windows 10. Resumindo: é tudo free!

Uma das mudanças que as pessoas pouco comentam é que o foco da empresa mudou. O mais importante agora não é vender o sistema em si mas sim os serviços atrelados a ele, como por exemplo o Office ou mesmo o OneDrive. Partindo desse príncipio, quanto mais pessoas estiverem usando o sistema, maior a probilidade de pagaram por algum serviço. Essa expansão para versões piratas do Windows significa na prática que milhões de usuários ao redor do mundo passarão a ter um Windows original rodando em suas máquinas. Além disso, isso irá facilitar em muito o aumento das vendas de PCs já que em lojas oficiais uma versão free do sistema irá impactar no preço final do produto.

A Microsoft tem uma longa história de gato e rato com versões piratas do Windows, a cada versão que a empresa lançava criava uma barreira para dificultar a falsificação. Porém sabemos que ela poderia a qualquer momento dificultar muito mais, sempre acreditei que a empresa fazia vista grossa para isso. De um jeito ou de outro, versões piratas do Windows aumentaram a presença da empresa no mundo. Ela apenas oficializou o que sempre fez.

windows pirata

A pirataria do Windows não é pouca coisa não, por isso a mudança da Microsoft é surpreendente e muito significativa. O ex-CEO da Microsoft, Steve Ballmer, revelou em 2011 que apenas um cliente em cada 10 estava realmente pagando pelo Windows na China, e isso foi motivo até de uma reunião com o governo americano e outros governos envolvidos. No mesmo ano, a Microsoft também destacou o grande rombo financeiro da pirataria na empresa, principalmente em países como Rússia, Índia, China e no Brasil é claro.

Leiam também:  Smartphones Nokia Lumia oferecem ao público uma viagem inesquecível

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos Android, Microsoft

Microsoft Edge para Android já está na Play Store

Semana passada postamos aqui que a Microsoft tinha liberado uma versão do navegador Edge para Android. Porém a forma de…

Semana passada postamos aqui que a Microsoft tinha liberado uma versão do navegador Edge para Android. Porém a forma de instalar era bem complicada. Agora a empresa, finalmente, colocou o Edge para Android na Google Play. Ainda está em fase beta, mas pelo menos dá para instalar com um clique.

O aplicativo é bem grande com 170 MB. Além disso, não é possível achar o mesmo nas buscas da loja, somente com o link direto por estar em fase beta. Após iniciar, você pode opcionalmente, entrar com sua conta da Microsoft. O app está totalmente em inglês nessa fase.

Visualmente falando ele é bem parecido com o que vemos no Chrome. A barra de endereços fica na parte de cima da tela, embora no Windows 10 Mobile ela esteja abaixo, o que faz mais sentido em telas grandes. Uma função diferente é como ver as abas bastando “arrastar” para baixo a barra de endereços e será mostrado os “thumbnails” das abas. Mas se não quise, há um botãozinho de abas na parte inferior.

Aliás, essa parte inferior não me agradou. Ter duas barras tomando espaço da tela não é legal. Além da barra de endereços, na parte inferior há uma barra de atalhos com os botões avançar e voltar, o de abas e um de sincronização.

Esse último botãozino é interessante, porém complicado de usar por enquanto. Com ele você consegue enviar a página que você está acessando para um computador logado na mesma conta da Microsoft. Mas para ativar, é necessário estar com a atualização Windows 10 Fall Creators Update, ir em Configurações > Telefone e vincular seu smartphone. Mas só funciona se você fazer parte do programa Windows Insider (Google it). Legal, mas não seria muito mais fácil sincronizar o histórico na conta da Microsoft, como o Google faz? Pelo menos, no futuro, os favoritos irão sincronizar.

Leiam também:  Windows Phone dá menos dinheiro que Symbian. iOS é o Rei do dinheiro.

No geral o tempo de carregamento de páginas ficou a mesma coisa que no Chrome.

Via Tecnoblog

materia completa
Aplicativos Android, Aplicativos iOS, Microsoft

Microsoft lança navegador Edge para Android e iOS

A Microsoft finalmente traz seu navegador Edge para iOS e Android. É o próximo passo lógico na nova abordagem da Microsoft…

A Microsoft finalmente traz seu navegador Edge para iOS e Android. É o próximo passo lógico na nova abordagem da Microsoft para o celular: fazer o Android e o iOS funcionar melhor com o Windows. Se você é um usuário Android ou iOS, você poderá usar o Microsoft Edge Mobile para salvar as páginas no celular e depois continuar de onde parou em um PC. Esta funcionalidade “continuar no PC” está no centro do Edge para iOS e Android, e é útil quando você acessa um site móvel que simplesmente não funciona corretamente, ou se você deseja continuar com uma tela grande e um teclado.

Além de continuar no PC, o Microsoft Edge para iOS e Android também inclui acesso a favoritos, histórico, lista de leitura e ebooks. 

Como muitas pessoas, uso o Windows diariamente com o navegador Chrome do Google e também uso um iPhone com o celular Chrome, como fica tudo salvo na conta do Google, é mais fácil acessar a mesma informação. A Microsoft está tentando atrair diretamente esse cenário exato, porém que testou disse que o Edge não faz isso do mesmo modo que no Chrome. Por exemplo, você teria que enviar aba por aba para o navegador do PC saber o que você acessou. No Chrome basta acessar “seus dispositivos”. Pelo menos os favoritos já estão sincronizando.

Você pode esperar que a Microsoft restrinja o Edge no iOS e no Android para o mecanismo de pesquisa do Bing, mas, felizmente, há uma opção para a escolha do Google ou mesmo do Yahoo. Fora disso, as configurações são limitadas para salvar as configurações de senha / formulário, bloqueando pop-ups e cookies e simplesmente limpar o histórico de navegação. A Microsoft não adicionou nenhum bloqueio de anúncios interno e o Edge usa o mecanismo de renderização do Webkit no iOS e no Blink no Android.

A Microsoft está lançando o Edge no programa TestFlight da Apple hoje, juntamente com os próprios testes do Google através da Play Store em breve. Você pode se inscrever para obter acesso ao Microsoft Edge mobile aqui. Você precisará das mais recentes compilações do Windows 10 Insider. A Microsoft planeja lançar uma versão final do Edge Mobile para todos os usuários até o final do ano.

Leiam também:  Smartphones Nokia Lumia oferecem ao público uma viagem inesquecível
materia completa
Microsoft, notebooks, WIndows 10

Microsoft anuncia o Surface Laptop com bateria melhor que Macbook custando U$ 999

A Microsoft anunciou hoje (2/5) em um evento em Nova York o aguardado lançamento da nova linha Surface de notebooks….

A Microsoft anunciou hoje (2/5) em um evento em Nova York o aguardado lançamento da nova linha Surface de notebooks. O Surface Laptop se destaca pelo tamanho. Com uma tela de 13,5 polegadas ele chega rodando o Windows 10S e tem “bateria melhor que Macbook”, palavras da Microsoft. Mas custa caro: U$ 999.

Não poupando elogios e orgulho da nova criação da empresa, Panos Panay,diretor de produtos da Microsoft, disse que o foco do Surface Laptop é em estudantes que estão prontos para deixar a escola.

“Nós falamos com vários deles [estudantes]… eles estavam pedindo por um laptop, eles estavam pedindo por um laptop Surface. Então nós fizemos um laptop, e ele é lindo.”

Com a mesma tecnologia de teclado do Surface Pro 4, ele tem uma “viagem”, a cada tecla pressionada, de 1,5mm com retroiluminação. O teaser do produto, no vídeo acima, mostra que o computador foi pensado em um laptop topo de linha com o que há de melhor no Windows. O preço também não poderia ser diferente: U$999.

O Surface Laptop será vendido em quatro cores: platino, azul cobalto, borgonha e ouro grafite. O computador pesa 1,36 kg.

A Microsoft está usando uma tela PixelSense com 13,5 polegadas e aspecto 3:2. De acordo com Panay, esta é a tela touch mais fina de LCD que eles já criaram e colocaram em um laptop. O Surface Laptop também tem suporte a Surface Pen.

O computador usa a última geração de processadores Intel Core i5 e i7. A empresa afirma que a bateria do notebook dura até 14 horas e meia. De acordo com a Microsoft, o Surface Laptop é mais rápido do que o MacBook Pro com i7 e tem “mais vida de bateria do que qualquer MacBook Air no mercado hoje em dia”.

Leiam também:  Windows Phone dá menos dinheiro que Symbian. iOS é o Rei do dinheiro.

O Surface Laptop traz diversas similaridades com os 2-em-1 da Microsoft (Surface Pro 4 e Surface Book), já que na tela, como dito de 13,5″, trás a tecnologia PixelSense que dá a possibilidade de operação tanto com as mãos quanto com a Surface Pen e Surface Dial.

Especificações completas do Surface Laptop

  • Tela de 13,5″ com tecnologia PixelSense (2256 x 1504)
  • Processador Intel Core i5/i7
  • GPU Intel® HD 620 (i5) ou Intel® Iris™ Plus Graphics 640 (i7)
  • 4GB, 8GB ou 16GB de RAM
  • 128GB, 256GB ou 512GB de armazenamento interno SSD
  • Conectividade USB 3.0 e mini DisplayPort, Wi-Fi 802.11ac e Bluetooth 4.0
  • Sistema operacional Windows 10 S
  • Webcam 720p HD compatível com Windows Hello
  • Microfones estéreo
  • Alto-falantes Omnisonic com Dolby® Audio™ Premium
  • Conector 3,5 mm para fones de ouvido
  • Peso: 1,25kg
  • Cores: prata, azul, vermelho e dourado
  • Dimensões: 308.1 mm x 223.27 mm x 14.48 mm

Embora seja um excelente laptop, um detalhe de hardware vem chamando a atenção da mídia que cobriu o evento: seus alto-falantes. É o primeiro modelo, que se tenha conhecimento, que trás alto-falantes integrados abaixo do teclado do notebook. Isso significa que o usuário vai “sentir” o som entre os dedos. Interessante não?

O grande diferencial dessa máquina fica por conta da sua duração longe das tomadas, que pode ultrapassar as 14 horas (até mais do que o MacBook Pro da Apple).

É claro que o sistema operacional Windows 10 S traz suas limitações, por exemplo, sendo incapaz de rodar qualquer software que não seja oferecido na loja de aplicativos da Microsoft.

A boa notícia é que, até o final do ano, compradores poderão atualizar o Windows 10 S para a versão ‘Pro’ sem nenhum custo adicional.

Leiam também:  Novo Spotify agora conta comm vídeos e podcasts

Surface Laptop: Preço e disponibilidade

Nos Estados Unidos, a pré-venda do produto já começou, com preço inicial de U$999 com Core i5, 4GB de RAM e 128GB de armazenamento interno. O Surface Laptop lança oficialmente no dia 15 de junho. Obviamente, não há nenhuma menção sobre a possível chegada do aparelho no Brasil.

Via Windows Central

materia completa
Windows Phone

Mais um: Spotify decide abandonar Windows Phone e Windows Mobile

A sepultação do Windows Mobile está demorando. A Microsoft tá em um vai não vai já faz um tempo. Enquanto…

A sepultação do Windows Mobile está demorando. A Microsoft tá em um vai não vai já faz um tempo. Enquanto novos smartphones são raramente lançados, rumores eternos sobre o suposto “Surface Phone” são comuns de aparecer na internet. Mas a realidade é: não só usuários estão abandonando o Windows para smartphones, as desenvolvedoras de aplicativos também. Mas essa semana um nome de peso decidiu largar o barco: o Spotify.

Leiam também – Spotify e Netflix ficarão mais caros: culpa do senado.

A empresa já anunciou que deixará de trazer novas funções para seu app para Windows Phone e Windows 10 Mobile; ele receberá somente atualizações críticas de segurança. Ou seja, nada de Descobertas da Semana ou do Spotify Running.

O Spotify para Windows Phone foi colocado em modo de manutenção. Desse modo, nós só faremos atualizações críticas de segurança para o aplicativo atual do Spotify e não liberaremos novos recursos nem melhoraremos o suporte para dispositivos antigos. Os usuários podem continuar a usar o Spotify em smartphones Windows, e o app permanecerá na loja do Windows. Esse é o comunicado oficial.

O Spotify para smartphones com Windows já recebia poucos recursos novos, então a empresa está apenas reconhecendo oficialmente que o deixou de lado. Claro, há alternativas como o Deezer e o Groove Música, mas isto reflete uma tendência maior.

No último ano, várias grandes empresas desistiram de oferecer apps para smartphones com Windows, e nenhuma delas planeja fazer um app universal que funcione em PCs e smartphones com Windows 10.

É o caso da Amazon (que retirou o app da busca e depois o desativou), PayPal, eBay e Delta Air Lines — elas recomendam usar o site móvel. Jogos como Angry Birds e The Sims FreePlay deixaram (ou deixarão) de ser atualizados. E apps profissionais, como o ZenDesk, recomendam que seus usuários “migrem para o iOS ou Android”.

Leiam também:  Vídeo mostra Nokia Lumia 929

O MyFitnessPal e o Runtastic continuam disponíveis para smartphones com Windows, mas deixaram de ser atualizados. Este último avisou os usuários na plataforma com o seguinte comunicado:

Infelizmente, o Windows Phone tem muito menos usuários em relação ao Android e iOS. Isso significa que o mercado é relativamente pequeno. É sempre uma boa ideia conferir as possibilidades futuras de uma plataforma antes de comprar um celular.

O Facebook retirou suporte a seu app principal e ao Messenger no Windows Phone 8.1 (a rede social ainda mantém seus apps para Windows 10). O Here Maps deixou de funcionar no Windows 10 Mobile; ele continua no Windows Phone 8.1, porém os mapas deixaram de ser atualizados.

Até a própria Microsoft vem removendo suporte a seus apps. O Minecraft Pocket Edition não é mais atualizado no Windows Phone 8.1; o jogo é mantido pela Mojang, adquirida em 2014 pela Microsoft. O Skype também retirou suporte ao Windows Phone 8.1, avisando que ele deixaria de funcionar em algum momento deste ano. (O app para Windows 10 Mobile não será afetado.)

Além dos problemas com apps, o Windows para smartphones sofre com atualizações: só 16% deles rodam Windows 10 Mobile, e apenas treze dispositivos poderão receber o Creators Update. Para quem ainda está no Windows Phone 8.1, também há más notícias: ele perderá suporte da Microsoft em julho.

A empresa não vai adicionar novos recursos ao seu app para Windows Phone e Windows 10 Mobile; ele receberá somente atualizações críticas de segurança. Ou seja, nada de Descobertas da Semana (playlist com recomendações baseadas em seus gostos musicais) nem de Spotify Running (que detecta seu ritmo de exercício e toca músicas que combinam com ele).

Via tecnoblog
Leiam também:  Smartphones Nokia Lumia oferecem ao público uma viagem inesquecível

materia completa