Real Time Analytics
Android, Noticias

Vale a pena mesmo atualizar o Android do seu smartphone?

A Sony Ericsson fez um pronunciamento onde disse que atualizar smartphones Android para o ICS (Ice Cream Sandwich) não necessariamente é uma boa opção dependendo do seu aparelho. Ela enfatizou que, ao contrário do que muitos dizem, o ICS não é mais leve, consome mais memória e também mais espaço. Graças a isso, resolvi dar minha opinião sobre o assunto já que há muito venho analisando isso.

Basta darmos uma lida em algum blog de nicho do Android que logo é possível ler nos comentários, ou mesmo no post, pessoas criticando muito algumas marcas por não atualizarem seus aparelhos. Eu sei que na maioria dos casos a reclamação é mais do que certa, pois ver um Motorola Milestone 3, por exemplo, ser esquecido acho uma falta de respeito com o consumidor. Porém temos que ser honestos: a maioria dos usuários brasileiros ainda nem chegarão na casa dos processadores de 1GHz, quanto mais nos dual cores. Mas o caso é que mesmo em aparelhos com processadores de 1GHz ou mesmo de 1.4GHz como o Galaxy W, talvez uma atualização para o ICS não seja tão importante ou necessária do jeito que é pregado por aí.

Vale a pena ter você ICS?

Obviamente se você tem um smartphone com processador dual core, rodar a versão mais nova do sistema é uma maravilha, mas por favor, não achem que só trocando o Android 2.3 Gingerbread para o ICS que seu aparelho se tornará outro aparelho muito mais rápido que antes, como alguns dizem por ai. Isso não é verdade. Como a Sony Ericsson disse, as vezes a melhor experiência é continuar com o sistema atual ser ele lhe atende melhor. O que acontece é que a mídia bloguística (existe isso?) fala tanto nisso que os  usuários ficam tão obcecados pelo o que leem que acabam fazendo a noticia de uma não atualização uma tempestade.

Leiam também:  Motorola lança Defy+ por R$1116 só na TIM

Já fiquei um tempo com um Galaxy S rodando o ICS, também com um arc e depois com um Defy, todos rodando ROMs alternativas do ICS. O resultado? em minha opinião os aparelhos ficaram piores. Se em algumas transições eles ficaram mais rápidos, na hora de abrir alguns aplicativos ou mesmo navegar na internet começarão a aparecer alguns lags. Ou seja, no fim das contas ficou a mesma coisa, então porque atualizar? Agora no Defy a coisa foi outra, antes estava rodando o Gingerbread do Cyanogem e depois que passei para o ICS, o smartphone ficou mais lento e com vários bugs, não valendo a pena continuar.

A minha última experiência foi com o XOOM. Sinceramente não achei nada de diferente o ICS nele, afinal a interface dele não é tão diferente do Honeycomb e os aplicativos funcionam em ambos normalmente. E então posso afirmar, não faria novamente. Não estou dizendo que ele ficou pior, mas sim que não melhorou em nada.

Notem que isso não é uma critica a quem atualiza para versões novas com ROMs alternativas e também não estou de jeito nenhum apoiando a conduta dos fabricantes, o que estou dizendo é que antes de pensarmos em atualizações devemos pensar no que ela realmente vai te ajudar, ou atrapalhar. Se o seu smartphone está dando conta do recado, não está travando e faz tudo o que você necessita, porque atualizar?

Mas saliento que existe vários tipos de usuários do Android. O texto acima é para aqueles que usam bastante o smartphone e estão preocupados com perfomance independentemente da versão do sistema. Agora existe os hard users que gostam de mudanças e modificações, aqui é um caso a parte.

E vocês, acham realmente que é tão necessário atualizar todos os aparelhos como muitos frequentemente reclamam em blogs e fóruns da interwebs?

Leiam também:  Nokia 6 chega aos EUA. Brasil ainda espera o lançamento

 

Comentários
  • Eu acho que deveriam disponibilizar sim um update, se o telefone tiver a capacidade de recebe-lo. Fica a cargo do usuario atualizar ou nao. Tenho o xperia neo V, acho que eles irao fazer o upgrade, claro que fiquei contente, mas se eu perceber que caiu o desempenho, de alguma forma, arranjarei um jeito de voltar pra 2.3.4… É tambem um absurdo lançar hoje um aparelho com uma versao ja desatualizada do sistema ou ate mesmo um aparelho que nao dê conta, pois se uma pessoa quer um aparelho so pra falar, ela vai comprar um telefone e nao um smartphone, acho injusto motorola, samsung e lg, lançarem aparelhos com processador <1ghz, por mais que pra uma pessoa isso nao importe, hoje nao faz mais sentido.

  • Quando penso em uma atualização, tenho em mente as novidades de interface e novos recursos do que o desempenho em si. No caso do Xoom, por exemplo, a interface não teve lá muitas novidades, mas gostei bastante de poder fechar as tarefas e poder usar o Chrome ao invés do navegador padrão do Android.

    No caso do Nexus S foi diferente. A mudança da interface do 2.3 para para o 4 foi bem maior. Ainda assim, no final das contas acabei vendendo o Nexus S e indo para o Galaxy Note, voltando a ter o Android 2.3. Estou satisfeito com o que tenho, mas ainda aguardo a atualização para ter o bom gerenciamento das tarefas, o Chrome e a interface nova (que provavelmente terá que ser forçada por algum launcher alternativo, já que a Samsung vai colocar o TouchWiz).

    Tendo como base minha satisfação com o Galaxy Note em termos de recursos, posso dizer que realmente a atualização não é lá tão necessária. Se tudo o que eu ganhar for apenas os recursos que citei, já estarei contente…

    Se eu me vejo nessa posição de não precisar tanto assim da atualização, imagino que usuários menos "geeks" devam ter ainda menos necessidade. Como o ICS tende a ser mais pesado, é provável que a atualização chegue a ser prejudicial em hardware modesto.

    • É exatamente onde queria chegar. Mesmo nós que somos geeks estamos começando a querer algo funcional e não o mais novo. Por isso que acho que a Apple está um passo a frente do Android. Pois sua politica de atualizações preza a melhor experiência dos usuário sempre.

  • Eu tenho um Atrix e, ao instalar o ICS (CM9 e outras variantes), achei a performance dele, no geral, bem bacana. O lance é que pra ele não tem ainda drivers para GPU e a cam ainda está cheia de bugs. Mas fora isso, está perfeito e bem rápido. Eu acharia uma pena a Motomerda abandonar o Atrix, pois ele tem potencial, é um puta celular. O que deixou ele lento foi Blur maldito que a Motomerda colocou. Mas quando se põe um CM7/9 nele, o papo é outro. Tudo é muito rápido. Portanto, nele, acho necessário, sim, fazer o update. É importante saber que as ROMs que andam por aí no formato ICS não são oficiais. Portanto, Galaxy S, Xperia Arc e Defy sempre vão apresentar resultados que não são 100% satisfatórios.

  • Acredito que o livre arbitrio importantenneste caso, caso o usuario do android deseje atualizar seu device mesmo ciente que perdera em usuabilidade a mesma deveria ser liberada….estas sao as grandes vantagens do iOS , WP e inclusive o symbian3 sobre o fragmentado android…todos os devices recebem atualizaçoes, mesmo parciais em caso de falta de hardware…

  • Acho isso tudo uma bela bobagem… Tem gente que compra hoje o celular e já quer atualizar, nem aproveita o que o aparelho tem a oferecer…
    O Android 2.2 para o 2.3 quase não se vê diferença, já no ICS só vale se rodar ele default sem customizações, porque se não fizer isso novamente será sutil as mudanças…
    Alias no passado isso não existia, quem inventou isso foi a Apple que solta novas atualizações que deixam o aparelhos mais lentos… Não existe milagre, Android 4.0 só nos dual core fica bom, abaixo disso o 2.3 é perfeito…

  • Eu atualizei o meu LG P500 para o android 4.0.4 CM9 e ele está, realmente, muito mais rápido. No Android 2.3.7 CM7.2 eu tinha que usar overclock para 691MHz para evitar muitos travamentos, no ICS ele a 600MHz não trava! Claro que a ROM não está perfeita, mas é super usável.

    Acho que deveria ser disponibilizado sim para o Galaxy S, Defy, etc. e o usuário decide se quer ou não. O meu iPod Touch ainda está no iOS 5.0.1 pois o iOS 5.1 não tem mudanças significativas pra mim, ou seja, eu escolho se quero atualizar.

      • Ai já entra o capitalismo mais rsrs. O Galaxy S poderia muito bem receber o ICS, opcionalmente, mas não sendo atualizado, fica mais interessante para a Samsung, já que se não for atualizado, o pessoal vai atrás do sucessor, ou seja, Galaxy S II.

  • Claro que todo mundo quer atualizar. Novas funcionalidades sem comprometimento do desempenho. Vide IOS 5.0 e Nokia Belle. Mas no Android como nem sempre é possível acontecer os dois ao mesmo tempo em todos os aparelhos, talvez seja melhor ficar sem atualização mesmo. Eu mesmo já estou enjoado da interface do 2.3.

  • possuo um xperia ray com android 4.0.3 (4.1.A.0.562) achei ele mais rapido para inicializar e gostei do visual, jogo need for speed hot pursuit sem travar.

    na minha opinião so nao gostei do design da camera preferia a antiga, fora isso ele esta otimo.

  • Eu vi uma enorme diferença quando troquei o 2.2 do meu Milestone 2 pelo Cyanogem 2.3.7. Virou outro celular. Agora se o 4 ficasse mais lento, realmente eu ficaria com o atual que me atende 100%. Mas o 2.2, não sei se é porque é Motorola, mas era lento, travava direto, a câmera vivia dando pau. Ta loco quem disse que do 2.2 para o 2.3 não mudou nada, visualmente pode ser, mas internamente é muito mais rápido fora a economia na bateria.

  • Olá amigo. Primeiro parabéns pelo post, bem informativo e me ajudou muito.

    Só queria informar sobre os erros de português, alguns erros como "chegarão" ao invés de "chegaram" e "começarão" ao invés de "começaram" dão a entender que é um problema crônico de ortografia do autor. E apesar do ótimo conteúdo e informação, o texto pode não ter os devidos créditos por erros simples como esses.

    Desculpe se pareci metido e prepotente, gostaria apenas ajudar a melhorar este ótimo site.

  • Tinha o 2.3 no meu sony ericson sk17i xperia mini pro ! actualizei para o ICS assim que foi liberada a oficial. Aquilo que tenho a dizer é

    O GTA 3 versão 1.2 rolava bem nele no android 2.3, depois do ICS o que aconteceu ?
    O jogo encrava totalmente é necessário tirar a bateria fora para consseguir reiniciar o telemovel !
    Experimentei a versão 1.3 do GTA com grafismo tudo no minimo penssando ser algum Bug ( PIOROU ) trava e mais depressa!
    Experiemntei a versão 1.1 ( Jogo uns 3 minutos no maximo e trava )
    Experimentei a versão inicial 1.0 ( esta a rolar ate agora sem travar mas com mais lag do que a versão 1.2 no gingerbread )

    Conclusão : ICS é mais pesado sem duvida, manifesta.se nas aplicações (principalmente jogos)

    Dica: Quer continuar usufruir do seu telemovel por mais tempo antes de mandar ele para a sucata e comprar um capaz de rolar o ICS ? Então continue com o ANDROID 2.3 ICS é frescura e é andar para tráz no tempo !

    Dica2 : Está farto do layout 2.3 ? Mude de tema , use o ADW , ou o LAUNCHER PRO !

    Dica3 : A menos que compre um telemovel novo de DUAL core e memória decente NÂO INSTALE DE FORMA ALGUMA O ICS !

    Abraço a todos e espero ter sido claro para todos e tirar todas as duvidas sobre o ICS !

    Informaçoes actuais do meu telemovel :

    1ghz processador

    512 ram

    PAra quem tem telemoveis com estas caracteristicas ou inferiores
    Instalem ICS e depois façam como eu !

    Arrependam-se….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Android, Samsung

Galaxy A8 deve custar R$ 2.400, o modelo mais barato

A Samsung enviou um convite a imprensa – embora tenha deixado o tekimobile de fora – essa semana sobre o…

A Samsung enviou um convite a imprensa – embora tenha deixado o tekimobile de fora – essa semana sobre o lançamento de um novo modelo da linha Galaxy, possivelmente será a chegada do Galaxy A8, novo intermediário premium da empresa. Mas o preço poderá assustar.

O evento acontecerá dia 6 de Fevereiro, mas ainda não se sabe exatamente quando ele começará a ser vendido, mas já podemos falar em preços. No Brasil, o Galaxy A8 vai custar R$ 2.399, enquanto sua versão maior, a A8+, sairá por R$ 2.699. Ambos aparecem em versões com 4 GB de memória RAM e 64 GB para armazenamento, além de suporte a dois chips ou uso do slot adicional para a instalação de cartões SD. São três opções de cores: preta, dourada e ametista.

Isso mesmo, ele vai chegar custando quase o preço do Galaxy S8, claramente a melhor opção. Quanto as diferenças do modelo comum do Plus está em dois aspectos. Enquanto o A8 chega ao Brasil com tela de 5,6 polegadas e bateria de 3.000 mAh, o A8+, como o nome já indica, é um pouco mais robusto, trazendo um display de 6 polegadas e célula de 3.500 mAh, garantindo um pouco mais de autonomia aos usuários.

Samsung Galaxy A8 e A8+ chegam ao Brasil em três opções de cores

No restante, a parte visual permanece com as mesmas características dos lançamentos internacionais. Apesar de serem classificados pela Samsung como parte de seu segmento intermediário, as configurações do A8 e A8+ herdam características de seus companheiros do topo de linha, como a tela com proporção 18,5:9 e resolução de 2960 x 1440 pixels. Ficou de fora, entretanto, a curvatura, que faz com que as imagens apareçam até as laterais do dispositivo.

Na parte de dentro está um processador Exynos octacore, com dois núcleos rodando a 2,2 GHz e os outros seis a 1,6 GHz. Outros recursos de celulares mais potentes também aparecem aqui, como a dupla de câmeras na parte da frente, com 16 MP e 8 MP, respectivamente, além de um sensor traseiro de 16 megapixels. Todas as câmeras contam com sistema de otimização para imagens noturnas, além de tecnologia de correção automática de pixels, que garante a melhor qualidade possível para as fotos e vídeos produzidos com o aparelho.

Leiam também:  Promoção da EA para Android: Mass Effect Infiltrator e NBA Jam por apenas R$ 1,79

Além disso, como não poderia deixar de ser, teremos o suporte aos óculos de realidade virtual GearVR e também a possibilidade de recarga rápida da bateria, com o carregador apropriado. As vendas, como sempre, devem começar por meio da loja oficial da Samsung e varejistas parceiros.

A fabricante, entretanto, ainda não confirmou a chegada oficial dos modelos por aqui. Mas se você se interessou pelos Galaxy A8 e A8+, já pode ir separando suas economias, pois o lançamento está mais próximo do que nunca.

Via Canaltech

materia completa
Android, Motorola

Moto G6, X5 e Z3 Play: Confiram as fotos dos supostos aparelhos

Ontem vazaram vários renders da nova geração de smartphones da Motorola apareceram. São fotos do Moto G6, X5 e Z3 Play. Todos…

Ontem vazaram vários renders da nova geração de smartphones da Motorola apareceram. São fotos do Moto G6, X5 e Z3 Play. Todos com grandes e importantes mudanças. Também foram mostrados alguns novos Moto Mods. Vejam abaixo os detalhes.

Moto G6, Moto G6 e Mot G6 Play

Seguindo a tradição, será dois Moto G6 já conhecidos; Moto G6 e Moto G6 Plus. Porém a diferença é que nos renders aparecem um novo modelo chamado Moto G6 Play.

As diferenças entre o Moto G6 e o Moto G6 Plus se destacam pelo processador. Mas há mais mudanças entre eles. Seguindo o novo padrão de design trazido pelo Moto X4, os novos Moto G6 terão traseiras de vidro com o mesmo efeito 3D. Além da câmera salda com duas lentes.

O Moo G6 deve contar com um display de 5.7″ Full HD (com aspecto 18:9 e bordas reduzidas), sensor dual-cam na parte traseira (12 + 5MP), módulo de 16MP na frontal, e leitor de impressões digitais na parte frontal.

O processador provavelmente será um Snapdragon 430, e terá 3 ou 4GB de RAM com 32 ou 64GB de armazenamento interno. A bateria seria de 300 mAh segundo os rumores.

Já o Moto G6 Plus teríamos como principal diferença o processador. Nesse caso seria um Snapdragon 630. Além disso a tela seria maior com 5,93″, bem como a bateria, que seria de 3200 mAh.

Por último teríamos o novo Moto G6 Play. Esse teria as mudanças mais interessantes. Primeiro seria a mudança do leitor de impressões digitais, que ao invés de ser na frente como acontece tradicionalmente com a linha G, ele seria movido para a traseira. O que parece bem legal é que um pedido que os fãs da Motorola fazem há anos e usar um leitor de impressões digitais embutido no famoso circulo com o logo da empresa.

Leiam também:  HTC Butterfly: um super celular com 5 polegadas full HD e processador quad-core S4 pro

A bateria também seria maior com 4000 mAh.

Moto X5

O mais aguardado seria mesmo o Moto X5, sucessor do não tão aclamado Moto X4. Por mais que o Moto X4 não tenha feito tanto sucesso, pelo menos no Brasil, ele trouxe vida nova a linha Motorola com diferenciais como corpo em vidro e proteção contra água e poeira.

O Moto X5 manteria o design de vidro curvo e também a proteção contra água. Mas o mais interessante seria mesmo o seu formato sem bordas. Seguindo a moda de outras marcas. Notem que ele praticamente não possui bordas laterais e na parte de cima e de baixo são menores, lembra bastante o design do Galaxy S8.

Mas o mais “interessante” seria que na parte de cima o Moto X5 tem o famigerado entalhe, ou dente, que o iPhone X trouxe. Nele estaria acomodando a câmera frontal e possível sensores faciais para desbloqueio da tela. Pelo menos a solução da Motorola é colocar uma faixa preta por trás das notificações, disfarçando a existência do dente.

Conforme o banner, há um tal de “Moto Smar Ai”. Esse novo sistema de inteligência artificial deve ser o responsável por administrar o reconhecimento facial. Notem que não um leitor de impressões digitais no aparelho, mostrando que a Motorola deve estar apostando suas fichas no reconhecimento facial.

 

Há ainda uma espécie de barra de rolagem ou botão virtual abaixo do doc de aplicativos. Ele também pode estar ligado a inteligência artificial presente no aparelho.

Moto Z3 Play

Por último temos o Moto Z3 Play, que chegaria como o intermediário premium da Motorola e compatível com os Moto Snaps. Assim como o Moto X5, ele adota o padrão sem bordas, e parece que também usará reconhecimento facial como modo de desbloqueio, afinal não sinais de um leitor de impressões digitais. Uma segunda opção seria um leitor por debaixo da tela, já que a Vivo já apresentou a tecnologia na CES.

O Z3 Pay provavelmente teria um processador Snapdragon 660. Sua tela seria de 6 polegadas com aspecto 18:9 e resolução full HD+. Vale notar que mesmo aumentando a tela, o fato de reduzir as bordas laterais e superiores, além do novo aspecto 18:9, daria perfeitamente para manter o tamanho do Z2 Play e, consequentemente, a compatibilidade com os Moto Snaps atuais.

Leiam também:  Conheçam acessórios que turbinam seu smartphone

Como de praxe, deve ter também uma versão mais potente do Moto Z3 play, talvez um Moto Z3 Force. Esse teria a mesma tela, porém com maior resolução e processador Snapdragon 845.

Moto Mod 5G

O Moto Z3 chegaria ao mercado trazendo consigo outro importante lançamento para a linha de Moto Mods; trata-se de um módulo capaz de conectar-se à redes 5g.

Levando em consideração a quantidade de vazamentos, é quase certo afirmar que conheceremos esses dispositivos (e talvez muito mais) durante a MWC 2018.

Fonte: Slashleaks, com informações do Tudocelular

materia completa
Android, Samsung

Galaxy S9 e S9+ chegam dia 26 de Fevereiro. Fonte é segura.

A Samsung ja havia confirmado que provavelment o Galaxy S9 e S9+ seriam lançados na MWC 2018 que acontece em Barcelona em…

A Samsung ja havia confirmado que provavelment o Galaxy S9 e S9+ seriam lançados na MWC 2018 que acontece em Barcelona em Fevereiro. De acordo com Evan Blass, famoso por vazar informações no Twitter, de fato os novos tops de linha da Samsung chegam mês que vem.

Leiam também: Review do Galaxy S8

De acordo com o Twitter de Evan Blass, o Galaxy S9 e Galaxy S9+ serão apresentados dia 26 de Fevereiro. Depois, a partir do dia 16 de Março, começará a distribuição global dos aparelhos. As pré-orders começarão antes, no dia primeiro de Março. Vale lembrar que no ano passado, em 2017, o Galaxy S8 atrasou um mês em relação aos anos anteriores.

A Samsung irá usar seu recém lançado chipset Exynos 9810 no Galaxy S9. Além disso, a versão americana, como sempre acontece, deverá vir com o Snapdragon 845. Não haverá alteração na relação de aspecto 18.5:9 do Infinity Display. Outra coisa que, para a felicidade de muitos, é que o conector P2 para fones de ouvido 3,5 mm continua firme e forte. Além disso é certeza que a Samsung finalmente vai abrir mão de colocar o sensor ao lado da câmera, será abaixo como em outros fabricantes. Abaixo uma foto com a suposta caixa do aparelho que vazou.

galaxy s9 caixa

A respeito das câmeras, o Galaxy S9 terá apenas um sensor. Já o Galaxy S9 Plus virá com um sensor duplo. O sensor principal será um de 12 MP como os anteriores. A novidade fica por conta da abertura que será variável entre f/1.5 e f/2.4.

Leiam também:  Pinterest ajuda a planejar 2015

galaxy s9 galaxy s9 plus

Isso é uma novidade já apresentada pela Samsung, assim diz o Ars Technica. A Samsung já fez um sensor semelhante em um aparelho chamado W2018. No que isso ajuda? Em condições de pouca iluminação, ele usa a abertura f/1,5 para capturar o máximo possível de luz; em cenas mais brilhantes, ele usa a abertura f/2,4 para uma profundidade de campo maior. Atualmente, com a abertura f/1,6 fixa, o Galaxy S8 costuma estourar na luz em ambientes muito iluminados, já que entra muita luz no sensor pois é bem aberto.

Como você pode ver no GIF abaixo, um conjunto de lâminas de abertura abre e fecha à medida que os níveis de luz mudam, semelhante a uma câmera DSLR:

Ao que parece, o Galaxy S9 Plus terá uma qualidade ainda melhor que o Galaxy Note 8, um dos melhores no mundo atualmente.

Com informações: Tecnoblog, Twitter

materia completa
Android, Motorola

Moto X4 depois do Android 8.0 Oreo? Como ficaram a câmera e o armazenamento?

Semana retrasada o Moto X4 ganhou uma esperada atualização para o Android 8.0 Oreo, mas será que melhorou? E sua…

Semana retrasada o Moto X4 ganhou uma esperada atualização para o Android 8.0 Oreo, mas será que melhorou? E sua câmera frontal e armazenamento interno, foram corrigidos os “problemas”? Saiba  no vídeo acima.

Vale notar que a câmera frontal do Moto X4 desde o começou recebeu criticas por conta do foco. Segundo a Motorola, o foco fixo da mesma é de 40 cm, ou seja, menos que isso o resultado não é bom. Porém, 40 cm é pouco, muita gente prefere selfies em uma distância menor do que isso. Sendo assim, a questão do foco não foi mexida, por outro lado, o que me pareceu é que a qualidade em si melhorou. Com a diminuição de ruídos nas fotos, a impressão é que o foco melhora. Ponto para a Motorola.

Já a questão do armazenamento houve sim melhoras. A Motorola conseguiu otimizar mais o sistema diminuindo o seu tamanho de 8 para 6 GB. Como o aparelho utiliza o Seemless update (detalhes aqui), que consiste em clonar a partição, o espaço usado diminuiu de 16 GB para 12 GB. Assim o aparelho ganhou 4 GB de espaço interno.

No geral o sistema ficou mais rápido e fluído. A bateria continuou com o mesmo desempenho, assim como também a câmera traseira.

Alguém tem um Moto X4? O que estão achando dele depois da atualização para o Android 8.0 Oreo?

Leiam também:  Conheçam acessórios que turbinam seu smartphone
materia completa