Você foi mais uma vitima do extremamente viciante jogo Flappy Bird? Muita gente ficou triste quando o jogo foi retirado da App Store pelo seu criador. Mas não se desespere, Dong Nguyen que é o vietnamita por trás do viciante Flappy Bird, anunciou hoje o lançamento do seu novo jogo: Swing Copters. O jogo segue a tendência do anterior, visualmente feio mas viciante. Ele é baseado em um personagem com “chapéu de hélice”, a jogabilidade desafia os gamers a passarem por diversos obstáculos mortais. Ele pode ser baixado para dispositivos Android (baixe aqui) e iOS (baixe aqui).

swing-copters-2-e1408625974108

No novo game, o jogador ainda precisa dar toques rápidos na tela desviar dos obstáculos. A diferença aqui é que o personagem, um homem com hélices de helicóptero na cabeça, voa na vertical, e não na horizontal, como em “Flappy Bird”. Como era esperado, “Swing Copters” é muito difícil e consegue até superar o nível de desafio do seu antecessor. Dominar o balanço do personagem leva mais tempo que antes, mas o jogo deve agradar os fãs de “Flappy Bird” e se tornar tão viciante quanto.

Resumindo: Podemos dizer que se trata de mais um jogo quase impossível mas que vai garantir algumas horas de tentativas por parte dos usuários.

Dicas de como se dar bem no Swing Copters

O pessoal do site iAppAnalysis já tratou de postar alguns “segredos” para você não ficar nervoso e tacar o celular na parede. O principal segredo é dominar os controles. Procure entender a velocidade e a curvatura do personagem e faça com que ele movimente-se apenas no centro das barreiras, nessa chamada “região segura”. Segundo o site, isso pode levar até 3 horas para ser dominado.

Para isso, preste atenção no primeiro toque na tela, que faz o boneco levantar voo: a inclinação para a direita precisa ser a menor possível para que ele entre rapidamente na zona central da tela para ultrapassar a barreira com estabilidade.

Outro problema é quando a abertura está no outro lado do display: procure olhar sempre para o próximo obstáculo e ajuste o personagem no canto correto da fase.

Sem comentários

Deixe uma resposta