Real Time Analytics
Nokia

Steel HR da Nokia combina relógio analógico com medidor de frequência

A empresa WiThings, empresa da Nokia e especialista na área fitness revelou um novo smartwatch na IFA 2016 chamado Steel HR. Se trata de um relógio analógico, sim aqueles “antigos” com ponteiros de verdade, mas que conta com uma tela que faz monitoramento da frequência cardíaca e outras coisas já conhecidas em smartwatches.

Em junho, a Nokia completou a aquisição da WiThings pleo valor de €170.000.000. O relógio Withings Steel HR – ou seria um smartwatch? –  é o primeiro fruto da aquisição, e sinceramente estou impressionado. Embora ache legal os smartwatches, ainda prefiro relógios de vedade e não simulados em uma tela.

Nokia stell HR 2

A solução perfeita seria a junção dos dois mundos. Algumas empresas já fizeram isso. Eu já tive a oportunidade de experimentar um reslógio da Cogito, que é um relógios comum que se conecta via Bluetooth ao celular e emite notificações, é o começo do que gostaria. Mas agora, a Nokia com a WiThings avnçou e trás funções de smartwatch em um relógio de verdade. Inclusive com sensor de batimento cardíaco.

Cédric Hutchings, vice-presidente de Saúde Digital da Nokia, disse: “Se você é um atleta ou simplesmente está tentando perder alguns quilinhos e obter um melhor controle sobre sua saúde, sabendo o seu ritmo cardíaco irá ajudá-lo a compreender melhor sua saúde e alcançar seus objetivos fitness. Com a riqueza de idéias que ele oferece e a duração da bateria estendida para um relógio de saúde, o Stell HR verdadeiramente é o primeiro de seu tipo “. Eu concordo com ele.

Com a riqueza de idéias que ele oferece e a duração da bateria estendida para um relógio de saúde, o Stell HR verdadeiramente é o primeiro de seu tipo.”

Então o que exatamente faz com que o Stell HR da WiThings seja tão diferente?

Leiam também:  Nokia lançando produto? Só se for amanhã!

1. Steel HR – Projeto

Ao primeiro olhar, o steel HR parece apenas como um relógio analógico, com um design elegante francês, caixa de aço inoxidável com pulseiras de silicone feita para a prática de esportes.

Além do mostrador principal, que é feito de ponteiros de aço, o Steel HR inclui mostradores digitais que mostram o tempo, e outro que vai acompanhar o seu progresso em direção a um objetivo, todo controlado pelo celular. Além disso, a tela mostra dados de saúde e notificações do smartphone. Você pode escolher as informações que deseja exibir aqui, incluindo opções como calorias queimadas, passos diários, distância, duração do sono, textos, e-mails, chamadas ou eventos.

2. A duração da bateria

A duração da bateria dos smartwatch é outro ponto que sempre me deixou afastados dele. Ter que tirar o relógio para carregar com certa frequência, para mim descaracteriza o uso de um relógio, afinal, embora seja mais moderno no fundo o maior uso de um smartwatch será o de relógio.

O Stell HR da WiThings tem uma bateria recarregável que, teoricamente, dura incríveis 25 dias. Algo bem próximo das pulseiras fitness que temos no mercado. Mas não para ai, depois dos 25 dias, o monitoramento de frequência é desligado e o relógio vai para um modo de economia. Este modo de baixa energia dá-lhe um adicional de 20 dias de duração da bateria: você perde de rastreamento de frequência cardíaca, mas você ainda será capaz de manter um guia sobre suas atividades básicas.

3. Medidor Cardíaco

Aqui a característica principal: seu medidor de frequência cardíaca. Esta é uma característica cada vez mais solicitados na esfera dos chamados wearables trackers, já é algo quase que essencial.

Leiam também:  Nokia 8 chega dia 16 de Agosto ao mundo

Nokia stell HR 3

O steel HR faz o acompanhamento da frequência cardíaca através de uma tecnologia chamada fotopletismografia (PPG), que monitora a freqüência cardíaca usando LEDs de luz verde que detectam a variação do nível de sangue em seu pulso.

Basta apertar um botão no relógio para iniciar uma sessão de frequência cardíaca contínua. Mas o acompanhamento da frequência cardíaca também vai começar quando você começar a correr . Depois de ter concluído o seu treino, você pode visualizar métricas como frequência cardíaca máxima e calorias queimadas.

Finalmente, o Steel HR também monitora automaticamente o seu pulso durante o sono para fornecer uma freqüência cardíaca de repouso, para que possa acompanhar como anda a qualidade do seu sono.

Vocês concordam que o Steel HR está há um passo a frente da concorrência?

Comentários
  • E nem foi comentado que talvez a Nokia apresente seu smartphone ainda na IFA, se ela fizer isso será um retorno em tanto da maior fabricante de smartphones da história. Deu até saudades do meu N95…

    • Não viaja não cara. A Nokia já morreu, tanto Apple como Samsung e até chineses como a Xiaomi já venderam mais que a Nokia em toda a sua história. Quem vive de passado é museu…

      Mas, falando da matéria, concordo com o André, até hoje não vi uma utilidade para esses smartwatches. Os da Samsung, por exemplo, com o mesmo preço você compra um relógio Suiço de marca como um TAG de entrada. E não dá para comparar eles né.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Android, Nokia

Nokia 8 é avaliado pelo DxOMark: decepção

O pessoal do DxOMark, especialista em testes de câmeras e smartphones finalmente testou o Nokia 8. O resultado não é…

O pessoal do DxOMark, especialista em testes de câmeras e smartphones finalmente testou o Nokia 8. O resultado não é bem aquilo que esperámos. E podemos afirmar, a nova Nokia não é mais a mesma Nokia. Vejam abaixo um resumo de como o Nokia 8 se saiu.

Antes de tudo, vale lembrar que o Nokia 8 é atualmente o aparelho mais caro, o carro chefe da Nokia, que agora pertence a HMD Global. Em outros aspectos, como hardware e desempenho os reviews são todos positivos. Só para relembrar, o Nokia 8 possui um processador Snapdragon 835, versões com até 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno e um acabamento extremamente bonito e bem feito, bem ao estilo Nokia.

No quesito câmera, ele possui duas câmeras traseiras: chamadas pela nokia de “Dual Sight”, ambas possuem 13 MP de resolução e abertura f/2.0, além de lentes fabricadas pela gigante Carl Zeiss. No papel parece lembrar os antigos Nokias da linha PureView, mas só no papel.

De acordo com a análise do DxOMark, “a câmera da Nokia é capaz de produzir boas imagens em algumas situações, ganhando uma média de 72 nos pontos de Fotografia.” Essa é uma potuação bem mediana, ficando atrás de smartphones antigos como o Galaxy S6 Edge. O resultado durante o dia são bons.

foto nokia 8 dia
Foto do Nokia 8 durante o dia – DxOMark

De acordo com o site, “geralmente as imagens mostram boa exposição e o Nokia lutou para capturar uma foto usável em nosso teste de cena mais escuro 1 Lux. O alcance dinâmico é bom também, mas apenas quando o Auto HDR está ligado.”

Mas o mediano fica pior quando o assunto são imagens com pouca luz. Diferente dos principais modelos Nokia com Windows Phone, onde o o grande destaque era dado as fotos em baixa iluminação graças a tecnologias como o PureView, a Nokia da HMD Global não investiu em trazer câmeras boas com baixa luminosidade.

Leiam também:  Nokia diz estar mais viva do que nunca!
foto nokia 8 escuro
Foto do Nokia 8 baixa luminosidade – DxOMark

“Em termos de textura e ruído (em fotos de baixa luminosidade no caso), o Nokia 8 possui atrasos notáveis em comparação a outros celulares flagships,” aponta o DxOMark, que continua dizendo que as texturas são muito enevoadas, perdendo uma série de detalhes importantes, há muito ruído nas fotografias, inconsistências de cores com alguns tons mudando entre as capturas da mesma cena.

Pelo menos na hora de focar ele se sai bem. Contando com três tecnologias para focar (detecção de contraste, detecção por fase e detecção a laser), o Nokia 8 conseguiu produzir fotos com detalhes precisos no loca da focagem. Eles ainda completam que a exposição e a cor são “decentes” quando a imagem é capturada com o flash LED, mas é possível ver o efeito de olho vermelho em algumas fotos de retrato.

foto nokia 8 zoom
Foto do Nokia 8 tirada com zoom – DxOMark

No novo padrão de avaliação do DxOMark está a qualidade em Zoom. Isso veio com as câmeras duplas que contam com lentes telefotos, que contam com zoom fisíco. Como não é o caso do Nokia 8, que não possui uma lente telefoto, o resultado das fotos com Zoom, que no caso são digitais, foram decepcionantes. É possível notar granulações excessivas, detalhes estranhos e bordas com muitos ruídos.

O modo retrato do Nokia 8 também não foi satisfatório. Como é via software – novamente devido a não ter uma lente telefoto – o resultado foi mediano. Embora ele até consiga isolar o objeto da frente, a erros como em volta dos dedos, como dá para notar na foto abaixo.

foto nokia 8 retrato
Foto tirada com o modo retrato – DxOMark

E se você se pergunta sobre a gravação de vídeos, o resultado foi ainda pior. Foram 62 pontos dados ao Nokia 8, “tornando os vídeos nas maiorias das condições muito inutilizáveis […] a estabilização do sistema realiza uma performance muito similar ao nível do Galaxy S6 Edge, um aparelho que agora já possui quase três anos de idade.”

Leiam também:  Nokia 6 chega aos EUA. Brasil ainda espera o lançamento

Podemos notar que claramente o Nokia 8 nem de longe lembra a qualidade dos tops de linha da Nokia original, levando em conta a data obviamente. A HMD Global está apenas começando, é o segundo ano da empresa. Esperámos que ele esteja desenvolvendo novas câmeras e possa voltar a, pelo menos, lembrar a saudos e amada Nokia. O que vocês acharam dos resultados?

Via DxOMark

materia completa
Android, Nokia

Nokia 6 (2018 )terá Snapdragon 630 e chega nessa Sexta 5/1

Mais um intermediário da Nokia está a caminho. O Nokia 6 deve chegar nessa Sexta (5/1/2017). Sites já estão recebendo o…

Mais um intermediário da Nokia está a caminho. O Nokia 6 deve chegar nessa Sexta (5/1/2017). Sites já estão recebendo o convite. Se trata de mais um intermediário da nova Nokia que vem equipado com o processador Snapdragon 630.

Leiam também – Esse pode ser o Nokia 9, com tela curva e 2 câmeras frontais

A HMD Global (dona da marca Nokia) lançará o Nokia 6 (2018) com o Snapdragon 630, com CPU octa-core e GPU Adreno 508. Isso tornaria o segundo telefone da HMD com esse chipset, seguindo o Nokia 7, apresentado em outubro de 2017. Ele é uma atualização do Nokia 6 lançado no ano passado.

O novo smartphone que carrega a marca Nokia, terá uma tela de 5,5 “com resolução FullHD, o que significa que não receberá uma exibição 18:9, que é o que está na moda atualmente.

A memória RAM será de 4 GB com duas opções para armazenamento interno; 32 GB ou 64 GB. A lista também revela um slot híbrido dual SIM para cartão microSD com até 128 GB de memória.

As câmeras traseiras e frontais permanecerão as mesmas do Nokia 6; 16 MP anterior nas costas e 8 MP na frente. O scanner de impressões digitais se move na parte de trás, logo abaixo das lentes da câmera.

O Nokia 6 (2018) será oferecido nas cores branca, azul e preto. A chegada no TENAA (a ANATEL chinesa) significa que o lançamento oficial está próximo, então devemos saber mais sobre seus preços e disponibilidade em breve, mais especificamente nessa Sexta-Feira.

Leiam também:  Nokia lança Lumia 530 Dual SIM por 399 Reais
materia completa
Android, Nokia

Esse pode ser o Nokia 9: tela curva e 2 câmeras frontais

A Nokia vem lançados bons aparelhos até agora, pelo menos é que os reviews dizem. Mas ainda falta um verdadeiro high-end….

A Nokia vem lançados bons aparelhos até agora, pelo menos é que os reviews dizem. Mas ainda falta um verdadeiro high-end. O prometido Nokia 9 seria o dono desse posto. Mais um rumor dele surgiu, dessa vez mostrando seu suposto visual com bordas pequenas e duas câmeras.

Se a imagem acima estiver de acordo com a realidade, Nokia 9 terá uma tela de bordas mínimas e duas câmeras frontais para selfies e chamadas em vídeo. Reparem que as bordas tem uma curvatura acentuada, será uma tela “infinita” igual do Galaxy S8?

nokia 9 frente

A HMD Global, atual dona da marca Nokia, já havia anteriormente manisfetado indícios de apostar em uma tela curva. O Nokia 9 seria o primeiro a integrar a tecnologia. De quaquer modo, as fotos parecem de acordo com o restante da linha, dando um pouco de esperança que realmente ele venha a ser assim. Mas, enquanto isso no Brasil, nada da Nokia trazer aparelhos, mesmo que já tenha prometido isso.

Abaixo uma suposta ficha de especificações do Nokia 9.

  • Tela OLED de 5,5 polegadas
  • Resolução Quad HD (2560 x 1440 pixels)
  • 6 GB ou 8 GB de RAM
  • 64 GB ou 128 GB de memória para o armazenamento interno
  • Chipset Qualcomm Snapdragon 835
  • Processador de quatro núcleos Kryo 380 rodando em até 2,45 GHz
  • Qualcomm Adreno 540 como placa gráfica
  • Câmera principal dupla de 13 MP + 13 MP, com lentes Carl Zeiss
  • Certificação IP para assegurar proteção contra água e poeira
  • Android Oreo como sistema operacional

Leiam também:  Nokia 6 chega aos EUA. Brasil ainda espera o lançamento
materia completa
Android, Nokia

Esse é o novo Nokia 2 custando R$ 380

A Nokia anunciou mais um smartphone hoje, mas nada de um novo super flagship: é o Nokia 2. Se trata…

A Nokia anunciou mais um smartphone hoje, mas nada de um novo super flagship: é o Nokia 2. Se trata de um smartphone extremamente simples que nos faz voltar, pelo menos, uns 5 anos no passado em alguns aspectos. Confiram abaixo.

Leiam também – Conheçam o Nokia 7, novo intermediário premium da finlandesa

O Nokia 2 conta com o chipset Qualcomm Snapdragon 212 Mobile e apenas 1 GB de RAM. Provavelmente esse é o processador mais fraco da Qualcomm em produção. De resto, o dispositivo se assemelha aos demais telefones da linha, sendo construído em plástico na parte traseira e com aros de alumínio série 600.

nokia 2

Como um legitimo aparelho de entrada, o Nokia 2 é super básico e deve ter o uso bem limitado. Nele não absolutamente nada de inovador nem em hardware e design. A tela de 5 polegadas é competente mais possui bordas consideráveis. Mas vamos ao que interessa: o preço. O Nokia 2 chegará às prateleiras na Europa e Ásia em meados de novembro por um preço inicial de US$ 115, algo em torno de R$ 380 convertidos sem contar os impostos. Simples sim, mas proporcionalmente barato.

Especificações técnicas do Nokia 2

  • Tela IPS LCD de 5,0 polegadas
  • Resolução HD (1280 x 720 pixels), 296 pixels por polegada
  • 1 GB de RAM (LPDDR3)
  • 8 GB de memória para o armazenamento interno
  • Entrada para cartão microSD de até 128 GB
  • Chipset Qualcomm Snapdragon 212
  • Processador de quatro núcleos ARM Cortex A7 rodando em até 1,3 GHz
  • Qualcomm Adreno 304 como placa gráfica
  • Câmera principal de 8 MP com foco automático e LED para o flash
  • Câmera frontal de 5 MP
  • Certificação IP52 contra respingos d’água
  • Entradas microUSB e P2 (3,5 milímetros), com rádio FM
  • Dual SIM / 4G VoLTE / WiFi 802.11 b/g/n / Bluetooth 4.1 / GPS / GLONASS
  • Dimensões de 143.5 x 71.3 x 9.30 milímetros
  • Bateria de 4.100 mAh
  • Android 7.1 Nougat como sistema operacional
Leiam também:  Nokia e Blackberry: Renascimento das cinzas?

Nada foi falado sobre a sua chegada no Brasil. Um detalhe interessante para fechar, é o fato que por mais simples que seja a Nokia garantiu que ele será atualizado para o Android 8 Oreo, assim como o resto da familia de smartphones da “nova” marca.

materia completa