quantum Müv

A empresa brasileira Quantum deita por funcionários da Positivo, que fez fama no ano passado com o smartphone Quantum Go!, anunciou ontem (13) o Müv, segunda linha de smartphones da marca. Assim como o Quantum Go, os novos aparelhos apostam numa faixa de preço mais acessível que começa a partir de 799 reais na pré-venda na semana que vem.

A Quantum está mirando no mercado de intermediários, embora talvez falte um pouco de hardware para isso. Teoricamente, os concorrentes seriam aparelhos da Lenovo como o Moto G4, Vibe K5 e o Vibe A7010, além do Galaxy J7 da Samsung. Porém, o Müv Pro custa menos que todos.

Quantum Müv Pro

Por 949 reais, ele traz processador octa-core Mediatek MT6753, 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento (com direito a uma entrada para microSD), tela HD de 5,5 polegadas e conexão 4G. Para aguentar tudo isso, a Quantum colocou uma bateria de 2.800 mAh.

Quanto ao design, achei bem interessante que a Quantum resolveu manter no Müv uma das marcas registradas no Quantum Go que são os raios de luz em formato concêntrico na traseira. Além disso eles serão vendidos nas cores azul, dourado e rosa. Mas caso o cliente enjoe, a própria Quantum venderá capinhas do Müv em diferentes acabamentos, como couro ou até um visual que imita metal escovado. Outro detalhe é que eles são bastante finos com apenas 8,5 mm.

quantum Müv

Embora muito elogiado, o Quantum Go sofreu criticas em relação as suas câmeras. Mas a Quantum promete melhorias na câmera do Müv Pro. Ele conta com um sensor de 16 megapixels com lentes que contam com f/2,2 de abertura e foco por detecção de fase. Para os amantes de selfies, a câmera frontal é de 8 megapixels e traz o famoso truque de software que utiliza a tela como “flash” frontal para permitir selfies mesmo com iluminação ruim.

Quantum Müv Pro

Por 949 reais, ele traz processador octa-core Mediatek MT6753, 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento (com direito a uma entrada para microSD), tela HD de 5,5 polegadas e conexão 4G. Para aguentar tudo isso, a Quantum colocou uma bateria de 2.800 mAh.

Quanto ao design, achei bem interessante que a Quantum resolveu manter no Müv uma das marcas registradas no Quantum Go que são os raios de luz em formato concêntrico na traseira. Além disso eles serão vendidos nas cores azul, dourado e rosa. Mas caso o cliente enjoe, a própria Quantum venderá capinhas do Müv em diferentes acabamentos, como couro ou até um visual que imita metal escovado. Outro detalhe é que eles são bastante finos com apenas 8,5 mm.

Embora muito elogiado, o Quantum Go sofreu criticas em relação as suas câmeras. Mas a Quantum promete melhorias na câmera do Müv Pro. Ele conta com um sensor de 16 megapixels com lentes que contam com f/2,2 de abertura e foco por detecção de fase. Para os amantes de selfies, a câmera frontal é de 8 megapixels e traz o famoso truque de software que utiliza a tela como “flash” frontal para permitir selfies mesmo com iluminação ruim.

Quantum Müv “normal”

A versão comum e mais barata do Müv tem um processador inferior, no caso um quad-core MediaTek MT6735 e apenas 1 GB de RAM. Outra coisa é o sensor da câmera traseira que é de 13 MP. O resto continua a mesma coisa, inclusive a mesma tela de 5,5 polegadas HD. Já o preço é de 799. Eu, particularmente, não acho bom negócio economizar 150 Reais em prol de 1GB de RAM a menos e processamento cortado pela metade.

Ambos rodam de fábrica o Android 6.0 Marshmallow. Se você se interessou, a pré-venda deles começa na próxima segunda (18) no site da Quantum. Provavelmente em breve ele chega em lojas e até em quiosques de shoppings, assim como aconteceu com o Quantum Go.

Sem comentários

Deixe uma resposta