Aparelhos que tenham suporte a redes LTE e tenham processador quad-core só existe um no mundo. O Galaxy S III, por exemplo, possui uma versão quad-core sem LTE, como o vendido no Brasil, e outra com LTE mas sem ser quad-core como nos EUA. Esqueci, o único que tem ambos é o Galaxy S III coreano, mas ele utiliza um chip separado para o LTE e é mais gordinho. O motivo disso é que ainda não existe um processador quad-core com suporte ao 4G LTE. Quer dizer: o processador existe, só não existe smartphone com ele.

Surgiu um rumor que a LG lançará um novo smartphone na IFA chamado Optimus G. Embora não confirmado, ele talvez venha com um processador Quad-core Krait Pro da Qualcomm. Isso pode acontecer já que a Qualcomm e a LG já confirmarm que estão em parceria desenvolvendo um novo smartphone utilizando esse processador.

O processador Snapdragon S4 Pro já apareceu em noticias humilhando os concorrentes Tegra 3 que é utilizado no HTC One X e também no Exynos 4412 do Galaxy S III. Mas o grande diferencial desse chip é que ele tem suporte nativo para a conexão LTE. Sendo assim ele acaba com a “gambiarra” que a Samsung teve de fazer ao colocar um chip separado para o LTE como fez no Galaxy S III.

s4_vs_todos

Mas como no Brasil a faixa que será utilizada para o 4G é 2.5 nenhum desses modelos funcionará por aqui. Já que tantos aparelhos europeus como americanos utilizam faixas diferentes.

Só por curiosidade, além dos interesses políticos/ financeiros das operadoras em construir do 0 a infra para a frequência escolhida, nem se o governo quisesse poderia utilizar a mesma faixa 4G da Europa e EUA já que a mesma é utilizada atualmente, acreditem, pela nossa querida TV analógica.

1 Comentário

Deixe uma resposta