A Qualcomm, líder no segmento de processadores mobiles, fez duras criticas ao processador Apple A7 feito pela Samsung e que equipa o novo iPhone 5S. O VP e diretor de marketing da empresa, Anand Chandrasekher, disse que a arquitetura de 64 bits do A7  é uma “jogada de marketing”.

big“Eu acho que eles estão fazendo uma jogada de marketing. Não há benefício nenhum ao consumidor um processador de 64 bits”, afirma Chandrasekher. Ele apenas reconhece que um processador de 64 bits possibilita que um smartphone utilize mais de 4GB de memória RAM, que no caso do IPhone 5S não é relevante pois ele não chega nem perto disso.

Como resultado, os consumidores obtêm “benefício zero” a partir do chip A7 de 64 bits. Por outro lado, ele enfatizou que isso vai exigir que os desenvolvedores de sistemas operacionais se preparem para essa nova era, afinal em algum ponto do futuro os 64 bits serão realmente úteis. Truque ou não, o chip da Apple A7 provou em vários testes de benchmarks de sites gringos que ele é sim potente e mostrou excelentes resultados, porém não dá para saber em até que ponto os 64 bits influenciaram nisso.

O executivo também revelou que a Qualcomm está trabalhando para lançar também um processador de 64 bits móvel, ele diz que faz sentido a partir de “ponto de vista da eficiência da engenharia.” Ele não especificou um prazo exato de quando esses chips entrarão no mercado.

Chips com 64 bits serão úteis logo logo em smartphones com Android. A corrida para ver quem faz o smartphone mais poderoso das Galaxias está a todo vapor. A era de 3GB de memória RAM já chegou com o Galaxy Note 3, isso significa que no ano que vem provavelmente já teremos aparelhos com mais de 4GB de RAM, ai os 64 bits irão servir para alguma coisa, se o que a Qualcomm diz for realmente verdadeiro.

 

4 Comentários

  1. Acho que o trunfo do iPhone 5S está na arquitetura ARMv8. Mas tem que lembrar que o Xperia Z ultra fica a frente do iPhone.

Deixe uma resposta