Em abril de 2010, a antiga RIM, agora chamada simplesmente de BlackBerry, adquiriu o QNX, um tipo de UNIX voltado para sistemas embarcados de processos altamente críticos como controle de voo, usinas nucleares, equipamentos médicos, etc., com mais de 20 anos no mercado de RTOS (Real-Time Operating System).

Logo surgiu o PlayBook, o primeiro aparelho a adotar o BBX, o novo e renovado QNX!

Já no PlayBook era possível rodar aplicações desenvolvidas para Android, graças a compatibilidade binária entre UNIX e Linux (QNX e Android, respectivamente).

Com o recente lançamento dos novos aparelhos BlackBerry Z10 e Q10, rodando BlackBerry 10 (antigo BBX), essa facilidade de rodar apps Android foi levada ao extremo: milhares de aplicativos foram portados em eventos que a BackBerry promoveu para desenvolvedores. Isso fez com que a loja de apps BlackBerry World fosse “lançada” com mais de 70 mil aplicativos.

blackberry-z10-smartphone-white-black
Novo Blackberry Z10

Assim como aconteceu com os fantásticos Nokia N900 e N9, baseados em Linux (Maemo e MeeGo, respectivamente), onde era possível rodar aplicativos de outras plataformas, como por exemplo jogos do HP/Palm webOS (baseado em Linux também), ou mesmo o Android (que é baseado em… Linux!) em dual boot, será bem possível que em breve tenhamos as mais novas versões do Android rodando no Z10 e Q10, lado a lado com o BlackBerry 10.

É só ficar de olho no XDA.

2 Comentários

  1. Me parece ser um OS muito promissor, estou gostando……tomara que chegue por aqui em março a preços civilizados.

Deixe uma resposta