Agora é oficial, o Google postou em seu site oficial a lista com especificações técnicas do seu super óculos Google Glass. De acordo com o site ele terá a incrível resolução de 640 x 360 pixels. Parece pouco para quem está acostumado com celulares, mas segundo o Google essa resolução equivale a uma tela de 25 polegadas à uma distãncia de 2,5 m. Além disso possui uma câmera de 5 MP que grava vídeos em HD 720p. Mas o que mais me chamou a atenção foi que o sistema de áudio dele é conduzido através dos ossos do usuário!

google-glass-curly

Para completar suas configurações, o Google Glass possui memória flash de 16 GB e sincronização com Google Cloud. Uma das maiores preocupações sem dúvida é a bateria. O Google garante que ela deva durar cerca de 1 dia de uso normal. O Google Glass terá um conector micro USB, suporte a Wi-Fi 802.11 b/g e Bluetooth. Através de um app chamado MyGlass, os óculos serão capazes de se conectar com qualquer celular Android 4.0.3 ou superior, para habilitar o suporte a GPS e SMS.

O Google também criou algumas regras para a criação de aplicativos para serem usados com o Google Glass. Os apps que na realidade são Webapps usam HTML e JSON para a exibição de tudo: textos, imagens, vídeos e mais. Obivamente como estamos falando de Webapps, o usuário precisará estar conectado na internet para utilizá-lo, seja através do WiFi ou 3G em ancoragem com seu smartphone.

A API já estreia com um guia de design para os apps, que traz quatro diretrizes:

  • crie para o Glass: este é um gadget diferente, então é preciso repensar seu app para colocá-lo no Glass, além de testá-lo direto no aparelho;
  • não atrapalhe o usuário: basicamente, não emita notificações em excesso e nem chamativas demais;
  • esteja atualizado: traga sempre a informação mais recente ao seu app;
  • evite o inesperado: deixe claro para o usuário o que seu app faz, e peça permissão explícita antes de fazê-lo.

O Google também quer evitar fragmentação visual entre os appas, para isso criou um padrão de modelos de interface. Você pode conferir aqui alguns desses modelos que foram inspirados nos cartões do Google Now. Esse padrão é semelhante ao que a Microsoft fez com o Windows Phone.

Via Gizmodo

5 Comentários

Deixe uma resposta