Lumia 820
Lumia 820

A Nokia realizou hoje o evento Developer day 2012. Embora o evento fosse focado para desenvolvedores a empresa deu várias informações sobre seus recentes lançamentos Lumia 820 e Lumia 920 além de outras notícias relevantes sobre o mundo mobile. Além de executivos da Nokia, estava presente o ministro das comunicações Paulo Bernardo, que falou a respeito dos avanços tecnológicos brasileiros no campo das telecomunicações.

Dentre alguns assuntos abordados pelo ministro, dá para destacar a medida da ANATEL que irá bloquear aparelhos chineses / falsificados em território nacional. Porém a grande dúvida é que aparelhos importados originais comprados fora do Brasil não poderão ser usados por aqui, isso no caso de modelos não homologados. Isso deve gerar com certeza muita confusão no futuro.

O Lumia 920 e 820 tiveram o sistema Windows Phone  totalmente adaptado para o português. Por exemplo, uma das principais funções chamada originalmente “Kid corner” agora é chamado de “Espaço das crianças”. Nele você pode colocar uma senha do aparelho para que as crianças só utilizam aquilo que você escolhe, é uma espécie de usuário convidado que existe no PC.

Lumia 920 com carregador sem fio

Quanto a data de lançamento é só no começo do ano que vem mesmo. Segundo Almir Luiz Narcizo, presidente da Nokia do Brasil, as máquinas que irão montar o Lumia 820 bem como o treinamento já começaram na fábrica de Manaus. Outro questionamento foi sobre o preço de ambos, ele afirmou que não podia falar quais eram. Por outro lado ele disse que será uma surpresa agradável o preço dos Lumias.

Lumia 820

Outra novidade nesses aparelhos é o fato que ambos tem suporte a redes 4G do Brasil, eles mesmo citaram o mal exemplo do iPhone 5 que não tem uma versão especifica para nós. Foi destacado que o governo vem pressionando muito as operadoras para colocarem o 4G pelo menos nas cidades sedes da copa, e não em cidades testes com apresentado recentemente pela Claro.

Como o evento foi para desenvolvedores ele frisaram que o Brasil é o país que mais vende aplicativos para Nokia no mundo todo! “A Nokia nunca viveu um momento tão rico em sua relação com desenvolvedores como agora”, afirma Almir Luiz Narcizo, presidente da Nokia do Brasil. “O ecossistema Windows Phone segue aumentando rapidamente, enquanto os esforços com o S40 são promissores”, diz.

Nesse quesito a Nokia, em parceria com o governo federal, comentou sobre seus programas de apoio a desenvolvedores. Um deles é chamado “mLab Brasil”. A Nokia irá montar um laboratório, que ficará no Inatel (Instituto Nacional de Telecomunicações), em Santa Rita do Sapucaí (MG), lá ela irá oferecerá treinamentos e cursos para interessados em desenvolver para as plataformas utilizadas pela Nokia, além de funcionar como uma incubadora para pequenas e médias empresas do setor. O projeto tem previsão de início para o começo de 2013.

“A Nokia, mais uma vez, mostra seu compromisso com o Brasil, onde atua há 15 anos. O mLab Brasil junta-se a outros projetos da empresa no País com fundo social e empreendedor, como o Instituto Nokia de Tecnologia (INdT) e a Fundação Nokia de Ensino, que já formaram milhares de profissionais capacitados para o mercado”, afirma Narcizo.

A iniciativa foi originalmente criada pela Nokia em conjunto com o governo da Finlândia, com o intuito de fomentar e desenvolver laboratórios e incubadoras locais para criação de aplicativos móveis, normalmente em parceria com universidades. O projeto, que já opera na Armênia, Paquistão, Quênia, Vietnã e África do Sul, também busca dar suporte a pequenas e médias empresas que querem expandir seus negócios e a conexão entre empreendedores digitais.

Para promover a chegada dos primeiros aparelhos Nokia com Windows Phone 8, o Nokia Lumia 920 e o Lumia 820, a Nokia começa este mês o treinamento de desenvolvedores na evolução da plataforma da Microsoft e amplia as parcerias com universidades pelo Brasil.

O trabalho feito pela Nokia no relacionamento com desenvolvedores é bastante positivo. “No Brasil, Windows Phone é sinônimo de Nokia, na seara dos desenvolvedores. Graças ao suporte técnico e a estrutura prestados aos parceiros, pudemos alcançar o maior nível de interesse que já registramos em qualquer uma de nossas plataformas”, comenta Daniel Rocha, diretor de Developer Experience da Nokia do Brasil.

8 Comentários

  1. Espero que a Nokia realmente incentive os desenvolvedores, eu mesmo já tenho alguns aplicativos prontos para a plataforma, mas não tenho dispositivo pra testar, esse atraso da Nokia em lançar aparelhos pode fazer ela perder muito dinheiro enquanto seus concorrentes lançam modelos novos a cada semestre.
    Outra coisa, se a Nokia realmente quer incentivar desenvolvedores, dê dispositivos aos desenvolvedores para que eles possam desenvolver aplicativos para a plataforma mais rapidamente, emulador não da pra testar jogos

    • Cara, não me entenda mal é só uma pergunta. O Google disponibiliza aparelhos para que os desenvolvedores testem aplicativos Android?

      Espero poder usar em breve um app seu no meu Lumia.

  2. Isso tudo é muito bonito e louvável em relação ao Brasil, mas se a Nokia não melhorar a qualidade de suas assistências técnicas credenciadas, em nada vai melhorar sua relação com consumidores que já sofreram na mão das PLLs da vida (tipo a PLL-RJ)… Eu, que já sofri mais de uma vez, por enquanto tô fora de Nokias…

  3. Mesmo a Nokia estando no fundo do poço como muitos dizem é a que mais investe em desenvolvimento, isso vai fazer o Windows Phone ir muito longe com a ajuda dos desenvolvedores brasileiros.

  4. época os novos Lu mias são lindos!
    Se o Windsor Phone 8 vier com o Lumia 820 a uns 1.200 até eu compraria.
    O Nokia mapas é muito bom
    Para quem não jogo no smartphone o e bem é hard user o Windsor Phone 8 deve servir muito bem.
    Pelo fato dele ter o 4G já passa a compensar adquirir esse aparelho aqui no BR

  5. Nao entra na minha cabeca a nokia lancar esses aparelhos depois do natal… em epoca de IPVA, IPTU entre outros!!! foda viu! Acho que vou comprar outro aparelho, vou esperar nao!

Deixe uma resposta