Uma nova empresa anunciou oficialmente sua entrada no mercado de smartphones: a HMD global Oy (“HMD”). A empresa comprou o direito de usar a marca Nokia. Com isso, a empresa já anunciou que irá lançar smartphones rodando Android no mundo inteiro, em breve.

Nokia anuncia que irá fabricar novos smartphones com Android

Só para entendermos, a HMD é uma nova empresa fundado só para esse propósito. Podemos dizer que ela é uma continuidade da Nokia original, já que essa nova empresa tem raízes da Nokia. A empresa também é finlandesa e tem como CEO Arto Nummela, antigo executivo da Nokia e atual chefe de dispositivos móveis da Microsoft na Ásia, Oriente Médio e África; e pelo presidente Florian Seiche, que cuida de vendas e marketing da Microsoft Mobile na Europa. A intenção é investir mais de US$ 500 milhões em três anos na marca Nokia ao redor do mundo.

Vale lembrar que há dois anos atrás, a Foxconn fabricou um tablet que estampava a marca da Nokia, porém só foi vendido na China e Russia. Já a nova Nokia, sob o comando da HMD, será uma empresa mundial. Sendo assim, o Brasil como um dos maiores mercados mobiles do mundo, provavelmente deverá ter Nokias com Android nas prateleiras.

Tablet da Nokia lançado em 2014
Tablet da Nokia lançado em 2014

Mas a HMD não está sozinha, outra empresa chamada FIH,  comprou toda a divisão de dumbphones (celulares básicos) da Microsoft recentemente, ela que irá fazer toda a manufatura da HMD. A FIH, que pertence a gigante Foxconn, comprou tudo mesmo: contratos, marcas, serviços, acordos com fornecedores e até a fábrica da Microsoft Mobile no Vietnã, o que inclui aproximadamente 4.500 funcionários. Todos eles serão transferidos para ambas as empresas.

O acordo entre as duas é bem simples: Enquanto a HMD é responsável pelas vendas, marketing e distribuição, a FIH (Foxconn) será responsável pelas fábricas. A justificativa para usar o Android foi a mais óbvia: “A HMD está entrando no mercado global de celulares num momento em que os consumidores exigem que seus dispositivos móveis façam parte de um ecossistema forte, que traga uma experiência de usuário atraente num preço competitivo”. Ou seja, tudo o que esperávamos da Nokia antes de falir nas mãos de Stephen Elop.

Quanto custou a brincadeira? US$ 350 milhões às novas donas. O projeto pretende entrar em operação rapidamente, a transação deverá ser concluída no próximo semestre e os aparelhos provavelmente no ano que vem.

Quanto ao assunto, parece que a Microsoft deu mais uma martelada no caixão do Windows Mobile. A empresa afirmou que continuara desenvolvendo e dando suporte para os Lumias, porém não disse nada a respeito de novos aparelhos.

A noticia é boa, porém ela deveria ter sido manchete em 2011 antes da falência da empresa. Não agora que o mercado já está saturado e totalmente dominado por Apple e Samsung. Mas, antes tarde do que nunca.

Mas isso é uma excelente notícia, ainda mais porque o site tekimobile só existe por causa da Nokia. Criei esse site para compartilhar informações sobre o sistema Symbian e, além disso, a Nokia nos deu muito apoio no começo. Sendo ela a primeira empresa a nos emprestar aparelhos, chamar para eventos e até mesmo anunciar conosco lá em 2009. Bem vinda Nokia!

Sem comentários

Deixe uma resposta