A Motorola anunciou agora cedo o aguardado Moto G, porém, nada de surpresa. Ele veio exatamente como todos os rumores apontavam: com upgrade estético mas ainda com um hardware de entrada, na verdade ele agora é literalmente um Moto E maior. Mas não se assuste, isso não quer dizer que ele é ruim, pelo contrário, continua sendo uma bela opção de intermediário, porém não é mais o melhor custo x benefício do mercado.

A maior novidade fica mesmo por conta do Moto Maker, serviço de customização que também chega ao Brasil. Com ele você consegue modificar bastante coisa esteticamente e até de hardware no Moto G. Claro que isso custa um pouco mais caro. Além disso, como os rumores indicaram, ele agora é resistente a água.

Abaixo um resumo de suas especificações:

  • Tela de 5 polegadas com resolução HD (1280×720) protegida por Gorilla Glass 3
  • Chipset Snapdragon 410 (MSM8916) com CPU quad-core de 1,4 GHz
  • GPU Adreno 306 de 400 MHz
  • 1 ou 2GB de RAM
  • 8 ou 16GB de armazenamento interno expansível via microSD de até 32GB
  • Câmera traseira de 13MB e frontal de 5MP
  • Conectividade LTE 4G
  • Dual-SIM
  • Bateria de 2,470mAh
  • Dimensões em 142,1 x 72,4 x 6,1 a 11,6 (curvatura)
  • Peso de 155 gramas
  • Certificação IPX7, resistente a água

Moto Maker e preços

20150728_110222

Agora com o Moto Maker, é possível dar o tão esperado upgrade do Moto g e adicionar 2 GB de memória RAM. Mas isso modifica os preços, além disso há algumas variantes do modelo que já serão vendidos em diversas configurações. Abaixo as configurações possíveis de serem compradas.

  • Moto G com 8 GB de armazenamento e 1GB de RAM: R$ 849
  • Moto G com 16 GB de armazenamento e 1GB de RAM: R$ 889
  • Moto G com 16 GB de armazenamento, 1GB de RAM e TV Digital: R$ 929
  • Moto G com 16 GB de armazenamento e 2GB de RAM: R$ 979

Esses são os modelos padrões, agora no Moto Maker você pode modificar as capinhas traseiras, chamadas shells. Para cada shell é adicionado o valor de R$ 10. Existem as opções padrões de 1 ou 3 shells extras.

Quanto a TV digital, vale destacar que se trata de TV Digital em Full HD, ou seja, agora é possível assistir televisão decentemente.

Embora não seja o intermediário mais barato, perdendo para Xiaomi e ASUS, o nome Moto G é tão forte no Brasil que não há dúvidas do seu sucesso.

Sem comentários

Deixe uma resposta