elop

>elop

 

Ontem já escrevi a respeito do futuro do MeeGo, no post disse que ele será totalmente portado para os celulares Nokia com o sistema S40, então de certo modo o sistema MeeGo em si será abandonado. Porém o Nokia N9, anunciado semana passada, roda a mais nova versão do sistema e pelos videos divulgados parece ser um sistema muito bonito e teve uma relativa boa aceitação do público, muitos podem se perguntar: mesmo que o Nokia N9 faça sucesso a Nokia irá abandonar o MeeGo? segundo Stephen Eloop, CEO da Nokia, sim.

 

Em entrevista ao jornal finlandês Helsingin Sanomat, esta semana, ele disse que mesmo se o Nokia N9 seja sucesso de vendas a Nokia irá se concentrar em smartphones rodando o sistema Windows Phone 7 e não no MeeGo, houve até um vídeo “vazado” semana passada onde Eloop mostra uma espécie de Nokia N9 rodando o sistema Windows Phone 7, o celular se chama Sea Ray e mostra o real foco da Nokia.

 

Via Engadget

4 Comentários

  1. A Nokia provoca uma grande confusão no mercado de smartphones! Ninguém sabe ao certo o que essa empresa quer! A Nokia atira para tudo quanto é lado e não acerta em nada! Isso é típico de uma empresa que está desesperada, perdendo terreno para os concorrentes! Esse CEO de acordo com um velho dito popular, "está mais perdido do que cego em tiroteio". Oh empresa indecisa! Por isso está sendo engolida pela concorrência.

  2. Posso estar falando besteira, mais acho sinceramente que este cara quer colocar a nokia no mais fundo poço, para que a microsoft a compre mais tarde, afinal ele é cria dela não………
    Até o maior cego encherga que o momento é do ios e do android, e se tem um sistema que apesar de pouco se saber ainda ao certo pode bater de frente depois de um certo polimento, este é o meego e não o wp7(que vem com uma interface arcaica e pouco customizável aos olhos do público de hoje, ou seja sua maioria jovens)…………
    Essa é minha mera opinião…………

  3. Não se joga fora um sistema que tem potencial sem nem mesmo saber se fará sucesso, concordo com o marcio6775, me parece que esse CEO quer enfraquecer a nokia para depois a microsoft comprá-la por um preço relativamente baixo.

Deixe uma resposta