Cada fabricante opta por um tipo de tela, mas atualmente a briga fica entre as telas de AMOLED, tendo como referência a Samsung, e as de IPS onde quase todos os outros usam. Mas e o “antigo” TFT, será que é pior? E se eu te dissesse que LCD, IPS, AMOLED, LED são todas telas TFT? Não acredita? Acompanhem o artigo abaixo e acabem com todas as dúvidas referente a telas de smartphones.

Como funciona uma tela de LCD

Antes de tudo, vamos esclarecer o que significam todas as siglas. Começando pela sigla mais conhecida: o LCD. LCD significa Liquid Crystal Display, que para os mais íntimos chamamos de Display de Cristal Liquido. Assim como diz o nome, a tela LCD possui dentro cristais líquidos em sua composição.

funcionamento-lcd-tekimobile

O funcionamento é bem simples: Quando desenergizado o cristal é transparente, quando energizado ele altera a sua transparência impedindo a passagem de luz. Essa luz é chamada backlight e é compostas de LEDs que ficam atrás dos cristais. Ou seja, desse bloqueio de luz são criadas as cores. Mas como?

No principio o LCD só produzia duas cores, a escura (cristais bloqueando a luz) e a “branca” que era a luz do backlight passando pelo cristal. Disso para as cores é apenas um passo. Para chegar nas cores, a tecnologia evoluiu e as telas de LCD ganharam mais camadas. Além do transparente e opaco, agora o LCD possui camadas que mudam de cor de acordo com a intensidade da energia elétrica. Eles estão dentro da sua tela, que possui os “pixels” que formam o padrão RGB (cores vermelha, verde e azul). Cada cor que forma o RGB consegue 256 tonalidades, fazendo uma multiplicação simples chegamos a 16,77 milhões de cores.

Então, para controlar essa intensidade de energia em cada pixel, são usados transistores para gerenciar, simbolizado por S no gráfico acima. Grosseiramente falando, o transistor funciona como uma chave, onde ligada passa energia e desligada não. O nome dessa tecnologia é o famoso TFT (Thin film transistor). Notaram que TFT não é um tipo de tela, e sim a tecnologia que controla as luzes?

Notaram que TFT não é um tipo de tela, e sim a tecnologia que controla as luzes?

Como funciona uma tela IPS?

Agora entendemos que para a luz criar as cores ela precisa passar pelos cristais transparentes e quem controla isso são os transistores através da tecnologia TFT. Mas como o TFT faz isso?

É por meio de um processo químico. Quando a energia elétrica passa pelo cristal, ele muda de estado molecular e se torna opaco, bloqueando a luz. Se a luz não passa por ele, o pixel fica preto ou outro tom dependendo de quanto ele está transparente ou opaco. Esse processo químico se chama Twisted Nematic, representado pela sigla “TN”.

Notem abaixo como os cristais ficam ao injetar energia neles:

lcd-w782

Notem que estão todos bagunçados. Essa falta de ordem neles faz com que as cores não fiquem realmente fiéis. Além disso, isso também gera um problema de ângulo, sabe telas de TVs LCD antigas que você olhava de lado e não conseguia enxergar nada? Culpa das moléculas de cristais bagunçadas. Qual a solução? Arrumar a casa, ou: organizar essas moléculas.

Ai que entra o IPS. A sigla significa In-Plane Switching. Ou seja, a tecnologia passou a organizar as moléculas de cristal líquido paralelas umas as outras, entre as camadas de vidro.

Devido a essa formação organizada, os cristais ficam mais perto da superfície da tela, melhorando assim o famigerado ângulo de visão, além é claro de melhorar a definição da cores. Notem abaixo a diferença:

ips-tn-w782Perceberam uma coisa: Podemos afirmar que uma tela TFT não pode ser melhor que uma tela IPS, já que na realidade TFT é uma tecnologia que também é usada em telas IPS! Ou seja: toda tela IPS são TFT.

Não há IPS melhor que TFT porque IPS é TFT

Como funciona as telas de AMOLED e Super AMOLED?

Antes do AMOLED, foi inventado as telas OLED (Diodos Orgânicos Emissores de Luz). A diferença básica, a grosso modo, é que as telas de OLED não usam cristais líquidos e sim Diodos Orgânicos. Esses diodos possuem material orgânico chamado polímeros em sua camada ativa. Esses polímeros são compostos líquidos, podendo assim ser colocados em qualquer superfície e não precisam ser encapsulados.

O funcionamento é parecido com o que explicamos acima sobre o LCD. A única diferença é que os diodos não precisam de backlight, pois ele produzem sua própria luz. Logo a principal vantagem é a economia de energia.

telas-smartphones-w782

Além disso, como não tem a luz branca de funco, as cores são mais fiéis pois não se misturam, gerando assim cores com mais fidelidade e contraste. Outro fato interessante é que em telas de AMOLED o preto são reais, ou seja, são ausância de luz. Quando não há energia, os diodos estão desligados. No LCD, mesmo o cristal estando sem energia, o backlight continua sempre ativo ao fundo, ou seja, sempre há um resquicio de luz.

Para fechar, como não há backlight, as telas de AMOLED possuem uma camada a menos tornando-se assim mais estreitas.

Agora a cereja do bolo: O termo AMOLED vem de Active Matrix Organic Light-Emitting Diode (Matriz Ativa de Diodos Orgânicos Emissores de Luz). Isso significa que telas AMOLED, diferentemente das de OLED, possui uma pelicula fina de transistores que controlar a luz dos diodos. Lembram o nome dessa tecnologia? Isso mesmo: TFT. Ou seja, uma tela de AMOLED também é uma tela TFT, ou melhor, que usa a tecnologia TFT!

Qual é melhor: TFT IPS ou TFT AMOLED?

Em uma tela LCD (IPS), as cores sempre serão mais suavez pois há a interferência direta do backlight. Já no AMOLED, como o preto é real, as cores sempre terão um constraste maior, cores mais vivas. Cores bem escuras sempre serão ligeiramente mais reais, por causa do impacto do preto. Por outro lado, as cores mais caras ficarão sempre com o aspecto de lavadas, um pouco fora da realidade.

Porém não há dúvida que para os olhos, a maioria vai sempre preferir as cores mais lavadas, pois chamam mais a atenção. E nem todos tem tamanha sensibilidade nos olhos.

Porquê as telas Super AMOLED da Samsung são melhores?

Em 2010 a Samsung melhorou a tecnologia AMOLED. Isso mesmo, o “super” não é só marketing. A empresa colocou a camada sensível ao toque (touchscreen) dentro da própria tela de AMOLED. Desse modo, ela removeu o vidro touchscreen que as telas LCD e AMOLED possuem. Com isso as telas ficaram ainda mais finas, leves e mais sensíveis ao toque.

super-amoled-vs-tft-lcd-w782

Ainda mais, a Samsung para parar com a reclamação de que suas telas eram lavadas, oferece opções de software  em seus smartphones para corrigir esse alto contraste, tornando as cores mais suaves como no IPS, para quem prefere.

Não há dúvidas, por mais que as telas LCD evoluam, as telas de AMOLED são mais avançadas e a Samsung contribui muito com isso, melhorando o que já é bom. Por suas telas são melhores.

Sem comentários

Deixe uma resposta