Depois de ganhar o centro das atenções com seu “Iphone” que roda Android no mundo todo, a Gradiente resolveu fazer um vídeo mostrando a todos os usuários as diferenças entre o “Iphone” e o “iPhone” da Apple e de quebra das explicações sobre o que há por trás de toda a história envolvendo seu novo celular.

Ela explica que fez o pedido de registro do nome iphone no Brasil em 2000 e anos depois. em 2008, o mesmo foi aceito pelo INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual) como pertencente à marca. Porém ela resolveu só agora, em 2012,  lançar os aparelhos com o nome patentado. O motivo do atraso foram os problemas financeiros que a empresa passou nos últimos anos.

No vídeo a empresa explica que em 2000 registrou o nome no país. O nome “iphone”, que viria do nome “internet phone”, foi então aceito pelo INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual) como pertencente à marca, mas como a empresa estava se recuperando de problemas financeiros na época, apenas conseguiu lançar tais aparelhos 4 anos depois, agora em 2012.

 Além de tentar justificar o nome dos aparelhos, a Gradiente quis mostrar as diferenças entre o “iphone” e o “iPhone”: de acordo com o vídeo, o iPhone possui “mais velocidade, melhor resolução de tela e muitos outros recursos”, além do sistema operacional iOS; já o iphone possui o “consagrado sistema Android e recursos mais simples”, porém conta com um recurso adorado pelos brasileiros: o suporte à dois chips ao mesmo tempo.
E ai, o que acham: Colou?

1 Comentário

  1. Se fosse um pouco mais rápido e com mais recursos sem duvida seria um bom smart , mas esse serve como um android de entrada.

Deixe uma resposta