Web Analytics

Review Galaxy A5 (2017): é bom, mas longe de ser o melhor

O Galaxy A5 2017 é o representante da linha premium da Samsung no segmento compacto. Como uma alternativa ao Galaxy S7, porém mais barato, a Samsung promete um smartphone potente, bonito e com boa câmera. Mas será que isso de fato se concretiza? É isso que vamos ver no nosso review do Galaxy A5 2017.

Review Galaxy A5 2017 – Design

Visualmente, o Galaxy A5 lembra o Galaxy S7, que foi o topo de linha da empresa no ano passado e, consequentemente, o mais caro. Assim como o irmão mais caro, ele possui design com cantos arredondados, tanto na parte traseira como na frontal. Ele é ligeiramente maior e mais grosso que o S7.

galaxy a5 2017

A grande novidade é que agora o smartphone tem proteção contra água e poeira, segundo a certificação IP68. Com isso, ele pode ser mergulhado a 1,5 m de profundidade em água doce, ao longo de 30 minutos. Vale lembrar que o produto tem proteção contra poeira, que é diferente de areia. A areia tem a capacidade de riscar a tela do seu celular se você não usar alguma película protetora.

No geral é um smartphone muito bem feito. Mesmo sendo de vidro na parte traseira e frontal, dá para perceber que ele é mais robusto que o S7, isso se deve ao fato de ser mais pesado. Além disso, procurei na internet reclamações sobre ele quebrar facilmente como o S7, o resultado foi bem menor. A Samsung fez um excelente trabalho no A5 2017 quanto ao design e construção.

Tela

galaxy a5 2017 frente 1

A tela de 5,2 polegadas tem resolução Full HD e também conta com a tecnologia proprietária da Samsung chamada Super AMOLED. Como é de costume da maioria, ela melhora o contraste das imagens e aumenta a duração da bateria. Quando os pixels exibem a cor preta, eles estão literalmente apagados, já que têm luz própria – isso não acontece em telas LCD LED, conforme já explicamos aqui.

No geral a tela também é excelente, como de praxe nos aparelhos da Samsung. A tela é digna de top de linha, a melhor no segmento intermediário sem dúvidas.

Câmeras

A Samsung prometeu entregar excelentes câmeras. A abertura da lente é de f/1,9, o que na teoria daria ótimos resultados com pouca luz. Mas, no geral, o resultado não foi tão bom como esperado. O sensor de 16 megapixels até que entrega boas fotos durante o dia, em ambientes iluminados com luz natural, os resultados são bem detalhados. O sensor também lidou bem com luz artificial forte. Dentro do normal. Porém, em algumas ocasiões, senti um excesso de saturação, uma tentativa falha de tornar o céu e as árvores mais “bonitas” do que elas realmente são. Mas isso é culpa do software e dá para consertar depois.

Em situações de baixa iluminação ou cenas com regiões de alto contraste, o sensor mostra suas limitações. Enquando o alcance dinâmico restrito e a redução na definição saltam aos olhos.

Já a câmera frontal do Galaxy A5 tem também um sensor de 16 megapixels e o flash é uma luz emitida pela própria tela do aparelho. Apesar desse tipo de flash não ser muito bom em outros produtos, ele apresentou resultados satisfatórios no A5 2017.

As selfies também ficaram boas quando tiradas sob luzes natural e artificial. O nível de detalhamento, como esperado, foi superior em ambientes iluminados em relação aos resultados obtidos em locais com pouca luz.

Quanto aos recursos de fotografia manual, disponíveis apenas na câmera principal, o usuário pode mudar ISO, tipo de iluminação do ambiente e a quantidade de luz capturada. Não é possível mudar a velocidade do obturador, como comulmente é possível em modos manuais.

Hardware e perfomance

Por dentro, o Galaxy A5 de 2017 tem processador Exynos 7880, 3 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento interno. É possível expandir o espaço para arquivos e fotos com cartão microSD. Ele é dual SIM mas não possui slot híbrido. O desempenho geral do aparelho foi bom, fluido e sem interrupções abruptas durante o uso de apps do cotidiano.

Para games, o smartphone teve boa performance, apesar do consumo de bateria ser alto, dada a necessidade de processamento gráfico pesado. Em jogos mais pesados, como o GTA San Andreas, ele não aguentou o tranco com gráficos ao máximo, gerando sombras, lags e cortadas. Mas, tirando o GTA, a jogatina foi satisfatória na maioria dos jogos pesados.

Benchmarks Galaxy A5 2017

AnTuTu: 60199
Basemark OS II: 1437
Geekbench 4: 4022
Vellamo: 3554

Bateria do Galaxy A5 2017

A bateria é uma das principais características do Galaxy A5 2017. A autonomia foi satisfatória nos testes, mas não acima da média, como acontecia nos concorrentes lançados em 2016. No meu dia de testes, tirei o smartphone da tomada às 9h, escutei duas horas de música por streaming no 4G e naveguei por 1h30min, também no 4G, com brilho no automático. Às 23h10, a bateria chegou a 37%. É uma boa marca, que deve ser suficiente para a maioria dos usuários.

Software

O sistema Android Marshmallow do celular é bem parecido com o que vimos no Galaxy A9, lançado no fim do ano passado. Ele vem com poucos apps de fábrica, como ferramentas de sistema (apps de notas, gravador de músicas, monitor de exercícios) e com o pacote Microsoft Office mobile.

Há também o Opera Max, um app de compressão de dados que ajuda a economizar a sua internet móvel.

Vale ressaltar que esse gadget tem suporte para o sistema de pagamentos Samsung Pay. Ou seja, ele pode armazenar seus dados de cartões de crédito em um compartimento criptografado na memória interna e acessá-lo rapidamente quando você encostar o dispositivo em um terminal de pagamentos (de NFC ou tarja magnética) e autorizar a transação com a sua impressão digital.

A coisa mais sem sentido que a Samsung fez no Galaxy A5 (2017) foi lançá-lo com o Android 6.0.1 Marshmallow de fábrica — o aparelho foi anunciado pela primeira vez em janeiro, na CES, e a versão final do Nougat foi liberada pelo Google em agosto de 2016.

Pelo menos ele já traz a nova interface da Samsung, que ficou ainda mais limpa em relação à versão anterior. As telas são predominantemente brancas, os ícones estão mais sérios e há recursos novos, como o Filtro de luz azul (para não prejudicar a qualidade do seu sono) e a integração mais profunda com a Samsung Cloud, que faz backup dos seus contatos, notas e fotos para que você não tenha que começar do zero no aparelho novo.

Galaxy A5 2017 Prós e contras

Prós

  • Ótimo design;
  • proteção contra água e poeira;
  • Bateria satisfatória;
  • Excelente tela.

Contras

  • Desempenho poderia ser melhor;
  • Câmera abaixo do que esperávamos.
  • Preço alto.

Conclusão

O Galaxy A5 pode ser considerado uma versão light do Galaxy S7 em termos de construção, mas fica longe do desempenho do top de linha. Ela não é a melhor opção se comparado com outras marcas, não que seja ruim, mas levando em consideração o preço há opções mais baratas que irão entregar o mesmo ou melhor. Porém, em termos de construção, ele é o melhor nessa faixa de preço. Se você não liga tanto para esse quesito, vale a pena dar uma olhada em seus concorrentes diretos em sua faixa de preço: Zenfone 3, Moto G5 Plus e iPhone 6. Inclusive já o comparamos com o Moto G5 Plus.

7.7
Pontuação final
Construção e acabamento: : 9.0
Hardware: 7.0
Software: 8.0
Bateria: 7.0
Tela : 8.0
Câmeras: 7.0

Comentários

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0