Muito se comentou há alguns meses atrás sobre o suposto Motorola X, uma espécie de Nexus que seria lançado pela Motorola em parceria com sua dona Google, inclusive muitos esperavam sua apresentação durante o Google I/O, mas o que apareceu foi apenas um Galaxy S4 com Android puro, mas as esperanças não acabaram, pelo contrário, se renovaram totalmente. Durante uma entrevista na conferência D11, do site All Things Digital, o CEO da Motorola – Dennis Woodside – confirmouque a empresa está trabalhando em um novo smartphone top de linha, que ele recebeu o nome Moto X e que será lançado ainda em outubro deste ano.

google-x-phone

Em conversa com os anfitriões Walt Mossberg e Kara Swisher, o executivo afirmou que este aparelho trará uma tela de OLED e vários sensores instalados. “A Motorola sempre foi boa em gerenciar a energia em um dispositivo, mas somos bons mesmo em gerenciar sensores. Sabemos quando está em seu bolso, sabemos quando está em suas mãos, saberá quando você vai tirar uma foto e liga a câmera sozinho. O aparelho saberá quando você está no carro, dirigindo e isso alterará a interface para uma interação de forma segura”, comentou Woodside.

Além dos sensores e da tecnologia da tela, o executivo disse que ele será fabricado nos Estados Unidos, na cidade de Fort Wood, no estado do Texas. Esta fábrica costuma fabricar aparelhos da Nokia, e fará 70% de todo o Moto X – o restante do smartphone virá de Taiwan e a tela OLED da Coréia do Sul. Antes da entrevista, o diretor disse que a empresa relançará todo seu portfólio deste ano – sem explicar direito o que isso significa.

“Vou segurar mais detalhes para o futuro, mas a duração da bateria é um grande problema. A Motorola conta com os melhores engenheiros e designers de sistema que passam a vida tratando deste problema. Há dois processadores neste dispositivo, que permitem um melhor controle do gasto de energia”, completou o representante da marca.

1 Comentário

Deixe uma resposta