Por essa nem Steve Jobs esperava: Um tribunal chinês ordenou que a Apple tem de pagar 1,03 milhões de yuans (165.000 dólares) por, acreditem, violação de direitos autorais. Segundo o Tribunal popular de Pequim, a gigante de Cupertino estava vendendo aplicativos baseados em obras de escritores locais, tudo sem licença e sem pagar um centavo por isso. Os aplicativos estavam disponibilizados na App Store. A multa paga pela Apple será compartilhada entre os escritores e duas empresas que foram envolvidas.

Achou o valor alto? nem tanto, para dizer a verdade podemos dizer que a Apple saiu vitoriosa na disputa. Quando a ação foi movida contra a Apple, a indenização pedida era de 11,9 milhões, ou 1,89 milhões de dólares. Porém esse valor foi arquivado. Os advogados da Apple conseguiram provar que a Apple não tinha culpa diretamente, já que não foi ela a responsável pelo desenvolvimento ou por enviar os aplicativos que usavam o material não licenciado.

Diante do caso, um porta-voz da Apple disse sobre a decisão que seus funcionários “levam as queixas de violação de direitos autorais muito a sério“, e acrescentou que a Apple está “sempre atualizando seus serviços para melhor atender os proprietários de conteúdo e proteção de seus direitos.”

Via WSJ

3 Comentários

  1. André, acho que o mais importante esta sendo esquecido. A Apple perdeu a "primariedade", não é mais ré primária. Esses poucos dólares que ela teve que pagar não são nada, perto de já ter sido condenada. Em futuros processos a coisa vai ser bem mais feia.

Deixe uma resposta