Hoje a conferência para desenvolvedores google I/O trouxe diversas novidades, uma delas foi o tablet Nexus 7 fabricado pela ASUS e que já veio rodando a nova versão do sistema, o Android 4.1 Jelly Bean. Segundo eles, as atualizações e melhoramentos em relação ao Ice Cream Sandwich são muitas. Abaixo algumas das principais mudanças destacadas o Google I/O.

Mais rápido

Um dos destaques foi o Project Butter que tem o objetivo de deixar a interface mais rápida e fluida. Como parte disso, eles criaram o Buffering triplo que faz com que memória, GPU, CPU e outros componentes do hardware dos smartphones se comuniquem de uma maneira única. Um dos primeiros resultados foi que a tela do aparelho prevê o ponto que seu dedo irá tocar na tela antes mesmo de vocês  tocar. Confiram o vídeo abaixo:

Novos Widgets mais inteligentes

Ainda na parte de interface, o JellyBean ganhou uma reorganização dos ícones e widgets. Funciona assim: caso o usuário queira redimensionar o widget, ele automaticamente se encaixa ao redor dos ícones, atualmente é comum ficar um espaços vazios na tela quando fazemos isso. Não gostou? para excluir um widget ou ícone também é fácil: basta arrastar ele para cima. É bem parecido com o método de fechar aplicativo na multitarefa introduzida no ICS.

O sistema de notificações também ficou mais inteligente. Os desenvolvedores poderão customizar o modo que seus apps reagem quando estão na barra de notificações. Por exemplo: um aplicativo de e-mail poderá ser expandido ao redor de toda a tela sem você necessariamente abrir o aplicativo. Além deles poderem customizar os avisos que seus aplicativos terão.

jb-new-widgets

Teclado “vidente”

Outra novidade é o teclado virtual do Android. o “keyboard predictive”, como o nome sugere, será capaz  de predizer as palavras que o usuário está digitando, embora não seja novidade eles garantiram que o novo algoritmo responsável por isso ficou muito mais preciso. Ainda relacionado ao teclado agora o reconhecimento de voz também pode ser usado de modo off-line. Sem estar conectado na internet – como acontece atualmente – o Android irá reconhecer as palavras e transcreve-las na tela. Obviamente por enquanto só funciona com o inglês.

O novo navegador do Jelly Bean ficou mais rápido e se dá melhor com o HTML 5 e também na engine V8 de JavaScript. Agora ele ficou bem mais rápido na hora de renderizar as páginas.

Sistema de busca

O Android 4.1 introduz no universo móvel o recurso Google Graph, lançado recentemente, que deixa as buscas mais inteligentes e o resultado é apresentado de forma mais contextualizada. Na apresentação, foi perguntado ao Android sobre o primeiro ministro japonês e também sobre robôs, ambos os resultados foram apresentados de forma diferente, com fotos, texto e links apresentados conforme a necessidade.

Google Now

O Google implementou no Android 4.1 um recurso que apresenta resultados ao usuário sem que ele precise iniciar uma busca para isso. Essencialmente, o Google Now poderá se antecipar à suas necessidades, mostrando um mapa do trânsito quando tiver dirigindo, por exemplo, ou uma lista de opções de transporte público quando tiver em um ponto de ônibus. Tudo isso será apresentado em forma de “cartão”.

google_now

Novo sistema de atualizações de aplicativos

jb-accessibilityAtualmente quando você atualiza um aplicativo no Android, ele baixa todo o aplicativo e instala o mesmo do zero com as devidas atualizações, graças a isso dependendo do seu plano e do tamanho do aplicativo é muito mais viável atualizar somente por Wi-Fi. Agora as coisas mudaram, ele suporta o que foi chamado de Smart App Updates. Essas atualizações inteligentes permitem que o Google através de sua loja só envie os dados da atualização em si do aplicativo, ou seja, o que já estava instalado continua lá. Com isso as atualizações ficarão bem mais leves e rápidas já que normalmente uma atualização tem poucos bits.

Acessibilidade

Com o Jelly Bean, os usuários cegos poderão utilizar o “Gesture mode” para navegar de forma confiáve. Através de toques e gestos ele poderá manejar toda a interface do sistema, tudo combinando com  interface do usuário usando o toque e gestos de furto em combinação com avisos de voz. O Jelly Bean também adicionou suporte a plugins de acessibilidade para permitir a entrada de dispositivos externos USB e Bluetooth que utilizam o Braile.

5 Comentários

Deixe uma resposta