Parece que a briga de tablets ficará ainda melhor no Brasil: os rumores se concretizaram e a Apple terá sim uma linha de produção no Brasil para fabricar iPads. Nesta terça-feira (12/4), o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, informou que os tablets da Apple começarão a ser produzidos no País até o final de novembro de 2011, segundo a Reuters.

 

 

O anúncio foi durante a viagem da presidenta da República Dilma Rousseff e sua comitiva essa semana na China, foi lá que ela se encontrou com o presidente da Foxconn – empresa que tem uma linha de montagem em Jundiaí e monta equipamentos eletrônicos para outras fabricantes – é lá que será implementada uma linha de produção da Apple para produção do tablet iPad. Segundo a companhia, eles investirão US$ 12 bilhões na sua filial do Brasil para se preparar para montar telas para equipamentos como tablets e celulares.

 
Um dos atrativos à produção de tablets no mercado brasileiro é o incentivo fiscal proposto pelo MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior). O órgão criou um projeto que embora ainda não aprovado, prevê a inclusão desses equipamentos no PPB (Processo Produtivo Básico). Com isso, os equipamentos fabricados no País teriam uma redução significativa de impostos e ficariam até 31% mais baratos do que o importados, segundo análise do Ministério das Comunicações.

 

Lembrando se de fato essa lei for aprovada outros fabricantes se beneficiarão, a Motorola por exemplo hoje anunciou que já começou a profuzir o tablet XOOM no Brasil e sem incentivo ele está caro, com preço sugerido de R$1899,00, SE a lei for aprovada o preço dele irá cair. A Samsung também irá se beneficiar pois seu tablet atual o Galaxy Tab é fabricado aqui e os seus futuros lançamentos, o Galaxy 10.1 e o 8.9 também. Um viva para a concorrência \o/

 

Via Olhar Digital

4 Comentários

  1. isso é MUITO bom,mas ainda nada se comparado aos preços dos EUA, mas tudo bem, me conformo, sei que la é bem mais desenvolvido.

    Aposto no potencial do Brasil.

Deixe uma resposta