Ultimamente os lançamentos mais avançados da tecnologia envolvem algo que esteja conectado ao smartphone, principalmente os chamados “dispositivos vestíveis” que monitoram as atividades físicas dos usuários. Mas qual será a próxima categoria de dispositivo em prol da saúde que está por vir? Esqueça relógios, pulseiras ou algo parecido. Na visão dos engenheiros do Baidu – o “Google” da China – o próximo gadget queridinho será uma bicicleta super conectada, ela já tem até nome: Dubike .

Se trata de uma “Smartbike” não motorizada e equipada com tecnologia elétrica regenerativa e carregado de tecnologia inteligente da área de fitness.

baidu-dubike-2014-11-26-01

Ela possui sensor de freqüência cardíaca, contagem de pedaladas, pressão usada ao pedalar além de outros sensores que que se conectam via Bluetooth ao smartphone através de um aplicativo que controla tudo. Com essa informação, ela vai acompanhar as suas estatísticas de saúde, fornecer indicações de mapeamento, acompanhar a posição da sua bicicleta e recomendar rotas de ciclismo ou programas de fitness via redes sociais – para citar apenas algumas funções possíveis. 

A Dubike foi projetada pelo Baidu em parceria com a Universidade Tsinghua. Além dos sensores, ela também terá um sistema que  alto geração de energia. Ela converterá os movimentos do ciclista ao pedalar em energia elétrica. Isso significa que toda a parte tenológica da bicicleta será alimentada por ela mesma, sem precisar de baterias ou outra fonte de energia.

dubike

Dificilmente essa bicicleta chegará ao Brasil. Mas tenho certeza que a ideia vai chegar em breve ao mundo ocidental. Nada mal seria se uma empresa brasileira “copiasse” essa ideia da China.

Sem comentários

Deixe uma resposta