transformer

Enquanto os holofotes estavam focados nos XOOMs e Galaxys da vida, por fora vinha a ASUS com seu tablet Transformer rodando o Android, e não é que deu certo? Segundo o CEO da Empresa, a ASUS pretende vender 300 mil unidades do tablet nesse mês, somando esse começo de mês aos meses de Abril e Maio já foram vendidos 400 mi. Esses números já o coloca na posição de tablet com Android mais vendido do mundo.

 

transformer

 

A ASUS divulgou que se caso eles consigam essa marca de 300 mil somente nesse mês, o Trasnformer já representaria 10% da receita total da empresa no mês e isso pode melhorar ainda mais já que nos próximos meses o tablet Transformer começara a ser vendido na Europa e na China, e acreditem também no Brasil, já que a própria Assessoria da ASUS no Brasil me confirmou que nos próximos meses ele chega por aqui.

 

Como já disse anteriormente, concordo que ele seja o tablet com Android mais completo atualmente, mas é muito estranho pensar que o que o torna esse tablet diferente dos outros – e isso o destaca – é o fato dele ter um acessório extremamente novo e que nuca foi usado no mundo da informática: um teclado físico.

 

Via Engadget

11 Comentários

  1. Aí fico pensando, será que o o público quer o produto mais diferente, ou o mais conservador? Sinceramente acho que a segunda opção ganha. Quando li a notícia a primeira vez pensei q por ser diferente ele seria o preferido, mas essa semana uma amiga minha que comprou seu primeiro tablet semana passada virou para mim e falou "preciso de um teclado compatível com isso". E cheguei na conclusão mais óbvia, por menor que seja a curva de aprendizado (de aprender a teclar no teclado virtual), as pessoas não o querem!

    • Po, sua conclusão é muito extremista. Ela limita seu campo de visão. Fazendo uma analise crua, ter uma opção de teclado é muito legal pra tarefas do dia a dia, textos mais longos como uma carta ou uma explicação por email e etc, na qual vc digita, deleta, arruma seu texto e etc. Vc não perde sua maior portabilidade, e pode usar ele em cafés, bares, voos e etc. O teclado virtual eh legal, mas não é confortavel, ele eh nitidamente é algo pra quebrar um galho e vc até pode usar ele pra textos mais longos e no dia a dia, mas seria um processo de adaptação seu porque ele não tem essa função. (quem disser que tem é porque quer ter vender um). Se vc for simplesmente navegar num tablet depois de alguns minutos vc ja cansou, não tem apoio e vc tem que recorrer aos gadgets do mercado. Por isso eu acho que afirmar que "as pessoas não o querem" é um pouco demais.

      • Desculpa se ficou parecendo extremismo meu, nem é minha intenção. Já estou no segundo tablet e realmente é uma categoria de dispositivo que chegou para ficar. Porém o tablet é um dispositivo de consumo de informação rápida, que realmente brilha por poder estar apoiado apenas nas mãos e integrado ao resto do mundo através da internet. Tudo que se faz no tablet, acaba sincronizado com outros dispositivos como celular, notebook e pc. Ao prender um teclado nele, tiramos a facilidade de "revista digital". Vira um netbook. Eu acho legal ter essa possibilidade, mas os aplicativos desenvolvidos são feitos imaginando que o dispositivo de entrada a ser usado é apenas a tela, não é o foco principal ter um teclado abaixo. Para um executivo é um grande help, se ele tem que carregar um só device, mas para se tornar o mais vendido, a minha conclusão realmetne é que: Eu vejo que cada vez mais as pessoas tem facilidade de incorporar novas tecnologias como nós "nerds" temos, mas realmente acho q a maioria ainda se identifica com as tecnologias que já conhecem mesmo que a adoção da nova seja maior.

  2. ("…o que o torna esse tablet diferente dos outros – e isso o destaca – é o fato dele ter um acessório extremamente novo e que nuca foi usado no mundo da informática: um teclado físico.")

    nao concordo pois teclado, os outros também possuem, a diferença e a forma como o teclado se acopla no tablet melhorando o transporte dos 2 quando carregados ao mesmo tempo, e também devido a esse teclado possuir uma bateria interna o que tenho certeza que vai ser muito útil, em alguns casos, e sem dizer das opçoes de conectividade dele, como usb e mais a possibilidade de ter 1 cartao de memoria a mais totalizando 2 cartoes, e isso devido ao teclado.

    quanto ao produto diferente ou conservador vale lembrar q a tela é "enorme" pra passar o dia todo escrevendo no tablet principalmente se estiver segurando ele com uma mao e escrevendo com a outra, então seria necessario um teclado seja ele um teclado bluetooth ou um teclado próprio da marca, digitar em um teclado fisico é possivel ate mesmo sem olhar como muitos fazem, basta saber onde esta o F e o J (e sabemos onde estao essas teclas pelo fato delas possuírem um destaque), entao já sabemos onde estão todas as outras teclas que iremos pressionar.

Deixe uma resposta