Real Time Analytics
Apple, destaques

Apple supera Android nos EUA graças ao iPhone 5

Que o Android é o sistema mais utilizado no mundo todos sabem, mas saibam que nos EUA a história é outra. A Apple, com seu iOS, agora é novamente quem tem maior participação no mercado norte-americano de smartphones. Graças as boas vendas do iPhone 5, a Apple vendeu mais smartphones nos Estados Unidos que todas as outras marcas juntas que utilizam o Android, informação essa divulgada nessa terça, 27/11, em pesquisa da consultoria Kantar WorldPanel.

Segundo ela, a participação da Apple no mercado norte-americano fechou o último trimestre com mais que o dobro da participação que ela teve no mesmo período do ano passado, chegando a 48,1%.

[related_posts]Impressionante foi também a queda do Android em decorrência da subida da Apple. Segundo a pesquisa, o sistema do Google tinha 63,3% de participação no mercado americano mas caiu para 46,7%, amargando assim um segundo lugar.

Porém estendendo a pesquisa para o resto do mundo, o Android ainda domina com folga. No mercado europeu, por exemplo, ele possui 74% de participação no mercado alemão e incríveis 82% na Espanha. Contando os 5 principais mercados da Europa, o Android cresceu de 51% para 64%. Enquanto o iPhone cresceu pouco e atingiu 21% de participação nesses 5 países.

Sentiu falta do Windows Phone e Nokia? pois bem, na Itália o Nokia Lumia 610 foi o quarto smartphone mais vendido do ano e o Lumia 800 ficou com o sétimo lugar. Graças a isso, o Windows Phone cresceu para 11,7% nesse país, onde a Nokia é tradicionalmente bem vista.

Enquanto isso, o iPhone 5 já foi homologado pela Anatel e a Foxcoon tem até incentivo fiscal para fabricar o iGadget no Brasil. Será que ele vai se sair bem aqui também?

Leiam também:  Review do Motorola RAZR: o super poderoso
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Apple, Noticias

Há 40% de chances da Apple comprar o Netflix e 30% a Disney

Existe uma probabilidade de 40% de que a Apple adquira a Netflix graças a reforma fiscal promovida pelo presidente Donald…

Existe uma probabilidade de 40% de que a Apple adquira a Netflix graças a reforma fiscal promovida pelo presidente Donald Trump foi aprovada. Quem afirmar são os analistas do Citi Jim Suva e Asiya Merchant.

O corte nos impostos, juntamente com o novo subsídio oferecido para que as empresas repatriem seu dinheiro aplicado fora dos EUA sem ter que pagar tributos altissímos, dará à Apple um montante de dinheiro nunca visto antes dentro dos EUA. Segundo a Bloomberg, a companhia tem cerca de 252 bilhões de dólares aplicados, mas boa parte dessa quantia está em territórios fora dos EUA e, até o momento, era impossível trazer esse dinheiro de volta para o país devido aos impostos aplicados. O montante, segundo os analistas, cresce 50 bilhões de dólares ao ano.

Para entender essa quantidade de dinheiro, basta saber que a Apple precisaria apenas de um terço desse dinheiro para comprar o Netflix.

“Historicamente, a Apple evitou repatriar dinheiro para os EUA para evitar a elevada tributação desses valores. Por isso, a reforma tributária pode permitir que a empresa coloque o dinheiro em uso”, dizem os analistas, no relatório.

Segundo Citi, a Apple mantém mais de 90% de seu dinheiro fora dos EUA, então a empresa poderia se beneficiar se fizesse uma repatriação única. “Com uma taxa de 10% sobre o dinheiro, a empresa teria 220 mil milhões de dólares para aplicar em aquisições”. Ai que entra o Netflix ou mesmo a Disney.

A Apple tinha de 20 à 30% de chance de adquirir a Disney, porém isso foi antes da aquisição pela Disney dos ativos de estúdio e TV da Fox. Ou seja, isso provavelmente não ocorrerá.

A Apple tem lutado há anos para oferecer uma oferta atraente para a TV. O iTunes tem sido um grande sucesso para a empresa, mas os telespectadores migraram cada vez mais para serviços como Netflix, Amazon ou Hulu para assistir seus programas e filmes favoritos. Comprar o Netflix seria algo importante para consolidar a empresa nesse ramo.

Leiam também:  Oficial: Google Glass terá câmera de 5 Megapixels e som transmitido pelos ossos

Via Business Insider

materia completa
destaque, destaques, Featured, Motorola, Reviews

Vídeo review: 3 meses com o Moto X4, vale a pena?

Confiram o review em vídeo do Moto X4, novo smartphone da Motorola que trás um super design em vidro mas peca em suas câmeras.

Dando continuidade há uma das mais famosas linhas de smartphone da Motorola, a X, a Lenovo trás finalmente um sucessor: o Moto X4. Mas, diferente dos anteriores, é um smartphone mais barato com hardware de intermediário. Será que vale a pena? Assistam o vídeo acima e descubram.

Moto X4 – Design

O Moto X4 tem um foco maior no design. Com um acabamento inteiro de vidro, e a traseira com efeito 3D, é o smartphone mais bonito já feito pela Motorola. Além disso, ele conta com proteção IP68 contra água e poeira, sendo possível emergir o dispositivo em até 1,5 metros de profundidade.

Moto X4 – Hardware

Ele conta ainda com um bom hardware intermediário com processador Snapdragon 630, 3 GB de memória RAM e apenas 32 GB de armazenamento interno. Sendo seu armazenamento seu calcanhar de áquiles, já que somente 15 GB é disponível para o usuário. O motivo eu já expliquei aqui, mas resumidamente ele possui uma partição de 8 GB para o sistema e mais outra de 8 GB clonando a primeira. Sendo assim, mais de 16 GB são ocupados.

Moto X4 – Câmeras

Sua câmera, que deveria ser a principal feature, é dual com um sensor de 12 MP com abertura de f2.0 e outro de 8 MP com abertura de f2.2. Esse último tira fotos em preto e branco. No geral as fotos condizem com seu preço, nada de muito fantástico.

O problema são seus efeitos de profundidade. Na teoria funcionaria muito bem. Através de software, a câmera identifica o fundo e a frente da foto. Com isso, o software consegue, por exemplo, desfocar o fundo, mudar para preto e branco e até trocar por outra foto. Mas na prática não funciona muito bem. O reconhecimento só acontece quando a distância entre a imagem da frente e da traseira é grande o bastante. Em distâncias curtas o software erra bastante, borrando bordas.

Leiam também:  iPhone tem câmera melhor que Android, diz ex-executivo do Google

A câmera frontal também é um problema sério, pois a mesma não consegue focar o rosto, sempre ficando um meio termo entre o fundo e a frente.

materia completa
Apple, Featured

Confirmado: Apple deixa iPhone antigos mais lentos de propósito

Se você tinha a impressão de que seu iPhone antigo começa a ficar mais devagar com o tempo, saiba que essa impressão…

Se você tinha a impressão de que seu iPhone antigo começa a ficar mais devagar com o tempo, saiba que essa impressão acabou de ser confirmada pela própria Apple.

Nesta quarta-feira, a Apple admitiu que uma atualização de software lançada no ano passou deixou o smartphone propositalmente mais lento para evitar problemas de bateria – com o desligamento repentino do iPhone.

O patch fe parte da atualização do iOS 10.2.1 e afetou os modelos iPhone 6, iPhone 6 PlusiPhone 6S Plus e iPhone SE. O iOS 11.2trouxe o mesmo recurso para o iPhone 7 e iPhone 7 Plus – que também será aplicado aos atuais iPhone no futuro.

Segundo a empresa, aparelhos antigos com baterias de íon de lítio tendem a ter problemas a longo prazo, quando as bateria já não seguram tanta carga quanto aparelhos novos.

Nosso objetivo é oferecer a melhor experiência para clientes, que inclui o desempenho geral e o prolongamento da vida de seus dispositivos. As baterias de íon de lítio tornam-se menos capazes de fornecer demandas de corrente quando em condições frias, com baixa carga da bateria ou à medida que envelhecem ao longo do tempo, o que pode resultar no desligamento inesperado do dispositivo para proteger seus componentes eletrônicos“, indicou a Apple em um comunicado (via CNet).

O comentário da Apple vem em resposta a um artigo de John Poole, fundador da organização por trás do software de benchmark Geekbench, que afirmou que processadores do iPhone perdem performance com o tempo.

Há ainda uma terceira hipótese que eu acredito que também tem sua parcela de culpa: a obsolescência programada. Sim, é muito mais lucrativo para uma empresa forçar o usuário a pensar que seu aparelho está mais lento porque é antigo e, consequentemente, comprar um modelo mais novo. Um exemplo de que isso acontece são os smartphones com Android.

Leiam também:  Galaxy S4 começara ser vendido em Abril, mas com outro nome. Confiram imagem.

Embora as fabricantes garantam no máximo duas atualizações, com a alegação que versões mais novas do sistema deixariam os aparelhos mais lentos, desenvolvedores fazem ROMs alternativas sempre da versão mais nova do sistema para esses mesmos aparelhos. Isso prova que na realidade as empresas não atualizam por diversos motivos, mas com certeza não é porque o aparelho já esteja antigo.

materia completa
Apple

R$ 7 mil, esse será o iPhone X mais barato no Brasil.

Que os iPhones chegam absurdamente caros no Brasil não é segredo. Que o iPhone X está muito caro até nos…

Que os iPhones chegam absurdamente caros no Brasil não é segredo. Que o iPhone X está muito caro até nos EUA também não é segredo. Mas mesmo assim, cobrar R$ 7 Mil no iPhone X mais simples é fora da realidade do Brasil, mas sim, a Apple pode e está cobrando isso. Detalhes abaixo.

Leiam também –  O que o iPhone X faz que outros não fazem; confiram 5 novos recursos

Embora ainda não tendo se pronunciado oficialmente, a Apple através do aplicativo da Apple Store divulgou “sem querer” os preços do novo iPhone. O aplicativo já está apontando a pré-venda dos 2 modelos do iPhone X com seus respectivos preços.

preços iphone x brasil
Créditos da imagem: Tudocelular

De acordo com o que foi revelado, o iPhone X de 64 GB de armazenamento interno deve chegar no Brasil custando absurdos R$ 7 mil, enquanto que a variante mais potente, com 256 GB de armazenamento interno, poderá ser comprado por módicos R$ 7,8 mil. Se não bastasse esses preços, os acessórios para o novo iPhone também foram revelados, onde uma capa de couro custa R$ 749.

Lembrando que esses preços são da loja oficial da Apple, que tradicionalmente é mais cara que as lojas comuns. A vista ele sai por R$ 6,3Mil, levando em conta a diferença de preços dos outros modelos entre a loja oficial e outros revendedores, no fim das contas achamos que o iPhone X mais simples deve ficar na casa dos R$ 5,5 Mil.

Se interessou? Vai ter que esperar pois aparentemente o estoque de pré-venda da Apple Brasil já se esgotou.

Leiam também:  Galaxy S4 começara ser vendido em Abril, mas com outro nome. Confiram imagem.
materia completa