Desde a primeira versão, o Android sempre trás uma espécie de sobrenome homônimo há um doce famoso, mas qual a ideia por trás desses nomes? Ninguém sabe e o Google se nega a dizer. Provavelmente é uma brincadeira interna, mas que no fim acabou caindo bem e decidiram deixar por isso mesmo.

Até hoje, já existiram 12 versões do Android. E se ainda não perceberam, os nomes além de serem de coisas gostosas e engordativas, eles seguem uma sequência simples e lógica: a do abecedário.

Vejam abaixo a lista, desde a primeira fversão do sistema do Google:

Alpha – (Ou Suposto Apple Pie 1.0)
Beta – (Ou Suposto Banana Bread 1.1)
Cupcake – Android 1.5
Donut – Android 1.6
Eclair – Androides 2.0 e 2.1
Froyo – Android 2.2
Gingerbread – Android 2.3
Honeycomb – Androides 3.0/3.1/3.2
Ice Cream Sandwich – Android 4.0
Jelly Bean – Androides 4.1/4.2/4.3
KitKat – Android 4.4
Lollipop – Android 5.0

Para quem está iniciando no mundo do Android, ou apenas é um curioso, abaixo listamos breves descrições de cada versão do sistema operacional mobile que é, atualmente, o mais usado em todo o mundo. Além disso também damos uma breve descrição de que como é cada doce usado no nome.

Android 1.5: Cupcake

CUPCAKEO Cupcake, para quem não conhece, é um bolinho assado feito em copo ou pequenas formas para servir uma única pessoa. Experimente, é incrível.

Esta foi a primeira versão do Android. Ela trazia versões mobiles dos serviços do Google. A maioria bem conhecidos como no caso do Youtube, Gmail, Picasa, dentro outros. Mas uma novidade que o sistema trouxe, que até então não existia, eram os widgets. Através deles o usuário podia executar ações básicas como copiar e colar. Esta versão, obviamente, não está mais disponível para nenhum aparelho.

Android 1.6: Donut

android-20-donutEu sei que vocês conhecem esta maravilha. Quem já teve a belíssima oportunidade de experimentar um desses com certeza não se arrependeu. O grandalhão Homer Simpson é viciado nessas coisinhas. É um tipo de bolinho frito que lembra muito o sabor de sonhos de padaria, ou aqueles bolinhos de chuva. Nele você pode colocar qualquer tipo de cobertura.

Falando de Android, nesta versão foi implantado o recurso de busca por voz e as opções de mídia foram melhoradas.

Android 2.0 e Android 2.1: Eclair

android_eclair01Mais conhecido no Brasil como: Bomba de Chocolate. Sim, esta maravilha foi o nome dado no batismo da versão 2.0 e 2.1 do android.

Nesta versão apareceu o aplicativo Google Maps, que ninguém vive sem hoje em dia. Ela também tinha suporte a aparelhos com flash nas câmeras. Além de tudo isso, ainda veio com o suporte multitouch (vários toques na tela ao mesmo tempo) e o Bluetooth 2.1. Realmente o Eclair foi um grande avanço do Android.

Android 2.2: Froyo

android_froyoO nome Froyo vem de frozen yogurts. Essa delícia quase natural vai acompanhada com frutas a gosto além de cobertura a gosto. Ser natural ou não depende da vontade do freguês.

Esta versão ficou 400% mais rápida e mais estável, contando com conexão 3G, o inegável Wi-fi e também o USB. Fora que a partir desta versão o Android passou a ter atualizações de aplicativos automáticas pela Android Market (Agora Play Store). E o navegador padrão ficou sendo desde então o Chrome.

Android 2.3: Gingerbread

android-gingerbread-1Quem se lembra daquele Homem-Biscoito do filme Shrek que tinha aquela voz chata e irritante? Este biscoitinho tem origem americana e europeia e é muito consumido no natal.

Esta versão do Android também veio com boas inovações, uma delas é suporte a NFC (que no Brasil ainda é pouco usado). O sistema também trouxe suporte a aparelhos com câmeras frontais, sendo assim possível fazer vídeo chamadas, e usar apps tais como o Skype.

Android 3.0: Honeycomb

Android-HoneycombAo pé da letra: Favo de Mel.

Esta versão foi otimizada para aparelhos de processamento de hardware mais potentes como os tablets.

Android 4.0: Ice Cream Sandwich

android-nom-ice-cream-sandwichesAo pé da letra: Sanduíche de Sorvete.

Já nesta versão, o google se responsabilizou por um sistema estável e rápido tanto para tablets como para aparelhos Celulares.

Android 4.1/4.2/4.3 – Jelly Bean

20150130092858Ao pé da letra: jujuba. Que são feijões feitos de açúcar.

o Jelly Bean trouxe uma novidade extra essencial para os aparelhos com o sistema Android que até hoje é controversa: baixar mapas de uma determinada área para o usar o Google Maps Offline. Digo controversa pois até hoje pouquissimas áreas são liberadas para tal função. OUtra novidade era que para poder criar as mensagens de texto já não era mais necessário digitá-las ou ter uma conexão com a Internet para falar no aparelho e transformar fala em escrita. A partir desta versão tudo é Offline para sua comodidade.

Android 4.4 – KitKat

kit_kat_androidKitKat é um dos mais famosos chocolatesa da Nestle, se não o mais. Se trata de uma combinação de wafer coberta por chocolate. Uma delícia.

Segundo o Google, o Kitkat ainda é de longe o sistema mais usado pelos fabricantes. É muito provável que o seu celular rode essa versão.

O Kitkat embora tenha trazido poucas mudanças visuais, ele deu um belo salto em perfomance com diversas melhorias no desempenho. Nele muitos aplicativos passaram a serem utilizados em telas cheias, principalmente ao ativar o novo recuriso “Modo imersivo”. Outra característica bem interessante foi a possibilidade de conectar o Android KitKat a impressoras próximas que estejam na mesma rede Wi-Fi e também pelo Google Cloud. Muitas outras novidades foram integrados nesta versão.

Android 5.0 – Lollipop

loliAo pé da letra: Pirulito.

Nesta versão muitas facilidades foram implantadas, por exemplo: Quando você adquire um aparelho com Lollipop, e você tem um outro aparelho android com NFC, na hora da configuração do novo dispositivos se você encostar ele em outro, todas as suas contas, configurações, dados e aplicativos do aparelho serão repassados para o novo. Notificações agora estão na tela de bloqueio também. Modo convidado, que permite você usar outra senha para criar um usuários caso você empreste o seu celular para um “enxerido”.

Mas as principais novidades ficaram por conta do visual. O Google adotou o no conceito de design chamado “Material Design” que agora é padrão em todos apps e serviços do Google.

Porém, um detalhe que vale a pena comentar, é o que o Lollipo vem sendo bem criticado. Não por conta do seu design e funcionalidades, mas sim pelo fato das primeiras versões estarem muito bugadas, fazendo com que muita gente opte pelo dificil caminho do downgrade para o Kitkat.

O porquê de o Google usar nomes de doces em suas versões de Android ninguém sabe, mas que foi uma bela de uma boa sacada isso foi. Pois é divertido, e outra, não da trabalho nenhum para eles escolherem os nomes das próximas versões dos androides.
Lollipop é com L, M é a sequência. Qual será o nome da próxima versão???

Postem aí…

Crédito da imagem em destaque: Vida de suporte

2 Comentários

  1. Faltou comentar que o android K seria chamado de Key Lime Pie (torta de limão), mas a Nestlé aproveitou a oportunidade pra divulgar seu produto. Até no Easter egg da versão do Android no Kitkat era possível ver uma torta de limão.

Deixe uma resposta