Imagina um gadget de 228 milhões de dólares. É o Boeing 787 Dreamliner que já recebeu mais de 800 encomendas e teve 14 unidades entregues até agora. O 787 pode levar entre 210 e 290 passageiros e consome 20% menos combustível do que o 767, cada assento dessas belezinhas virá equipado com um sistema de entretenimento usando o Android como sistema operacional.

Num avião de alcance transcontinental um dos equipamentos que as empresas aéreas mais levam a sério é o de entretenimento de bordo. Afinal como que você vai entreter mais de 200 seres humanos por horas a fio? Um voozinho São Paulo-Miami leva ai umas 8 horas se o trafego aéreo ajudar, e hoje em dia o serviço de bordo não leva tudo isso. Então para evitar o tédio vamos entreter esse povo.

thales_topseries_avant_android_IEFC-640x426

O 787 terá duas classes, uma econômica e outra executiva, onde estarão dispostas telas de 10 e 17 polegadas, respectivamente. Todo o impressionante equipamento estará situado no encosto das cadeiras e se trata de um processador ARM STMicro dual-core, com 1GB de RAM e uma unidade de armazenamento SSD de 256GB. Além disso, o avião terá um servidor principal equipado com 32 núcleos x86 (quad-core Xeon ou Opteron), 128GB de RAM e adicionais 4TB de armazenamento SSD, tudo para permitir que os passageiros façam uma LAN party de Crysis a 12 mil metros de altitude e sem precisar roubar processamento da cabine de comando. Só lembrando que não estamos dizendo que a cabine de comando usará Android, apenas o sistema de entretenimento de bordo.

Ambas as configurações rodarão uma versão customizada do Android e embora não se saiba ao certo qual edição do sistema operacional será usada, se a 2.3 ou a 3.0. Se somarmos tudo isso ao fazer sua próxima longa viagem aérea se entretenha com um avião que carrega 508 núcleos ARM, 382GB de RAM e 69TB espalhados por unidades de estado sólido, além de uma tela como estas aí (configuração da Qatar Airways).

Não espera pela sua próxima viagem? Comente ai o que você achou.

Fonte: Extreme Tech

3 Comentários

Deixe uma resposta